31 de dezembro de 2003

"In America" por Nuno Reis










Título original: "In America" (2002)

Realizador: Jim Sheridan

Actores: Paddy Considine, Samantha Morton, Sarah Bolger, Emma Bolger e Djimon Hounsou

Duração: 103 minutos

Argumento: Jim, Naomi e Kirsten Sheridan

Música: Gavin Friday, Maurice Seezer

Fotografia: Declan Quinn

http://www2.foxsearchlight.com/inamerica



O título pode parecer de um documentário ou de algum filme independente que ninguém imagina como conseguiu ter uma estreia em tantos cinemas. Na verdade o filme é de Jim Sheridan que realizou (todos com Daniel Day-Lewis no elenco) "In the Name of the Father", "My Left Foot" e "The Boxer" e produziu ainda "Bloody Sunday", um filme choque recente que venceu prémios em Sundance, no Porto e em Berlim.
O argumento foi escrito pelo realizador em parceria com as suas filhas em memória no seu filho tragicamente perdido. "In America" é uma história bastante autobiográfica que nos narra as aventuras e desventuras de uma família irlandesa que tem de enfrentar as adversidades em Nova Iorque, à semelhança do próprio Sheridan. O filme em parte é um documentário sobre os problemas vividos no início dos anos 80, época em que surgiram duas siglas significavam tudo: E.T. e S.I.D.A. enquanto o primeiro era um sinal de esperança, uma personagem imaginária que encantou as crianças, a segunda é apenas referida como "sangue mau" e é uma das maiores preocupações que enfrentam.
Já que falei das crianças, Ariel e Christy, respectivamente Emma e Sarah Bolger, acrescento que o cinema já não via crianças tão talentosas desde Anna Paquin em "The Piano". Sarah que é a mais velha (11 anos) já tinha aparecido em dois filmes, a sua irmã de 7 anos estreou-se neste filme, ambas estudam drama na Irlanda e esperemos que voltem a aparecer brevemente pois têm um talento nato que muitos actores adultos desejariam. Quem deseja ser um actor é o seu pai John (interpretado por Paddy Considine, "24 Hour Party People") que é quem pior se adaptou à perda do filho mas consegue sustentar a família e ainda ter alegria e energia para brincar com as crianças. A mãe é interpretada por Samantha Morton (Agatha de "Minority Report") e é ela quem mais se esforça para o bem-estar familiar. O vizinho barulhento é interpretado por Djimon Hounsou ("Amistad", "Stargate") e é quem com pequenas contribuições ajuda aquela simpática família a encontrar o equilíbrio e a manter-se unida. A sempre presente morte de Frankie é o correspondente ao 11 de Setembro, todos o recordam mas ninguém o quer chorar por isso preferem não falar dele.

O filme se não se debruçasse sobre um assunto tão sério seria uma comédia bem sucedida, se não fosse baseado na realidade seria uma perfeita obra de ficção. Pode ser pequeno (1:43) mas o espectador sai marcado. O argumento do início ao fim tem detalhes que surpreendem, em termos de realização é do melhor que já vi. É um filme emocionante e enternecedor que arrebata o público.

Foi considerado um "outsider" para os Oscars mas na minha opinião é dos poucos filmes com mérito para participar nessa corrida. Em diversos festivais e países já foi nomeado pelo realizador, pelo argumento, pelos actores (os quatro), pela fotografia e pela música.

Apesar de ser um filme bastante poderoso foi produzido pela Fox Searchlight, que trata dos pequenos filmes, o sítio à semelhança do filme consegue ser simples mas bastante bom. Recomendo a visita.

Boas Entradas, Feliz 2004



Com os exames à porta, não temos tempo para nada. Mas seria imperativo desejar a todos umas boas entradas e um óptimo 2004.


24 de dezembro de 2003

Feliz Natal


O Antestreia deseja a todos os seus leitores um óptimo Natal e umas Boas Festas.

Ricardo Clara e Nuno Reis


23 de dezembro de 2003

Fantasporto 2004 aproxima-se


A próxima edição do Fantasporto, a decorrer de 16 de Fevereiro a 1 de Março, já tem o alinhamento de filmes decidido. Aqui ficam as apostas do certame do próximo ano:


SECÇÃO OFICIAL CINEMA FANTÁSTICO

COMPETIÇÃO


THE TEXAS CHAINSAW MASSACRE - Marcus Nispel (EUA/USA)

THE LOCALS - Greg Page (N.Zea)

CABIN FEVER - Eli Roth (EUA/USA)

THE LAST HORROR MOVIE - Julian Richards (GB/UK)

KILLING WORDS - Laura Mañá (Esp/Spain)

DON'T LOOK BACK - Nicholas A. J. Sherard (GB/UK)

HOUSE OF 1000 CORPSES - Rob Zombie (EUA/USA)

DOMINATOR - Tony Luke (GB/UK)

DEAD END - Jean-Baptiste Andrea & Fabrice Canepa (Fra/USA)

TEKNOLUST - Lynn Hershman Leeson (EUA/USA)

ASCENSION - Karim Hussain (Can)

BEYOND RE-ANIMATOR - Brian Yuzna (Esp/Spain)

BIBI BLOCKSBERG - Hermine Huntgeburth (Ale/Ger)

FEAR X - Nicholas Winding Refn (Din/Dan)

ACACIA - Park Ki-hyeong (Cor/Kor)

A TALE OF TWO SISTERS - Kim Jee-woon (Cor/Kor)

H - Lee Jong-Hyuk (Cor/Kor)

LUCKY EARS - Chisui Takigawa (Jap)

TEMPUS FUGIT - Enric Folch (Esp/Spa)

ROBOT STORIES - Greg Pac (EUA/USA)



SECÇÃO OFICIAL CURTAS METRAGENS FANTÁSTICAS

COMPETIÇÃO


THE MAN WITHOUT A HEAD - Juan Solanas (Fra) 13'

EXTN.21 - Lizzie Oxby (GB/UK) 9'

LA ROUTINE - Cédric Babouche (Fra) 5'30

I'LL SEE YOU IN MY DREAMS - Miguel Angel Vivas (Port) 20'

