31 de julho de 2003

O peixe ultrapassou o felino






"The Lion King", um dos melhores filmes de animação de sempre, era até há bem pouco tempo atrás o recordista Disney de bilheteiras, manteve-se em exibição por 31 semanas e perfez 312.9 milhões de dólares, o filme foi tão aplaudido que ainda no Natal passado saiu nos EUA uma versão IMAX.
Exceptuando este, poucos foram os filmes Disney da última década que honrassem esse nome, já desde "The Little Mermaid" (1989) e"Aladdin" (1992) que não faziam um filme com "magia Disney" mas então surgiu um empresa de nome Pixar que com "Toy Story" e "Monsters, Inc." devolveu ao gigante o seu bom nome e evitou que a Dreamworks conquistasse o mercado da animação.
O mais recente filme Pixar é "Finding Nemo", a história de Melvin, um peixe que perde o seu filho Nemo (único membro da sua família) e o vai procurar por todo o mundo, enquanto isso Nemo tenta escapar do aquário de dentista onde foi colocado.
O filme cá só estreia pelo Natal mas nos EUA em apenas 2 meses já ultrapassou os 313 milhóes de dólares de bilheteira e agora detém o recorde. Envolvendo quantias destas não admira que surjam boatos acerca de discordâncias entre as duas empresas acerca da divisão de lucros, o que está garantido é a colaboração da Disney na distribuição de filmes Pixar até 2005 incluindo "Cars", a aventura de um grupo de carros que se lança à estrada.
Algumas das pessoas que dão voz a este filme são Geoffrey Rush, Willem Dafoe e Eric Bana.
Para mais informações pode consultar o sítio Disney ou Pixar.

30 de julho de 2003

Férias


Como muitos outros blogs, o Antestreia vai de férias, logo a sua actualização diária desaparecerá. Até ao regresso, "Always watch good movies". Não é original, mas entende-se: a originalidade já está igualmente de férias.

28 de julho de 2003

Bob Hope (1903-2003)



O mundo cinematográfico tem vindo a perder cada vez mais figuras de proa, e hoje foi um comandante da nau dos sonhos. Leslie Townes Hope, ou Bob Hope, como ficou conhecido, nasceu em Londres a 29 de Maio de 1903, viajou com a família em 1907 para Cleveland (Bob dizia que viajou e naturalizou-se americano aos quatro anos quando descobriu que já não podia ser rei). Durante os anos seguintes fez de tudo um pouco para ajudar a família, até que acabou a escola e inscreveu-se em aulas de dança, onde se mostrou um talento natural. Depoisde uma passagem pela Broadway, onde conheceu aquela que viria a ser a sua futura esposa, Roberta, idealizou e produziu ínumeros espectáculos radiofónicos, como "Capitol Family Hour". O sucesso dos seus programas levaram-nos a assinar um contrato com a Paramount, tornando-se então uma referência do cinema.

Mesmo um marco da história cinematográfica, Hope nunca ganhou um Óscar por um desempenho concreto (apesar de ter sido laureado cinco vezes pela Academia em tom de reconhecimento) e fazia questão de o demonstrar publicamente ( "At our house, we call it Passover"). Participou em cerca de 50 filmes, e efectou cameos em cerca de 15. Com Bing Crosby e Dorothy Lamour participou numa série de filmes intitulados "Road to...", como "Road to Singapore" - 1940, "Road to Zanzibar" - 1941 ou "Road to Utopia" - 1946. Protagonizou filmes como "The Seven Little Foys" - 1955, "The Paleface" - 1948 e "The Great Lover" - 1949. Nascido para a comédia, Bob ficou igualmente recordado pelas viagens a teatros de guerra para animar as tropas, casos da Segunda Guerra Mundial e a Guerra do Vietname. Na sequência destas deslocações, e de todo o apoio que elas implicaram, Bob Hope recebeu em 1997 o prémio de Veterano Honorário, galardão que nunca havia sido entregue a nenhum civil, continuando Hope o único contemplado.


Até aos dias de hoje nunca perdeu o sentido de humor (chegando a dizer no dia do seu centésimo aniversário: "I'm so old, they've cancelled my blood type". Até sempre.


Primeiras imagens de "Scary Movie 3"


O Antestreia já havia divulgado três posters da terceira parte de "Scary Movie". Aqui ficam as três mais recentes fotografias do filme, divulgadas pela produtora.











Scooby-Doo 2


E em primeira mão, aqui fica o novo poster do filme "Scooby-Doo 2: Monsters Unleashed":


Título Original: "Scooby-Doo 2: Monsters Unleashed"
Realização: Raja Gosnell
Intérpretes: Freddie Prinze Jr., Sarah Michelle Gellar, Matthew Lillard, Linda Cardellini, Seth Green, Alicia Silverstone e Peter Boyle
Argumento: Joseph Barbera e William Hanna (personagens), James Gunn
Fotografia: Oliver Wood
Género: Comédia / Animação
Estreia prevista: 26 de Março 2004 (nos EUA)




Boxoffice deste fim de semana


Mais uma vez o Antestreia traz a Boxoffice deste fim de semana, dando especial atenção a "Spy Kids 3-D", que bateu em muito o novo filme de Lara Croft, "Lara Croft Tomb Raider: The Cradle of Life", que se estreou num decepcionante quarto lugar: A outra estreia da semana, "Seabiscuit", com Tobey Maguire, ficou logo atrás, na quinta posição dos filmes que mais dinheiro arrecadaram.