HOJE FOI AMANHÃ - Quaresma Vieira (Port) 11

O ÚLTIMO DOS SONHOS - Luis Miranda (Port) 6

EL SEGUIENTE - Luis Quilez (Esp/Spa) 16

INDECISION - Charles Barker (GB/UK) 3

MECHANIKA - David Sukup (Rp.Che/Chec Rep) 10

ESCAPE FROM PARADISE - Freark Broersma (Hol/Neth) 10'30

CITY WITHOUT WINDOWS - Karim Hussain & Julien Fonfrede (Can) 13'

AS MUXICAS - Carlos Alberto Alonso (Esp/Spa)

LA FIN DE NOTRE AMOUR - Hélène & Bruno Forzani (Bel) 9'30

SIMONES LABYRINTH - Ivan Sainz-Pardo (Al/Ger) 15'

O DESALMADO - Afonso Cruz (Port) 6'


SECÇÃO OFICIAL SEMANA DOS REALIZADORES


COMPETIÇÃO


O HERÓI - ZÉ Zé Gamboa (Port)

EL OTRO LADO DE LA CAMA - Emilio Martinez-Lazaro (Esp/Spain)

YU - Franz Novotny (Austria)

PERFECT STRANGERS - Gaylene Preston (N.Zea)

STRUGGLE - Ruth Mader (Austria)

DEAD MAN'S MEMORIES - Markus Heltschl (Port/Austria)

800 BALAS - Álex de la Iglesia (Esp/Spain)

THE GREEN BUTCHERS - Anders Thomas Jensen (Din/Dan)

SEE GRACE FLY - Pete McCormack (Can)

ENQUETE SUR LE MONDE INVISIBLE - Jean Michel Roux (Fran)

TUBE - Woon-Hak Baek (Cor/Kor)


SECÇÃO OFICIAL PREMIÈRE & PANORAMA



Filme de Abertura

NORTHFORK - Michael Polish (GB/UK)

Filme de Encerramento

THE COOLER - Wayne Kramer (EUA/USA)

Outros filmes a exibir:

STANDING IN THE SHADOWS OF MOTOWN - Paul Justman (EUA/USA)

ELVIRA'S HAUNTED HILLS - Sam Irvin (EUA/USA)

AUTO DA COMPADECIDA - Guel Arraes (Brasil)

I'M NOT SCARED - Gabriele Salvatores (It & Esp/Sp & GB/UK)

WRONG TURN - Robert Schmidt (EUA/USA & ALE/GER)

INNOCENCE - Paul Cox (Australia)



SECÇÃO MÉLIÈS D'ARGENT


THE LAST HORROR MOVIE - Julian Richards (GB/UK)

KILLING WORDS - Laura Mañá (Esp/Spain)

DON'T LOOK BACK - Nicholas A. J. Sherard (GB/UK)

DOMINATOR - Tony Luke (GB/UK)

BIBI BLOCKSBERG - Hermine Huntgeburth (Ale/Ger)



Secção ORIENT EXPRESS


ACACIA - Park Ki-hyeong (Cor/Kor)

A TALE OF TWO SISTERS - Kim Jee-woon (Cor/Kor)

H - Lee Jong-Hyuk (Cor/Kor)

LUCKY EARS - Chisui Takigawa (Jap)

TUBE - Woon-Hak Baek (Cor/Kor)

AUDITION/ANJO OU DEMÓNIO - Takashi Miike (Jap)

SORUM/O TERRÍVEL SEGREDO - Yoon Jong-Chan (Cor/Kor)

SCOUT MAN/TRÁFICO DE MULHERES - Masato Ishiota (Jap)

FRIEND/AMIGO - Kwak Kyung-Taek (Cor/Kor)



PANORAMA CINEMA PORTUGUÊS


LONGAS METRAGENS


EM COMPETIÇÃO


O HERÓI - ZÉ Zé Gamboa (Port)

PANORAMA

DESOBEDIENCIA - Licínio de Azevedo
A SELVA - Leonel Vieira
PRETO E BRANCO - José Carlos de Oliveira

XAVIER - Manuel Mozos


CURTAS METRAGENS


EM COMPETIÇÃO


O DESALMADO - Afonso Cruz

I'LL SEE YOU IN MY DREAMS - Miguel Angel Vivas

HOJE FOI AMANHA - Quaresma Vueira

O ULTIMO DOS SONHOS - Luis Miranda


PANORAMA


UMA COMÉDIA INFELIZ - Artur Serra Araújo

10 e 3/4 - André F. Martins

SUBVERSÕES - César Martins

SUMMER - José Pinheiro

METAMORPHOSIS - David Cabral

SERIAL KILLER - João Meneses

A FERIDA - Margarida Leitão

RUPTURA - Manuel Marques

O CIRCULO MÁGICO - Pedro dos Santos

LA CUCARACHA - Diversos

HUSH! - Luciano Manso

ZÉ O PINGUIM - Francisco Lança

O PACIENTE - Pedro Brito

UM CASO BICUDO - Rui Sousa

A FANTASISTA - André Ruivo

VORAGEM - Rui Cardoso

DIES IRAE - João Morais

O DESALMADO - Afonso Cruz

A MORTE DO CINEMA - Pedro Sena Nunes

2LUX - Pedro Sena Nunes

INDIOS DA MEIA PRAIA - Pedro Sena Nunes



RETROSPECTIVAS



ESPECIAL LENI RIEFENSTHAL



HER DREAM OF AFRICA com Ray Muller

IMPRESSIONS OF THE DEEP



CINEMA FANTÁSTICO ESPANHOL



EL MILAGRO DE P.TINTO de Javier Fesser

JUSTINO, un asesino de la tercera edad de Santiago Aguilar & Luis Guridi

FUEGO ETERNO de Jose Angel Rebolledo

LA LUNA NEGRA de Imanol Uribe

FAUSTO 5.0 de Isidro Ortiz

LA MUJER MAS FEA DEL MUNDO de Miguel Bardem

ARTE DE MORRIR de Alvaro Fernandez

TUNO NEGRO de Pedro L. Barbero & Vicente J. Martin

IMPULSOS de Miguel Alcantud

BUÑUEL Y LA MESA DEL REY SALOMON de Carlos Saura

13 CAMPANADAS de Xavier Villaverde


Focus FantasTIC Factory


FAUST - LOVE OF THE DAMNED de Brian Yuzna

ARACHNID de Jack Sholder

DAGON de Stuart Gordon

SECOND NAME de Paco Plaza



BORIS KARLOFF



The Body Snatcher de Robert Wise

Badlam de Mark Robson

Die Monster Die! de Daniel Haller

Isle of the Dead de Mark Robson.