Boxoffice 10+
1. "Spy Kids 3-D" ($32.5)
2. "Pirates of the Caribbean" ($22.4)
3. "Bad Boys II" ($22.0)
4. "Lara Croft Tomb Raider: The Cradle of Life" ($21.8)
5. "Seabiscuit" ($21.5)
6. "Terminator 3" ($5.0)
7. "Extraordinary Gentlemen" ($4.9)
8. "Johnny English" ($4.3)
9. "Finding Nemo" ($4.0)
10. "Legally Blonde 2" ($2.7)
Fim de semana de 25 a 27 de Julho; números em milhões de dólares.

Aniversários



28 de Julho

1948: Michael Richards
1916: David Brown

27 de julho de 2003

Novo livro para "Lord Of The Rings"


Um novo livro para "Lord Of The Rings", intitulado The Lord of the Rings and Philosophy, foi escrito por Gregory Bassham e Eric Bronson. Todos os que tiverem interesse poderão ler a introdução aqui.

Aniversários


27 de Julho

1977: Jonathan Rhys-Meyers
1972: Maya Rudolph
1949: Maury Chaykin
1947: Betty Thomas
1946: Rade Serbedzija
1880: Donald Crisp

Mathis e Patton em "The Punisher"





O Antestreia já havia noticiado mais esta adaptação da Marvel para o grande ecrã. Agora, Samantha Mathis ("American Psycho" - 2000) e Will Patton ("Armageddon" - 1998, "Gone in Sixty Seconds" - 2000) irão participar em "The Punisher" de Jonathan Hensleigh, que se estreia na realização.

26 de julho de 2003

E mais dois posters...







Posters dos próximos êxitos da Boxoffice II


Novos posters para abrir o apetite...





Aniversários


26 de Julho

1979: Eric M. Barry
1973: Kate Beckinsale
1965: Jeremy Piven
1964: Sandra Bullock
1959: Kevin Spacey
1949: Jeremy Thomas
1945: Helen Mirren
1943: Mick Jagger
1928: Stanley Kubrick
1922: Jason Robards

25 de julho de 2003

John Schlesinger (1926 - 2003)



Morreu hoje o realizador britânico John Schlesinger, vítima de complicações cardíacas. Nascido em 1926, Schlesinger ficou famoso por filmes como "Billy Liar" - 1963 e "Far from the Madding Crowd" - 1967, antes de fazer o polémico e óscarizado "Midnight Cowboy", tornando-se então um cineasta de referência. Realizou ainda "Marathon Man" - 1976, o thriller de terror "The Belivers" - 1987 e "Cold Comfort Farm" - 1995. O seu último trabalho data de 2000, uma comédia com Madonna e Rupert Everett intitulada "The Next Best Thing". Dirigiu diversas óperas e peças de teatro, tendo começado na representação, mas cedo desistiu dessa tarefa no mundo da sétima arte, passando a realizar diversos documentários. Polémico tanto nos seus filmes, como na orientação sexual e na sua defesa, John Schlesinger deixa-nos aos 77 anos de idade.


"Click"


Steve Koren e Mark O'Keefe, argumentistas de "Bruce Almighty", que irá estrear a 1 de Agosto no nosso país, venderam recentemente à Columbia Pictures um novo argumento pela pequena soma de 1, 75 milhões de dólares. Surgirá então "Click", que conta a história de um workaholic que tem descurado a sua família em detrimento da carreira. Até que um dia descobre um controlo remoto com o qual pode avançar ou mesmo parar a sua vida. Para o papel principal já se fala no nome de Adam Sandler ("Big Daddy" - 1999, "Punch-Drunk Love" e "Mr. Deeds" - 2002), sendo certo que será uma co-produção Columbia Pictures / Revolution Studios.
Aproveitem também para ir ao sítio oficial do actor, e assistir a uma curta de cerca de dois minutos intitulada "Couch", que foi realizada por Paul Thomas Anderson para um anúncio televisivo.

Hoje pode ver


Sexta-feira é dia de estreias. Esta semana, temos uma conspiração, um exterminador, um marinheiro e um romance...



Título Original: "Terminator 3: Rise of the Machines"
Realizador: Jonathan Mostow
Intérpretes: Arnold Schwarzenegger, Nick Stahl, Claire Danes
Argumento: James Cameron e Gale Anne Hurd
Fotografia: Don Burgess
Música: Marco Beltrami
Género: Ficção Científica
Duração: 120
Sítio oficial: http://www.terminator3.com



Título Original: "It's All About Love"
Realização: Thomas Vinterberg (EUA / Japão / Suécia / Reino Unido / Dinamarca / Alemanha / Holanda - 2003)
Intérpretes: Joaquin Phoenix, Claire Danes, Sean Penn, Douglas Henshall
Argumento: Thomas Vinterberg e Mogens Rukov
Fotografia: Anthony Dod Mantle
Música: Nikolaj Egelund e Zbigniew Preisner
Género: Drama
Duração: 104 minutos
Sítio oficial: http://www.tvropa.com/itsallaboutlove/