HERSCHELL GORDON LEWIS



THE WIZARD OF GORE

THE GORE-GORE GIRLS
BLOOD FEAST

TWO THOUSAND MANIACS!

THE GRUESOME TWOSOME

COLOR ME BLOOD RED

SHE-DEVILS ON WHELLS



LUCIO FULCI


THE SWEET HOUSE OF HORRORS
THE HOUSE OF CLOCKS

BLACK CAT

THE BEYOND

THE HOUSE BY THE CEMETERY

CITY OF THE LIVING DEAD

THE TOUCH OF DEATH

AENIGMA



FILMES DE CULTO DO FANTAS



EM ANTESTREIA EM PORTUGAL



RAIN/JUVENTUDE PERDIDA - Christine Jeffs (N.Zel)

SCOUT MAN/TRÁFICO DE MULHERES - Masato Ishiota (Jap)

FRIEND/AMIGO - Kwak Kyung-Taek (Cor/Kor)



OUTROS



FAUSTO 5.0 - Isidro Ortiz (Esp/Spa)

AUDITION/ANJO OU DEMÓNIO - Takashi Miike (Jap)

SORUM/O TERRÍVEL SEGREDO - Yoon Jong-Chan (Cor/Kor)

SANGRE ETERNA/SANGUE ETERNO - Jorge Olguin (Chile)

22 de dezembro de 2003

Breves


  • Fusão?: A Time Warner, que é já a proprietária da Warner Brothers e da New Line Cinema, poderá juntar ao seu grande império cinematográfico a poderosa MGM, produtora de alguns dos maiores classicos da História do Cinema americano como "North by Northwest","Ben-Hur", "Singin' in the Rain", "2001: A Space Odyssey", "The Wizard of Oz", "Doctor Zhivago" e "Cat on a Hot Tin Roof" para citar alguns exemplos.

  • Recorde: A estreia de "Lord of the Rings III: The Return of the King" estabeleceu o recorde (34.1 milhões) para a mais rentável estreia a uma quarta-feira, o recorde era de 28.5 milhões e pertencia a "Star Wars Episode I - The Phantom Menace".

  • IMAX: "Harry Potter and the Prisioner of Azkaban" à semelhança de "Matrix Revolutions" terá estreia simultânea nos ecrãs normais e em IMAX. A data de estreia é em Junho do próximo ano.
  • 19 de dezembro de 2003

    Breves



    A maior novidade relativa aos últimos dias com interesse para o público em geral é que as estreias passarão para a quinta-feira, mudança que possivelmente fixará as ante-estreias nas terças-feiras. Essa nova regra entra em vigor já no dia 1 de Janeiro.

    Uma novidade mais regional é a inauguração ocorrida hoje das 12 salas de cinema Castello Lopes no recém-construído Parque Nascente (Rio Tinto, Gondomar) tendo a maior delas 500 lugares, além das sessões habituais da tarde até à meia-noite terão sessões infantis de manhã. O atraso deveu-se ao facto de estas salas começarem a ser equipadas só depois da construção do centro comercial.

    16 de dezembro de 2003

    Cinema nacional com problemas


    O atraso na aprovação da nova lei para o cinema poderá congelar a produção em 2004. "Mesmo que seja aprovada no primeiro trimestre do próximo ano, a eficácia plena da lei, como é normal, só a teremos em 2005", afirmou Elísio de Oliveira, presidente do ICAM. Um só ano de paragem poderá significar a falência das produtoras mais pequenas e mesmo as grandes estarão em grandes dificuldades. O Ministério da Cultura em 2004 começará a atribuir aos festivais um subsídio decidido por um júri da área. Os elementos do júri são produtores, críticos e editores de jornais, e directores de salas de espectáculos. A verba é de apenas meio milhão mas para alguns festivais pode fazer uma grande diferença, mesmo os maiores do país quando há algum atraso nos subsídios estaduais sentem dificuldades e receiam que o júri possa não compreender as verdadeiras necessidades monetárias. Recorde-se que o Fantasporto era o único festival com um subsídio fixo acordado com o Ministério mas mesmo esse termina em 2004.
    É a crise que cada vez mais se sente no cinema...

    14 de dezembro de 2003

    Vitória nacional em concurso europeu



    Jorge Vaz Nande ganhou o prémio europeu para jovens argumentistas que lhe deu a soma de quatro mil euros. Este jovem português de Monção começou a frequentar o Centro de Estudos Cinematográficos da Associação Académica de Coimbra, pertenceu à estrutura organizativa do Festival Caminhos do Cinema Português e foi editor de fotografia do jornal académico "A Cabra", onde também publicou críticas cinematográficas.
    O tema do concurso eram as fronteiras, o resultado foi a históra de um francês que vai viver para o Alentejo onde decide criar o seu próprio país. Delimita a giz a sua terra e impede toda a gente de entrar no seu território.
    Esse argumento convenceu um júri europeu que o seleccionou como a melhor obra apresentada entre os artistas de 14 países.

    12 de dezembro de 2003

    "Looney Tunes: Back In Action" por Nuno Reis



    Esta semana o maior destaque é sem dúvida o regresso dos Looney Tunes com um título que diz exactamente isso: "Looney Tunes: Back In Action".
    Neste filme temos uma incrível mistura e será difícil explicar em que consiste. É um pouco de "Roger Rabbit" mas mais cómico, é um pouco de todas aquelas personagens Warner que nos acompanharam desde a infância e que revemos com prazer, é recordar com grandes sátiras os grandes filmes, e acima de tudo é uma demonstração de que, apesar de "Shrek" e "Prince of Egypt" terem definido a Dreamworks como uma potência na animação e a Disney auxiliada pela Pixar estar a bater todos os seus recordes, a Warner Bros ainda tem uma palavra a dizer em termos de entretenimento e conseguiu-o utilizando o trunfo de todos os outros anos que é a sátira aos seus próprios filmes.
    A história gira em torno de Kate (Jenna Elfman) , a vice-presidente da comédia da Warner que para manter o emprego tem de recuperar Daffy Duck, despedido por ela própria, e DJ (Brendan Fraser), um segurança que também ela despediu e que na companhia do pato vai salvar o pai, um agente ultra-secreto (Timothy Dalton) que pretende destruir os planos malignos do Senhor Presidente (Steve Martin) relacionados com uma jóia mágica que os faz atravessar o mundo. No refeitório da produtora é possível encontrar algumas das personagens mais divertdas da Warner e não me recordo de nenhuma personagem que tenha faltado a esta grande festa da animação numa verdadeira cidade dos bonecos.
    O filme está bem montado e em termos de comédia não tem igual nas salas. Para preparar o espectador, Daffy Duck é mesmo a personagem principal... e não se sai nada mal.