Título Original: "Sinbad: Legend of the Seven Seas"
Realização: Patrick Gilmore
Intérpretes (vozes originais): Brad Pitt, Catherine Zeta-Jones, Michelle Pfeiffer, Joseph Fiennes e Dennis Haysbert
Argumento: John Logan
Música: Harry Gregson-Williamsr
Género: Animação
Duração: 85 minutos
Sítio oficial: http://sinbad-themovie.com/



Título Original: "Rue des plaisirs"
Realização: Patrice Leconte
Intérpretes: Laetitia Casta, Patrick Timsit e Vincent Elbaz
Argumento: Serge Frydman e Patrice Leconte
Fotografia: Eduardo Serra
Género: Drama
Duração: 91 minutos
Sítio oficial: http://www.ruedesplaisirs-lefilm.com/

24 de julho de 2003

Avanca voltou

Cartaz




Começou ontem a 7ª edição do festival de Avanca, esse pequeno grande festival que decorrerá até domingo tem vindo a ganhar público não pelos filmes a concurso mas pelos workshops lá organizados que atraem alguns dos maiores nomes do cinema mundial tendo a edição deste ano trazido iranianos, neo-zelandeses, belgas, holandeses, dinamarqueses, italianos e, é claro, portugueses. Em edições anteriores estiveram cá Xavier Villaverde ( realizador há 20 anos, em 1999 apresentou em Avanca a sua obra "Finisterra" e este ano surpreendeu no Fantas com "Trece Campanadas") e o actor/realizador Herry Cleven (ganhou 5 meses antes (ex-aequo) o troféu de Melhor Realizador no Fantas, no ano em que "Amores Perros" arrebatou tudo).
Cada workshop tem uma duração de cerca de 30 horas e debruçam-se sobre temas como a direcção de actores (havendo um especializado para o trabalho com crianças), filmes que acompanhem o ritmo duma música, a montagem, a animação por computador e alguns outros assuntos de interesse para os profissionais, o ano passado encontrámos bastantes personalidades do cinema português a aprender em workshops.
De referir que este festival é de cinema mas também de vídeo, televisão e multimédia e já ofereceu workshops muito úteis e interessantes sobre criação de páginas web e como utilizá-las para promoção de filmes.
Este ano serão exibidos no auditório paroquial mais de 60 filmes dos 800 enviados a concurso, e em simultâneo decorrerão exposições e workshops, a sede do festival está situada como sempre na Escola Egas Moniz que apesar de distar bastante do auditório tem como vantagens boas instalações para a realização dos workshops e fornece apoios como cantina para os convidados e terreno para campismo, modalidade muito utilizada por alguns dos espectadores.

"Terminator 3: Rise of the Machines" por Ricardo Clara





O Terminator está de volta, e pior do que nunca. Arnold Schwarzenegger volta à pele de "T-800", um velho modelo de um exterminador robótico que vem do futuro para proteger John Connor (Nick Stahl) não de Robert "T1000" Patrick, mas agora do mais avançado exterminador alguma vez criado - o "T-X" (Kristanna Loken). Connor, agora com 20 e poucos anos, e um viajante sem casa, é confrontado com o envio de uma nova máquina para acabar não só com a sua vida, mas também de aqueles que no futuro serão os braços direitos do líder da resistência humana.
O filme é um enorme dejá-vu. Realizado agora por Jonathan Mostow ("U-571"), "Terminator 3: Rise of the Machines" abusa da fórmula utilizada por James Cameron no filme que antecedeu esta nova produção. É inquestionável que a espectacularidade dos efeitos especiais se revela de enorme qualidade (como na cena da perseguição com o camião guindaste e posteriormente com o camião cisterna dos bombeiros). Ora este abuso das premissas anteriores não é feito com a magia Cameron, mas como uma cópia de fraca qualidade por parte de Mostow. É o exterminador assassino que persegue o alvo a pé, mais rápido que um carro, é a chegada de Schwarzenegger do futuro, e a procura de roupa, ou o primeiro contacto Connor/"T-800", com a fuga do primeiro pensando que o segundo o vinha matar. Tudo visto em filmes anteriores.





Esta terceira parte do filme pouco inova, mas fá-lo em dois aspectos: abre um parênteses de humor, não assentando unicamente na frase feita ("I'll be back"), mas ridicularizando o aspecto do exterminador salvador (confrontar, por exemplo, os primeiros óculos de sol de Schwarzenegger); e introduz dados novos, explicativos da trama e da verdadeira razão da Skynet se apoderar do mundo através da ascensão das máquinas. Em termos visuais, o filme está bem conseguido, mas analisando a composição sonora deparamo-nos com um decréscimo de qualidade vertiginoso, sendo quase de corar a banda sonora deste em comparação com a dos antecessores.
Arnie continua igual a si mesmo, pesado e cinquentão, um robot humano na pele de um organismo cibernético. Já Kristanna Loken é um "T-X" por méritos corporais e não de interpretação, será sem dúvida um deleite visual para qualquer homem. Nick Stahl e Claire Danes completam o núcleo duro do grupo de actores principais deste filme. Curiosamente, Danes participa noutro filme que estreia esta semana, "It's All About Love".
Fica então em aberto a possibilidade de um quarto filme. Pessoalmente, não creio. Porque Arnie não está novo, porque a história fica contada, porque Arnie não está novo e porque existiram problemas financeiros a mais na produção desta película. Ah!, e porque Arnie não está novo. É um popcorn movie para qualquer cinéfilo ver, mas sem grandes esperanças...

Título Original: "Terminator 3: Rise of the Machines"
Realizador: Jonathan Mostow
Intérpretes: Arnold Schwarzenegger, Nick Stahl, Claire Danes
Argumento: James Cameron e Gale Anne Hurd
Fotografia: Don Burgess
Música: Marco Beltrami
Género: Ficção Científica
Duração: 120
Sítio oficial: http://www.terminator3.com

"It's All About Love" por Ricardo Clara



2021. Claire Danes é Elena, uma famosa patinadora no gelo que se encontra separada do ainda seu marido John (Joaquin Phoenix). O tempo encarregou-se de esfriar uma relação que parecia destinada ao sucesso. John vive na Polónia, enquanto que Elena está radicada em Nova Iorque, onde se desdobra entre treinos e espectáculos. Aquilo que seria uma simples viagem à "capital do mundo" para assinar os papéis de divórcio transformou-se numa operação de resgate, acabando o casal por fugir de todos aqueles que dependem de Elena para viver. Sim, porque Thomas Vinterberg faz gáudio em mostrar que, sem amor, o coração pára, e encontramos vezes sem conta corpos inertes estendidos pelas ruas de Nova Iorque, constantemente ignorados pela população, que passa indiferente.
"It's All About Love" é um delírio egocêntrico visual. Um poema em forma de imagem, uma fábula sobre o amor, um conto acerca do desespero. Vinterberg, que surpreendeu meio mundo com "Festen" em 1998, e criador do movimento Dogma95, traz-nos agora um filme com claras influências clássicas e românticas, com base no argumento por si escrito e por Mogens Rukov. Mas peca essencialmente no aspecto argumentativo, pois a beleza visual não deixa esquecer a história um pouco inverosímil, mesmo surgindo certas mensagens subliminares, numa espécie de versão apocalíptica do amor. Vinterberg deixa o aviso: se não há amor, as pessoas morrem de solidão interior e o mundo entra em colapso, arrefecendo, ficando frio como o coração só do ser humano.
"It's All About Love" é um jogo. Uma dicotomia claro/escuro, quente/frio, amor/solidão, mas que pende sempre para o lado negativo destas antíteses. É claramente um produto pós-11 de Setembro, onde o realizador se vê colocado num mundo caótico, pré-apocalíptico e trazendo de volta o cinema pessimista, que não dá nem uma resposta para as preocupações que o apoquentam. Ou será que a morte será para ele a solução? Já a história se encontra de facto colocada num plano inferior ao da mensagem. Terá sido o colocar uma narrativa numa ideia que por tão poética se apresentar, acaba por se revelar de extrema dificuldade a passagem para o suporte visual. E Vinterberg falhou nesse aspecto. Porque o objectivo está lá. Falta a base argumentativa para a transmissão da referida mensagem.
Não posso deixar de referir o papel de Sean Penn, que se encontra absolutamente fabuloso, para quem se limita a passar o filme a falar ao telefone numa chamada interminável. Depreendo que uma chamada para o eterno... O cerne do filme encontra-se sem dúvida nas palavras deste actor. A química entre Joaquin Phoenix e Claire Danes existe e é bem tratada, formando um par trágico ao melhor estilo de Romeu e Julieta. Uma palavra também para a fotografia, fruto do trabalho do britânico Anthony Dod Mantle, que trabalhou em "Festen" de Vinterberg, "28 Days Later" de Danny Boyle e "Dogville" de Lars Von Trier, aproveitando a diversidade de planos trazida pelo realizador. Claras influências de Hitchcock, quer na narrativa intriguista e misteriosa, quer por vezes na disposição dos actores (vide por exemplo a curta cena em que John é recebido de forma austera por toda a "família" de Elena, após ela ser levada de volta para o hotel; é uma cena onde a colocação dos actores em meia-lua, como um grupo de juízes que avaliam o comportamento do convidado, imprimindo um pesado ambiente à cena, levam, na minha perspectiva, a lembrar o cinema de Hitchcock e de Robert Altman).
Como explica Vinterberg na sua nota de intenções, "It's All About Love" "é o resultado de como a vida nos emocionou num período de grande mudança. Através do meu olhar, o meu mundo é a minha mulher e as minhas duas filhas de vestidos cor-de-rosa e patins. São notícias de jornal sobre pedaços de gelo que caem do céu. É o 11 de Setembro. São as cheias na Europa. São as pessoas que vivem nas ruas. Mas também os aeroportos, hospedeiras simpáticas, pessoas apaixonadas e pessoas ao telemóvel".



Título Original: "It's All About Love"
Realização: Thomas Vinterberg (EUA / Japão / Suécia / Reino Unido / Dinamarca / Alemanha / Holanda - 2003)
Intérpretes: Joaquin Phoenix, Claire Danes, Sean Penn, Douglas Henshall
Argumento: Thomas Vinterberg e Mogens Rukov
Fotografia: Anthony Dod Mantle
Música: Nikolaj Egelund e Zbigniew Preisner
Género: Drama
Duração: 104 minutos
Sítio oficial: http://www.tvropa.com/itsallaboutlove/

23 de julho de 2003

Warner Brothers bilionária fora dos EUA


A Warner Brothers anunciou hoje que pela sexta vez na sua história arrecadou mais de um bilião de dólares de receita nas bilheteiras fora dos EUA. Para tal feito muito contribuíram os 136,4 milhões de dólares de "Harry Potter and the Chamber of Secrets", e "Two Weeks Notice", a comédia romântica que juntou Sandra Bullock e Hugh Grant e que juntou a Warner a 108 milhões de dólares. E, obviamente, a pequena receita de 432 milhões de dólares de "The Matrix Reloaded" também ajudou a atingir este marco nos estúdios norte-americanos.