    11 de dezembro de 2003

    Amanhã estreia...


    E para ir preparando a ida de amanhã ao cinema, aqui ficam as estreias:

    Título Original: "Looney Tunes: Back in Action" (EUA, 2003)
    Realizador: Joe Dante
    Intérpretes: Brendan Fraser, Jenna Elfman, Steve Martin, Timothy Dalton e Heather Locklear
    Argumento: Larry Doyle
    Fotografia: Dean Cundey
    Música: Jerry Goldsmith
    Género: Animação / Fantasia / Comédia
    Duração: 90 min
    Sítio oficial: http://www2.warnerbros.com/looneytunesbackinaction/index.html



    Título Original: "Freaky Friday" (EUA, 2003)
    Realizador: Mark S. Waters
    Intérpretes: Jamie Lee Curtis, Lindsay Lohan e Mark Harmon
    Argumento: Mary Rodgers, Heather Hach e Leslie Dixon
    Fotografia: Oliver Wood
    Música: Rolfe Kent
    Género: Comédia / Fantasia
    Duração: 93 min
    Sítio oficial: http://disney.go.com/disneyvideos/liveaction/freakyfriday/html/index_flash.html?



    Título Original: "Zatôichi" (Japão, 2003)
    Realizador: Takeshi Kitano
    Intérpretes: Tadanobu Asano, Yûko Daike e Akira Emoto
    Argumento: Takeshi Kitano e Kan Shimozawa
    Fotografia: Katsumi Yanagishima
    Música: Keiichi Suzuki
    Género: Acção
    Duração: 116 min
    Sítio oficial: http://office-kitano.co.jp/zatoichi/


    8 de dezembro de 2003

    Festa televisiva


    Porque a televisão é um meio priveligiado de transmissão audiovisual, importa ler hoje a segunda parte da crónica de Eduardo Cintra Torres no "Público", intitulada "Ventos, eventos & inventos (2)", numa análise muito importante à fraca qualidade televisiva dos nossos dias. Para aguçar o interesse deixo aqui este excerto: "O Carnaval de antigamente, festa de transgressão com data marcada, perdeu sentido porque o carnaval é agora quando um indivíduo quiser. Na sociedade comtemporânea vive-se a carnavalização ininterrupta, viabilizada pela democratização política e social e pela abundância de recursos e tempos livres; há sempre festa e gente disponível para interromper o ritmo do quotidiano. A carnavalização tornou-se um estado normal e contínuo, e não de excepção."


    Boxoffice deste fim de semana, nos EUA


    Mais um fim-de-semana, mais uma boxoffice norte-americana para conferir. O grande destaque vai para "The Last Samurai", o último filme de Edward Zwick e que conta com Tom Cruise no principal papel. Entra directamente para o primeiro posto com uma facturação de 24,4 milhões de dólares. A segunda estreia da semana, "Honey", de Bille Woodruff, e que tem sido muitíssimo mal recebida pela crítica, quedou-se pelo segundo lugar, arrecadando 14 milhões de dólares. O primeiro lugar da semana passada, "The Cat in The Hat", desceu agora para a quinta posição, tendo-se ficado pelo 7,3 milhões de dólares. Vamos conferir a tabela:




    Boxoffice 10+
    1. "The Last Samurai" $24.4
    2. "Honey" 14.0
    3. "The Haunted Mansion" 9.5
    4. "Elf" 8.1
    5. "The Cat in the Hat" 7.3
    6. "Bad Santa" 6.1
    7. "Gothika" 5.3
    8. "The Missing" 4.4
    9. "Master and Commander" 3.8
    10. "Love Actually" 3.7
    Fim de semana de 5 a 7 de Dezembro; números em milhões de dólares.

    7 de dezembro de 2003

    Festival de Cinema Luso-Brasieliro


    Começa hoje em Santa Maria da Feira a 7ª Edição do Festival de Cinema Luso Brasileiro. A decorrer entre 7 e 14 de Dezembro, a edição deste ano homenageia o filósofo Agostinho da Silva, com a exibição do documentário "Agostinho da Silva - Um Pensamento Vivo", realizado por João Rodrigo Matos, dia 14, pelas 22:00, no Auditório da Biblioteca Municipal. Também Eduardo Coutinho, importante documentarista brasileiro estará presente para ser homenageado. Para além de 27 filmes a serem exibidos nas sessões competitivas, este festival em língua portuguesa apresenta várias novidades: "Sangue Novo", um espaço de descoberta de dois novos cineastas (José Eduardo Belmonte e Allan Sieber), "Convite à distribuição", um espaço que apresenta filmes passíveis de exibição no circuito comercial e "Feira das Vaidades", uma exposição residente com fotografias de Ricardo Mateus e textos de Miguel Somsen. Para mais informações, basta ir a http://www.cineclubedafeira.net .