"Necropolis" ataca em Chicago


Paul W.S. Anderson, realizador de filmes como "Mortal Kombat" - 1995 e "Resident Evil" - 2002, irá escrever e produzir o thriller fantasmagórico "Necropolis", segundo anunciou a Dimension. O filme, segundo consta, juntará no enredo terror psicológico, fantasmas e Chicago. Não será a estreia de Anderson na escrita de argumentos, visto que o argumentista/realizador já idealizou os guiões de "Resident Evil" - 2002, "Resident Evil: Apocalypse" e "Alien Vs Predator", ambos a estrearem em 2004.

"Crash" por Paul Haggis


O canadiano Paul Haggis irá dirigir Don Cheadle no drama "Crash", da Bull's Eye Entertainment. Escrito por Haggis e Bobby Moresco, "Crash" é descrito como um misto entre "Pulp Fiction" e "Traffic", tendo vindo o casting a ser realizado nas ruas de Los Angeles. Haggis, mais conhecido no mundo das séries televisivas, tem aqui a possibilidade de de estrear na realização de uma longa metragem, depois de vencer alguns prémios pela realização de "EZ Streets" - 1996 e "Family Law" - 1999.

Tamahori realiza "Deathlok"


A loucura da adaptação Marvel para cinema continua. A Paramount Pictures e a Avi Arad's Marvel Studios anunciaram que o neo-zelandês Lee Tamahori ("Along Came a Spider" - 2001, "Die Another Day" - 2002) irá realizar "Deathlok", baseado numa BD da Marvel. "Deathlok" conta a história de um típico homem dos subúrbios que aceita fazer parte da pesquisa de um projecto, a qual o vai transformar lentamente num computador com vida. Escrito por Raven Metzner e Stu Zicherman e produzido por Steven Paul e Arad, a rodagem ainda não tem data marcada para começar.

Trailer de "Scary Movie 3" já disponível na internet








O trailer da terceira parte de "Scary Movie" já se encontra disponível na internet. David Zucker ("Airplane!" - 1980) irá desta vez parodiar "Hulk", "The Others", "The Ring", "8 Mile", "Catch Me If You Can" e "Signs", entre outros, e com um elenco de luxo (sendo certo que alguns dos actores que mencionarei aparecerão somente em cameos): Charlie Sheen, Denise Richards, Eddie Griffin, William Forsythe, Leslie Nielsen, Pamela Anderson, Queen Latifah e Master P. Poderá ver o trailer aqui.

22 de julho de 2003

Anima Mundi em São Paulo



A partir de amanhã até dia 27 de Julho, o Festival de Cinema de Animação de Rio de Janeiro e São Paulo, o Anima Mundi, vai começar as suas exibições para os paulistas. Terminada que está a primeira fase do festival no Rio de Janeiro, os cinéfilos poderão assistir, entre muitas outras, a 6 curtas-metragens portuguesas, tendo algumas das quais sido exibidas no Cinanima. "Concretus" de Tiago Gomez Rodrigues, "Enemograma" de Jorge Marques Ribeiro, "Dois Diários e Um Azulejo" de Afonso Cruz, Luis Alvoeiro e Jorge Margarido (este recomendo-o por ser de elevada qualidade) e "1999" de Francisco Lança, na Competição Oficial Curtas em Vídeo; e "As Coisas Lá de Casa" de José Miguel Ribeiro (Cartoon D'Or 2000 por "A Suspeita") e "Canções de Miragaia" de um colectivo Anilupa, na Competição Oficial Infantil, serão as obras portuguesas a concurso neste certame.


"Donnie Darko" e "Wet Hot" em DVD


É já dia 11 de Setembro que chegará para venda directa o DVD de "Donnie Darko" e " Wet Hot American Summer".


FICHA CINEMATOGRÁFICA
Título Original: "Donnie Darko"
Realizador: Richard Kelly
Intérpretes: Jake Gyllenhaal, Drew Barrymore, Patrick Swayze, Holmes Osborne, James Duval
Argumento: Richard Kelly
Fotografia: Steven B. Poster
Música: Michael Andrews
Género: Drama / Ficção Científica
Duração: 113 minutos

FICHA TÉCNICA
Nº de discos: 2
Região: 2
Audio: DTS, Dolby Digital 5.1
Vídeo: Pal, 16:9
Idiomas audio: Inglês
Legendas em: Português
Outros: Edição limitada, com caixa exterior especial; 2 Comentários Áudio; 20 Cenas Cortadas e Extensas; Televendas Cunning Visions; Entrevistas com os Actores e Equipa de Produção; Excertos do Livro The Phillosophy of Time Travel; Galeria de Imagens; Trailer
Preço: N/D


Sinopse:
Donnie Darko é um jovem esquizofrénico paranóico que teme as mensagens do dia do Juízo Final, proferidas por um coelho gigante. O que parece absurdo de início é na realidade uma misteriosa e encantadora viagem pela mente atormentada de um adolescente, isto é, até o conceito da viagem no tempo transformar para sempre a sua percepção da vida e o destino das pessoas que o rodeiam.




FICHA CINEMATOGRÁFICA
Título Original: "Wet Hot American Summer "
Realizador: David Wain
Intérpretes: Janeane Garofalo, David Hyde Pierce, Michael Showalter
Argumento:David Wain e Michael Showalter
Fotografia: Ben Weinstein
Música: Theodore Shapiro e Craig Wedren
Género:Comédia
Duração: 97 minutos

FICHA TÉCNICA
Nº de discos: 1
Região: 2
Audio: 2.0
Vídeo: 1.85
Idiomas audio: Inglês
Legendas em: Português
Outros: Galeria de Imagens, Trailer
Preço: N/D


Sinopse:
É o último dia do campo de férias e não há mãos a medir: a directora do Campo, Beth (Janeane Garofalo), está a tentar manter a ordem quando se apaixona pelo astrofísico Henry (David Hyde Pierce); Henry espera que o Campo não seja atingido por um fragmento do SKYLAB que está prestes a entrar na atmosfera terrestre; Coop, o conselheiro do Campo, está perdido de amores por Katie, que por sua vez está caidínha pelo nadador salvador Andy

21 de julho de 2003

Alfredo Molina aka Dr. Otto Octavius



Já se encontra disponível um primeiro olhar a Alfredo Molina como Dr. Otto Octavius em "Spiderman 2". O poster do actor foi divulgado no Comic-Con de San Diego por Avi Arad e por Laura Zisken, onde Quentin Tarantino, realizador de "Kill Bill", surgiu de surpresa e divulgou um novo trailer do filme que conta com Uma Thurman no principal papel, perante o olhar de 2000 pessoas completamente surpreendidas.


Moeda comemorativa da trilogia "Lord Of The Rings"


Se o leitor pensava que já tudo tinha sido inventado ao nível do marketing cinematográfico, eis que a trilogia de "Lord Of The Rings" (LOTR) irá ser imortalizada em moeda. Os correios neo-zelandeses irão lançar uma moeda comemorativa de LOTR, com o valor facial inicial de $10, indo depois essa entidade cunhar moedas no valor de $50 cêntimos e $1 dólar. As moedas serão decoradas com cenas, personagens e objectos ilustrativos do filme e serão feitas em ouro, prata e uma base de metal, tendo a primeira ministra daquele país, Rt Hon Helen Clark, recebido o primeiro exemplar de $10 dólares.






Ivor Masters, gerente dos correios neo-zelandeses afirmou que está muito orgulhoso desta edição, visto tratar-se de uma merecida homenagem à trilogia realizada por Peter Jackson, natural daquele país, o qual conseguiu mostrar ao mundo o poderio da indústria de cinema da Nova Zelândia. Master realçou igualmente o facto de uma anterior colecção de selos de LOTR ter sido um sucesso no meio da filatelia, não duvidando que este grupo de moedas atrairá não só seguidores das aventuras de Frodo e companhia, mas igualmente numismatas de todo o mundo.

Boxoffice deste fim de semana


Como já é hábito, o Antestreia divulga os 10+ da Boxoffice desta semana, dando obviamente ênfase a "Bad Boys II" de Michael Bay, especialmente pelo facto de ser a quarta melhor estreia de sempre para um filme com a classificação de R nos EUA; e ao produtor Joel Schumacher que consegue os dois primeiros lugares da Boxoffice desta semana nos EUA, com "Bad Boys II" e com "Pirates of the Caribbean". Aqui ficam os resultados:





Boxoffice 10+
1. "Bad Boys II" ($46.7)
2. "Pirates of the Caribbean" ($33.3)
3. "League of Extraordinary Gentlemen" ($10.1)
4. "Johnny English" ($9.3)
5. "Terminator 3: Rise of the Machines" ($9.1)
6. "Finding Nemo" ($7.3)
7. "Legally Blonde 2: Red, White & Blonde" ($6.1)
8. "How to Deal" ($5.8)
9. "Charlie's Angels: Full Throttle" ($3.7)
10. "28 Days Later..." ($2.5)
Fim de semana de 18 a 20 de Julho; números em milhões de dólares.

O filme estreia em Outubro no nosso país. Entretanto, podem visitar o sítio oficial desta sequela de "Bad Boys"

20 de julho de 2003

"The Woods" contrata novos actores


O novo filme de M. Night Shyamalan, "The Woods", está a tornar-se um caso sério de elenco. Depois de oportunamente o Antestreia ter noticiado a chegada de William Hurt ao grupo de protagonistas, eis que agora Sigourney Weaver ("Alien" - 1979, "Copycat" - 1995) e Adrien Brody ("Summer of Sam" - 1999, "The Pianist" - 2002, pelo qual ganhou o Óscar de Melhor Actor) assinaram contrato com a mais recente produção de Shyamalan e Scott Rudin. É já um dos filmes mais esperados de 2004.

E por falar em Loony Tunes...