    Prémios do Cinema Europeu


    Já são conhecidos os Prémios do Cinema Europeu. Aqui ficam os resultados:

    MELHOR FILME EUROPEU 2003

    "GOOD BYE, LENIN!", Alemanha
    realizado por Wolfgang Becker

    MELHOR ACTOR EUROPEU 2003

    Daniel Brühl
    em "Good Bye, Lenin!", Alemanha

    MELHOR ARGUMENTISTA EUROPEU 2003

    Bernd Lichtenberg
    por "Good Bye, Lenin!", Alemanha



    MELHOR REALIZADOR EUROPEU 2003

    Lars von Trier
    por "Dogville", Dinamarca



    MELHOR ACTRIZ EUROPEIA 2003

    Charlotte Rampling
    em "Swimming Pool", França




    MELHOR FOTÓGRAFO EUROPEU 2003

    Anthony Dod Mantle
    por "28 Days Later", Reino Unido e "Dogville", Dinamarca

    PRÉMIO CARREIRA DA ACADEMIA DO FILME EUROPEU 2003

    Claude Chabrol, França

    MELHOR FILME NÃO-EUROPEU 2003
    Prémio Screen International

    "Les Invasions Barbares"
    por Denys Arcand, Canadá


    6 de dezembro de 2003

    Poster e trailer "The Passion of the Christ"


    O filme que tanta polémica tem dado no mundo religioso já tem poster e sítio oficial on-line. Para aceder aos conteúdos virtuais de "The Passion of the Christ", basta clicar no poster.


    Prémios do Cinema Europeu são atribuídos hoje



    O troféu nos últimos anos foi para os filmes "Hable con Ella" (2002), "Le Fabuleux Destin d'Amélie Poulain" (2001), "Dancer In the Dark" (2000), "Tudo Sobre Mi Madre" (1999) e "La Vita è Bella" (1998). Os troféus são atribuídos desde 1988 e Portugal que nunca venceu, está mais uma vez sem nomeados.
    Este ano para o prémio de Filme Europeu estão nomeados os filmes "Dirty Pretty Things" de Stephen Frears, "Dogville" de Lars von Trier, "Good bye, Lenin!" de Wolfgang Becker, "Swimming Pool" de François Ozon, "In This World", de Michael Winterbottom, e "Mi Vida Sin Mi" de Isabel Coixet. A lista completa dos nomeados pode ser consultada em http://www.europeanfilmacademy.org

    5 de dezembro de 2003

    As principais estreias da semana vistas por Nuno Reis



    Hoje sim, chegaram os grandes filmes. O maior tí­tulo é garantidamente a animação "Finding Nemo" da Pixar (o filme mais lucrativo de sempre para a Disney fez as delí­cias de milhões nos EUA) mas "Daddy Day Care" com Eddie Murphy (novamente dirigido por Steve Carr como em "Dr. Dollitle 2") também promete ficar com a sua percentagem de crianças na audiência.
    Outros dos tí­tulos que se estream em Portugal são o brasileiro "Deus é Brasileiro" e dose dupla de Denys Arcand com o noví­ssimo "Les Invasions Barbares" e "Le Déclin de l'Empire Américain", um filme já com 16 anos que estreia apenas no Quarteto.

    "Deus é Brasileiro" é uma agradável comédia (bastante mais ligeira do que prometido pelo anúncio) que conta a aventura de Taoca (Wagner Moura) e de Mada (Paloma Durarte) que acompanham Deus (António Fagundes) na sua busca por Quinca das Mulas, o futuro primeiro santo brasileiro e guardião do Reino dos Céus enquanto Deus tira umas merecidas férias a assistir a explosões de estrelas. A aventura de Taoca começa quando ao fugir de um agiota se veste com roupa da irmã e foge de barco. Quando se encontrava no meio do nada muito relaxado um sujeito aparece-lhe e pede boleia para o continente. Taoca depois de ser convencido por alguns peixes que esse estranho indiví­duo era mesmo Deus aceita levá-lo e depois decide-se a acompanhá-lo para ver se ganhava algo em troca. Na sua viagem junta-se-lhes Mada, uma rapariga que quer a todo o custo fugir para S. Paulo.
    O humor do filme assenta em frases e personagens bí­blicas, não se tornando nunca repetitivo mas ao fim de algum tempo enfadonho. O filme no geral segue o esquema brasilero de telenovela apesar de ser um pouco mais rápido. Os efeitos visuais estão bem para a produção que é e há um pouco de magia pelo ecrã.
    O final é demasiado previsível mas vê-se bem o filme.
    De destacar que Fagundes neste momento está em Lisboa onde representa na peça teatral "7 minutos", em exibição há cinco semanas e confirmada por mais duas.

    "Finding Nemo" por sua vez é um filme que se adequa muito mais facilmente à época natalícia pois é acerca da necessidade de estar com a família. A história conta as aventuras de um peixe-palhaço (Nemo) com uma barbatana defeituosa que é apanhado por um mergulhador no seu primeiro dia de escola e do seu (pai) Marlin que enfrentará todos os seus medos para recuperar o seu único e jovem filho ajudado por uma peixe tonta chamada Dory.
    Marlin tem como aliados tartarugas em migração e uns amigáveis tubarões vegetarianos e Nemo por sua vez foi colocado num aquário rechado com todo o género de seres marinhos que estão desejosos de fugir, especialmente quando descobrem que Nemo será oferecido à mais temível assassina de peixes da história, a sobrinha do dentista.
    O filme merece ser considerado um dos melhores de sempre pois, apesar de não ser claramente melhor que os clássicos Disney, é sem dúvida um filme que marcará esta geração. a animação está excelente como fomos habituados desde o início pela Pixar e o argmuento a partir do momento que aparecem as tartarugas prende-nos até ao fim. Entre as vozes especial destaque para nomes sonantes como Willem Dafoe (como Gill, o peixe-arlequim que lidera as fugas do aquário) e Geoffrey Rush (como Nigel, o pelicano amigo dos peixes!!!).
    Este filme é apreciado de formas diferentes por crianças e por adultos mas o que garanto-vos todos saem de lá marcados, pela eterna e incomparável magia Disney.

    Finalmente temos "Daddy Day Care", o reencontro de Eddie Murphy com o realizador Steve Carr que nos apresenta a sua terceira longa-metragem. O filme centra-se nas desventuras de dois amigos, Eddie Murphy e Jeff Garlin (o Cyclops de "Austin Powers 2"), que são despedidos do seu emprego em marketing depois de uma má campanha de promoção de cereais com legumes (surpresa era se a campanha funcionasse). Eles são obrigados a ficar em casa a tomar conta das crianças e acabam por gostar. Decidem montar um negócio com essa finalidade e o negócio prospera até terem Gwyneth Harridan (Anjelica Huston) a conspirar contra eles. No dia seguinte junta-se à equipa o viciado em "Star Trek" Marvin (Steve Zahn) que gosta de cheirar correio. Depois terão de enfrentar inspecções e falta de condições até ao final do filme, o aspecto da vida pessoal é esquecido exceptuando algumas conversas com a esposa.
    O filme é em todos os aspectos do género de comédia vulgar a que Eddie Murphy já nos habituou mas o actor está mais paternal. A mistura poderia ser explosiva mas o filme acaba por ser apenas mais um para encher as salas nas frias semanas de Dezembro. Ao menos é bom para entreter as crianças (maiores de 6) enquanto os pais fazem compras...