Aproveitando o post sobre o DVD dos Loony Tunes, o grupo que tantas gerações tem animado irá estrear-se no grande ecrã a 14 de Novembro nos EUA. "Looney Tunes: Back in Action", realizado por Joe Dante ("Gremlins" - 1984), contará com um vasto leque de participantes, entre os quais Brendan Fraser, Jenna Elfman, Timothy Dalton, Heather Locklear, Daffy Duck, Tweety Pie, Sylvester, Marvin the Martian, Yosemite Sam, Porky Pig, Bugs Bunny e Elmer Fudd, entre outros. No filme poderemos ver este largo grupo a procurar um diamante, pertença do pai de Brendan Fraser. Escusado será dizer que é a animação total reduzida a uma única película. E é óbvio que não poderiam deixar de serem vistos os posters do filme...:




O trailer já se encontra no sítio oficial dos Looney Tunes.

Loony Tunes em DVD


Os Loony Tunes vão finelmente ser lançados em DVD. A colectânea terá o nome de "The Loony Tunes Golden Collection" e será uma edição de 4 discos. O primeiro disco terá 14 curtas metragens de Bugs Bunny, bem como uma galeria de fotos e comentários audio de Chuck Jones. O segundo disco trará mais 14 curtas, dando agora ênfase a Porky Pig e Daffy Duck, novamente com comentários audio e uma galeria de fotografias. O terceiro disco virá munido de outras 14 curtas, com destaque para Road Runner, Mel Blank e Carl Stalling, a par de novo comentários audio, a tradicional galeria de fotos e inúmeros storyboards originais. Por fim, o quarto disco encerrará as últimas 14 curtas, munidas de comentários audio, a galeria de fotos, pencil tests e um episódio piloto, tudo dedicado a Speedy Gonzales e a Tweety & Sylvester. O DVD irá ser lançado a 28 de Outubro.

Oded Fehr e Sienna Guillory em "Resident Evil: Apocalypse"


O israelita Oded Fehr ("Deuce Bigalow: Male Gigolo" e "The Mummy" - 1999) e a britânica Sienna Guillory ("The Time Machine") irão integrar o elenco da sequela de "Resident Evil" - "Resident Evil: Apocalypse". Realizada por Alexander Witt (que se estreia na realização, depois de ser director de fotografia de filmes como "Black Hawk Down" - 2001, "The Bourne Identity" e "XXX" - 2002), contará com a presença de Milla Jovovich e Eric Mabius, que estiveram presentes no primeiro filme e comecará a ser rodado a 11 de Agosto, em Toronto.

Novo blog de cinema


O Espigas ao Vento descobriu mais um blog de cinema. Chama-se Cinema Xunga e o seu autor expõe alguns dos piores filme da história da sétima arte.

19 de julho de 2003

Woody Allen abre 60º Festival de Veneza



O novo filme de Woody Allen, "Anything Else", cujo argumento ainda se encontra um pouco escondido, irá abrir o 60º Festival de Veneza. Com Woody Allen, Christinna Ricci, Jason Biggs e Danny de Vito, "Anything Else" contará a história de um artista nova-iortquino (Allen) que se apaixona por uma rapariga mais nova (Ricci). Jason Biggs será o seu namorado e de Vito o seu pai. Woody Allen afirmou que "estou muito contente de ser estar no Festival" e que "será uma grande honra ter o meu filme a abrir o certame". Moritz de Hadeln, director do festival disse que "estamos felizes que Woody Allen tenha disponibilizado o seu filme para Veneza, pois é um grande prazer para todos nós tê-lo aqui".


Jim Carrey substitui Deus





O Antestreia já teve a oportunidade de ver o novo filme de Jim Carrey, "Bruce Almighty", onde Jim é Bruce Nolan, um jornalista televisivo que pensa que Deus lhe tem andado a pregar partidas, acabando por invariavelmente gritar bem alto críticas ao todo poderoso. Até que um dia, Deus (Morgan Freeman) desce à Terra e entrega todos os seus poderes a Bruce, de modo a ele possa ver quão difícil é o trabalho desta entidade superior. Um filme fraco realizado por Tom Shadyac (que já dirigiu Carrey em "Ace Ventura: Pet Detective" - 1994 e "Liar Liar" - 1997) que conta ainda com a participação de Jennifer Aniston no papel de Grace Connelly. Fica prometida uma exposição mais alargada quando estrear, a 1 de Agosto.


Título Original: "Bruce Almighty"
Realizador: Tom Shadyac
Intérpretes: Jim Carrey, Morgan Freeman, Philip Baker Hall
Argumento: Steve Koren e Mark O'Keefe
Fotografia: Dean Semler
Música: John Debney
Género: Comédia
Duração: 101
Sítio oficial: http://www.brucealmighty.com/

17 de julho de 2003

Hoje pode ver


Sexta-feira é dia de estreias, e como tal, aqui ficam algumas razões para se deslocar ao cinema neste fim-de-semana.

"Kangaroo Jack", de David McNally, conta a história de Charlie (Jerry O'Connell) e Louis (Anthony Anderson), grandes amigos de infância, que são obrigados por mafioso de Nova York a transportar uma grande quantia de dinheiro para a Austrália, mas quando lá chegam, um canguru consegue enganá-los...
"XX/XY", o novo filme de Austin Chick, descreve o reencontro de três colegas de faculdade e os seus problemas que ficaram por resolver. Conta com a participação de Mark Ruffalo e Kathleen Robertson nos principais papéis.
"Raising Victor Vargas", de Peter Sollett, traz-nos um jovem adolescente e as suas conquistas amorosas que fazem todos os jovens da sua idade temer pela sua reputação perante os outros jovens. Um filme com Victor Rasuk e Judy Marte.
"Il est plus facile pour un chameau..." é o novo título de Valeria Bruni Tedeschim, com Chiara Mastroianni e a prórpia realizadora nos papéis de relevo. É um filme egocêntrico, centrado na vida Frederica, mulher muito rica que faz encontrar o seu passado com as amarguras do seu presente.
"To Kill A King", de Mike Barker, com Tim Roth e Rupert Everett, conta a vida de General Fairfax e Oliver Cromwell, dois amigos que, em pleno século 17 vêm as suas diferenças políticas afastá-los quase irremediavelmente.
Parar terminar, Piglet, o pequeno porco que é companhia de Winnie "The Pooh", fica aborrecido por ser afastado de uma colheita de mel devido ao seu reduzido tamanho. Mas quando todos os seus amigos desaparecem, é ele que ganha coragem e os salva. Um filme de animação, dirigido por Francis Glebas, com John Fiedler e Jim Cummings a interpretarem as vozes neste "Piglet's Big Movie".

Pirates Of The Caribbean já com sequela?


O novo filme da Disney, acabado de estrear nos EUA, "Pirates Of The Caribbean: The Curse of the Black Pearl" poderá já ter uma sequela programada. Com um lucro de 46 milhões de dólares no primeiro fim de semana de exibição (conferir boxoffice colocada online pelo Antestreia), a produtora começou já a preparar a sequela do filme realizado por Gore Verbinsky e que conta com as presenças de Johnny Depp, Geoffrey Rush e Orlando Bloom nos principais papéis.

Kill Bill dividido em duas partes


O novo filme de Quentin Tarantino, "Kill Bill" irá ser dividido em duas partes, segundo anunciou a distribuidora Miramax. Inicialmente previsto para ter 3 horas de duração, a produtora e a distribuidora decidiram que dois filmes de 1:30 hora seriam mais rentáveis e permitiria ao seu realizador apresentar alguns aspectos psicológicos tendentes ao entendimento da película. Com estreia marcada para 10 de Outubro nos EUA, ainda não foi divulgado quando chegará às salas portuguesas.

Viagem de Chichro em dvd



A New Age Entertainment anunciou que "Spirited Away" de Hayao Miyazaki irá ser lançado em vídeo e dvd a 11 de Setembro. O filme, vencedor do Óscar para Melhor Filme de Animação e Urso de Ouro em Berlim, teve um grande impacto na comunidade da animação internacional, pela interligação argumentato / técnica de animação. Fica prometida uma crónica ao dvd aquando do seu lançamento.




Fantasporto ataca no Funchal



Entre 28 e 31 de Julho o Fantasporto irá chegar ao Funchal, levando com ele alguns filmes que fizeram furor em festivais passados. Entre eles, os madeirenses poderão assistir a "The Price of Milk" de Harry Sinclair, "Intacto" de Juan Carlos Fresnadillo, filme galardoado com o Grande Prémio e Melhor Argumento do Fantasporto 2003, o filme choque de Michael Cuesta (realizador da série "Six Feet Under" - 2001) "L.I.E." e "Tuvalu" de Veit Helmer - Prémio Melhor Realizador Fantasporto 2000. "Purely Belter" de Mark Herman e "Shuzou" de Lou Ye completam o cartaz a ser projectado nas sessões das 14, 16, 18 e 21h30 horas no Teatro Municipal Baltazar Dias, o qual irá ser igualmente palco para duas conferências sobre cinema, com dois membros da direcção do festival, Mário Dorminsky e Beatriz Pacheco Pereira.




"Persona" no cine-estúdio 222



A Zero em Comportamento irá levar ao cine-estúdio 222 o filme "Persona" de Ingmar Bergman. É dias 29, 30 e 31 de Julho e aconselho vivamente todos a irem a assistir a uma fantástica obra, sobre a qual o seu realizador afirmou, acerca do filme, que o que escreveu "não é um argumento no sentido habitual do termo. É algo que se assemelha mais a uma linha melódica que irei orquestrar, assim espero, durante a rodagem com a ajuda dos meus colaboradores. Sinto-me indeciso em relação a numerosos pontos e acontece-me até em deteminados momentos não ter a menor ideia do que poderá acontecer. Isto, porque descobri que o assunto por mim escolhido é ele próprio uma imensidão e que a selecção que serei obrigado a fazer das sequências a incluir no filme definitivo (só de pensar nisto fico com calafrios!) não pode deixar de ser necessariamente arbitrária. Por isso eu convoco a fantasia do leitor ou do espectador a fazer uso livre dos elementos que coloco à sua disposição".




Título Original: "Persona"
Realizador: Ingmar Bergman (Suécia, 1966)
Intérpretes: Bibi Andersson, Liv Ullmann, Margaretha Krook, Gunnar Björnstrand
Argumento:Ingmar Bergman
Fotografia: Sven Nykvist
Música: Lars Johan Werle
Género: Drama
Duração: 85 minutos

16 de julho de 2003

Posters dos próximos êxitos da Boxoffice


Como quase todos os cinéfilos, sou um curioso e amante dos posters que acompanham as películas. Deixo aqui algumas novidades que proximamente estarão nas salas de cinema.