    4 de dezembro de 2003

    Faleceu David Hemmings



    Foi ontem que David Hemmings, um dos actores ingleses mais célebres dos anos 60 faleceu aos 62 anos. O actor faleceu na Roménia onde estava a filmar "Samantha's Child", no final de um dia de trabalho caiu para o lado e não o conseguiram reanimar. A carreira de Hemmings começou aos 9 anos como cantor, nos anos 50 começou a representar e em 1966 foi o fotógrafo em "Blowup" (de Michelangelo Antonioni, com Vanessa Redgrave). Ao longo dos anos foi aparecendo em clássicos como "Camelot" (com Richard Harris e novamente Redgrave), "Barbarella: Queen of the Galaxy" (com Jane Fonda) e em diversos outros filmes não americanos. Um dos filmes mais célebres que fez foi possivelmente "Juggernaut" com Richard Harris (outra vez), Omar Sharif, Anthony Hopkins e Ian Holm. Ainda experimentou a realização e fez bastante televisão. Nos últimos quatro anos apareceu num incrível conjunto de filmes: "Gladiator", "Spy Game", "Mean Machine", "Equilibrium", "Gangs of New York" e "The League of Extraordinary Gentlemen". O actor iria ainda aparecer em "Colour Me Kubrick" ao lado de John Malkovich mas o filme não tinha começado a ser rodado. O seu filho também é actor, Nolan Hemmings (Chuck Grant da série "Band of Brothers"), e actuaram juntos pela última vez em "Last Orders" que contava também com a participação de Michael Caine.

    Memórias de um amor esquecido




    E se, por meio de uma intervenção cirúrgica no cérebro, nos pudessem retirar todas as más memórias que não queremos recordar? É isso que fazm Joel Barish (Jim Carrey) e Clementine Kruczynski (Kate Winslet) no último filme do françês Michel Gondry ("Human Nature" - 2001), "Eternal Sunshine of the Spotless Mind". Para não sofrer mais numa relação perdida, Clementine recorre ao Dr. Howard Mierzwiak (Tom Wilkinson) para ele eliminar da sua memória Joel, depois de vários anos a tentarem reatar a relação. Frustrado, Joel decide fazer a mesma intervenção para esquecer Clementine, e já ambos sem se conhecerem, voltam a reencontrar-se e a sentir aquilo que os fez apaixonarem-se um pelo outro. Num filme que conta ainda com a participação de Kirsten Dunst, Elijah Wood, Mark Ruffalo e David Cross, o Antestreia apresenta os posters do filme e ainda a possibilidade de assistirem ao trailer, para abrir o apetite para uma película que só estreia a 19 de Março de 2004, nos EUA. Basta clicar aqui.

    Breves de Hollywood


    As notícias esta semana aparecem em grande quantidade e um grande lote merece destaque.

  • Gwyneth Paltrow deve retomar a sua pausa recente no cinema pois está grávida do seu primeiro filho e o rebento está previsto para o próximo Verão. O pai da criança é Chris Martin (dos Coldplay). A actriz fez uma pausa nos últimos meses quando o seu pai morreu no aniversário dela, desde essa data apareceu em apenas um filme e a sua falta tem sido sentida.
  • Outra notícia cor-de-rosa é o casamento de Bridget Fonda com Danny Elfman, dois dos maiores nomes de Hollywood. Também acerca de Bruce Willis e Brooke Burns se fala de casamento para breve mas o casal nega.
  • Uma revelação do cinema actual é sem dúvida Orlando Bloom, nos últimos anos apareceu em dois grandes êxitos: a trilogia "The Lords of the Rings" (que tem o último episódio a dias da estreia) e o blockbuster do verão "Pirates of the Caribbean - Curse of the Black Pearl". O actor decidiu descansar por algum tempo para se habituar à fama e é provável que não faça novos filmes nos próximos meses.
    Para os fãs não se assustarem Bloom já tem um filme pronto ("The Calcium Kid" em que é um pugilista amador que enfrenta na sua terra natal o campeão mundial), entra no épico de Wolfgang Petersen "Troy", surgirá com Bill Paxton e Gabriel Byrne em "Haven", será um ferreiro que lidera o seu povo na luta contra os cruzados no século XII em "Kingdom of Heaven" e foi confirmado na sequela de "Pirates of the Caribbean". Não admira que queira descansar.
  • Em relação aos épicos ainda poderemos referir que o projecto de Baz Luhrmann, "Alexander" com Leonardo DiCaprio e Nicole Kidman, sobre o conquistador grego foi cancelado por falta de investimento e agora o único filme sobre o guerreiro é o de Oliver Stone que terá Colin Farrell e Angelina Jolie nos principais papéis.
  • Terminou o Paraíso


    Acabou de chegar às minhas mãos um comunicado Cinema Novo a anunciar que uma alteração nos critérios de programação da gerência da tradicional sala de cinema Cine-Paraíso lhes retirou a utilização da sala de espectáculos e que portanto deixam de ser exibidos grandes filmes de culto Fantasporto em Lisboa.
    A Cinema Novo durante os últimos meses forneceu à sala filmes mostrados em edições anteriores do Fantas, todos eles vencedores de algum prémio ou com lotação esgotada no Teatro Rivoli, mas que apesar disso não tinham distribuidoras interessadas.
    Essa mudança entrou em vigor e toda a programação foi anulada. Para esclarecimentos contactem a gerência da sala.

    Óscares 2003 - previsão National Board of Review


    A NATIONAL BOARD OF REVIEW (NBR), uma organização que integra actores, realizadores, produtores, entre outras personalidades da sétima arte, já divulgou as suas previsões quanto aos óscares 2003, cuja gala terá lugar no Kodak Theatre a 29 de Fevereiro de 2004. Aqui ficam as apostas:





    MELHOR FILME
    1) "Mystic River"
    2) "The Last Samurai"
    3) "The Station Agent"
    4) "21 Grams"
    5) "House of Sand and Fog"
    6) "Lost in Translation"
    7) "Cold Mountain"
    8) "In America"
    9) "Seabiscuit"
    10) "Master and Commander"

    MELHOR FILME DE LÍNGUA NÃO INGLESA
    1) "The Barbarian Invasions"
    2) "Best of Youth"
    3) "Monsieur Ibrahim"
    4) "Autumn Spring"
    5) "Man on the Train"

    MELHOR DOCUMENTÁRIO
    1) "The Fog of War"
    2) "Capturing the Friedmans"
    3) "My Architect"
    4) "Winged Migration"
    5) "Spellbound"



    MELHOR ACTOR
    Sean Penn - "Mystic River" e "21 Grams"

    MELHOR ACTRIZ
    Diane Keaton - "Something's Gotta Give"

    MELHOR ACTOR SECUNDÁRIO
    Alec Baldwin - "The Cooler"

    MELHOR ACTRIZ SECUNDÁRIA
    Patricia Clarkson - "Pieces of April" e "The Station Agent"

    MELHOR REALIZADOR
    Edward Zwick - "The Last Samurai"

    MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO
    "Finding Nemo"

    ÓSCAR CARREIRA
    Morgan Freeman




    ALGUMAS CONSIDERAÇÕES:



    Escolhas curiosas as da NBR. Metade dos relizadores dos filmes previstos para Óscar não são americanos: "In America" - Jim Sheridan, irlandês; "Cold Mountain" - Anthony Minghella, britânico; "Master and Commander" - Peter Weir, australiano; "House Of Sand And Fog" - Vadim Perelman, ucraniano e "21 Grams" - Alejandro González Iñarritu, mexicano. A confirmar-se o nome de Sean Penn, seria a quarta vez que ele tentaria vencer o Óscar (recorde-se que nunca teve sucesso, tendo sido nomeado em três ocasiões: "Dead Man Walking" - 1996, "Sweet and Lowdown" - 2000 e "I Am Sam" - 2002, perdendo a estatueta para Nicolas Cage, Kevin Spacey e Denzel Washington, respectivamente). A californiana Diane Keaton receberia a quarta nomeção e teria a oportunidade de vencer o galardão pela segunda vez (venceu em 1978 com "Annie Hall" e foi nomeda em mais duas ocasiões: "Reds" - 1982 e "Marvin's Room" - 1997, tendo perdido para Katharine Hepburn e Frances McDormand, respectivamente). A Pixar poderia continuar a coleccionar prémios e Andrew Stanton e Lee Unkrich venceriam o primeiro Óscar das suas carreiras de animadores. Morgan Freeman receberia o mais que merecido Óscar de Carreira, ele que foi nomeado em três ocasiões ("Street Smart" - 1998, "Driving Miss Daisy" - 1990 e "The Shawshank Redemption" - 1995, tendo perdido para Sean Connery, Daniel Day-Lewis e Tom Hanks, respectivamente).
    Se o Óscar para Melhor Filme sorrisse a "The Station Agent", Thomas McCarthy veria a sua primeira obra ser galardoada e logo com o maior prémio da Academia. Errol Morris teria a possibilidade de ser recompensado pela realização de "The Fog of War: Eleven Lessons from the Life of Robert S. McNamara", sobre a vida de Robert McNamara, Secretário da Defesa nas administrações de Kennedy e de Johnson, que depois se tornou presidente do World Bank. "The Barbarian Invasions", uma produção franco-canadiana dirigida por Denys Arcand (que venceu o Prémio de Melhor Argumento na edição deste ano do Festival de Cannes) é a principal aposta da NBR para Melhor Filme de Língua Não Inglesa. O Melhor Realizador seria Edward Zwick, que teria o seu nome pela primeira vez nas cogitações da Academia, pela realização de "The Last Samurai". Mas tudo isto são suposições, pois a lista oficial será divulgada dia 27 de Janeiro de 2004. Eu ficaria particularmente agradado com a vitória de Sean Penn pela magnífica interpretação em "Mystic River", bem como a vitória desta película na categoria de Melhor Filme. E vocês, caros leitores - que apostas para as nomeções e para vencedores?



    3 de dezembro de 2003

    Breves



  • Coimbra Capital da Cultura só tem mais 3 semanas, o encerramento está marcado para dia 22. O acontecimento decorreu com calma mas sem eventos de destaque. As más notícias são especialmente desagradáveis para os cinéfilos pois a retrospectiva da obra de Orson Welles já não será mostrada na capital cultural portuguesa. Aquele que era um dos "pontos altos da programação" não seguirá em frente. Os responsáveis afirmam que "imensos problemas de carácter legal" impediram essa mostra em Coimbra 2003.
  • Mel Gibson recusou exibir no Vaticano o seu polémico filme sobre o final de vida de Cristo. O filme era desejado para uma reunião sobre Teologia e Cinema que iria decorrer no início do próximo ano.
  • 2 de dezembro de 2003

    Alien em formato digital


    Ridley Scott, James Cameron, David Fincher e Jean-Pierre Jeunet foram os realizadores que dirigiram os quatro filmes da saga Alien, que juntaram uma legião de seguidores ao longo dos anos. Chega hoje ao mercado espanhol (não sei precisar se virá para Portugal) "Alien Quadrilogy", uma fantástica edição de 9! discos que deverá ser de compra obrigatória para todos os que são amantes dos ataques alienígenas. Das dezenas de extras que a edição disponibliza, além dos quatro filmes, destaco inúmeros documentários retratando os efeitos especiais em todos os filmes, arquivos de imagens, making of, anúncios televisivos, comentários e entrevistas com todos os realizadores, documentários sobre a pós produção, desde a montagem até à banda sonora, numa edição de 5 estrelas. Para todos os que não conseguem aguentar a espera, e não se importam de comprar a edição sem legendas em português, recomendo a ida imediata à dvdgo.


    1 de dezembro de 2003

    Posters - o regresso


    De volta a rubrica de apresentação de novos posters. Aqui, quatro dos mais recentes.




    E por falar em fim...


    E por falar no terminus da "Zero em Comportamento", queria também assinalar o fim do "Espigas ao Vento", o blog pioneiro da notícia e crítica de cinema, que postou pela última vez a 27 de Novembro. Até sempre.


    O fim da "Zero em Comportamento"


    Por não ter tido tempo, não pude dar nota do fim da Associação "Zero em Comportamento". Aqui fica o press-release:


    CHEGA! ESTAMOS CANSADOS!! ACABOU!!!


    A Zero em Comportamento tem passado anos de sacrifício, a viver com o credo na boca, sempre na eminência do dinheiro da bilheteira não chegar para pagar as contas. Estivemos dependentes das flutuações dos humores do público, da chuva, do frio, do calor, dos jogos de futebol na televisão, das estreias do cinema comercial ou dos ciclos de outros cinemas; dependentes dos humores da crítica e do espaço disponível nos jornais, nas rádios ou nas televisões; dependentes ainda da nossa capacidade de distribuir pela cidade os folhetos e os cartazes com a programação, de os enviar a tempo pelo correio ou email.

    Estamos cansados porque os donos do Cine-Estúdio 222 não resolvem os imensos problemas que aquela sala, de imenso potencial, tem. Sabemos bem que, por causa das condições da sala, este projecto que tanto trabalho e gozo dá, estava, desde o ínicio, sujeito ao insucesso. E estamos fartos de, sistematicamente, recebermos reclamações de pessoas a dizer que a sala cheira mal, que as cadeiras são desconfortáveis, que chove lá dentro, que a projecção é má, etc etc etc... e de sabermos que é verdade!!!

    Estamos cansados de nos dizerem que o nosso projecto é fantástico, maravilhoso, único, etc, etc, etc, mas que é uma pena ser feito naquela sala e de, por isso, nos pedirem, suplicarem, ordenarem, que mudemos de sala e perante a pergunta: “Mas para que sala?”, só ficar o silêncio, por falta de alternativas ou de ideias... E por isso termos de responder: “pois é, a sala é má, mas é a única....”.
    Finalmente, estamos cansados e desmotivados por, há que tempos, ouvirmos a Câmara Municipal de Lisboa ou o ICAM dizerem que, de facto, o nosso projecto é fantástico, maravilhoso, único, que merece de ser apoiado, mas até hoje não terem contribuido com nada de concreto!

    Por isto tudo e por muito mais que fica por dizer, decidimos parar. Vamos deixar de programar o Cine-Estúdio 222.
    O projecto “Zero em Comportamento” vai ficar congelado até melhores dias. Até haver outras condições para se trabalhar. Até alguém finalmente tomar decisões a sério, e não apenas de fachada, e nos alugar, disponibilizar ou oferecer, em condições aceitáveis, uma sala de cinema condigna para fazermos um programa por ano, por cada seis meses, por mês, semana ou dia. Ou então, até alguém perceber que é mais importante haver projectos culturais que se afirmam no dia-a-dia, durante o ano inteiro, do que eventos fugazes, esporádicos, que levantam imensa poeira mas que não deixam ficar nada depois de acontecer. Mas, enfim, há quem prefira ouvir as cigarras do que reparar no trabalho da formiga...

    Paramos, mas fazêmo-lo de consciência tranquila porque, ao longo destes anos (e já passaram seis desde o primeiro filme que exibimos no 222), provámos que há públicos para as mais diversas ofertas de cinema (sejam curtas, documentários ou longas dos países mais improváveis). Basta ter vontade e saber chegar a eles (aos públicos e aos filmes).

    E quem tiver memória lembrar-se-á, por certo, da oferta de cinema que havia nesta cidade e poderá comparar com o que há hoje... Mas sabemos também que quem tem a iniciativa, desbrava o terreno e lança as sementes, não é necessariamente quem colhe os frutos...

    Um grande obrigado a cada um(a) e a todos os que nos foram impulsionando, encorajando e criticando ao longo destes tempos. Isso significa que fizemos a diferença e no fundo isso é mesmo a única coisa que interessa...

    Encontramo-nos por aí!



    Rui Pereira
    (Zero em Comportamento)




    Já conhecidos os prémios do FIKE 2003




    Os prémios do FIKE 2003 - 3º Festival Internacional de Curtas Metragens de Évora, já são conhecidos. "The All American Alphabet", do belga Jonas Geirnaert venceu o prémio para melhor curta-metragem europeia. Aqui ficam os prémios, atribuídos pelo jurí deste ano, composto por Vítor Ferreira (Portugal), Janine Bertrand (França), José Miguel Ribeiro (Portugal), Chrif Mohamed Tribak (Marrocos) e Camilo de Sousa (Moçambique):


    Melhor Europeia:
    O ALFABETO TODO AMERICANO
    (THE ALL AMERICAN ALPHABET)
    de Jonas Geirnaert
    Bélgica, 2002

    Prémio Instituto Camões:
    A BOLA
    de Orlando Mesquita
    Moçambique, 2002

    Melhor Portuguesa:
    A FERIDA
    de Margarida Leitão
    Portugal, 2003

    Melhor Ficção:
    FOTO TIPO PASSE
    (DAS PASSPHOTO)
    de Christina Zulauf
    Suíça, 2002

    Menção Honrosa:
    GOLPE DE VELHOS
    (COUP DE VIEUX)
    de Serge Simon
    Bélgica, 2002

    Melhor Documentário:
    ESCONDIDO
    (GÖMD)
    de David Aronowitsch, Hanna Heilborn, Mats Johansson
    Suécia, 2002

    Menção Honrosa:
    SOLIDÃO OPUS 1
    (TANHAI-YE AVAAL)
    de Kamran Shirdel
    Irão, 2002

    Melhor Animação:
    JUNTOS
    (SPOLU)
    de Karel Brezina, Karel Marik
    República Checa

    Menção Honrosa:
    O ELÉCTRICO Nº9 PARTE
    (THE TRAM Nr. 9 GOES)
    de Koval Stepan
    Ucrânia, 2002

    Prémio do Público:
    HARVIE KRUMPET
    de Adam Elliot
    Austrália, 2003

    Prémio da Organização:
    ERGON
    de Joel God Froid
    Bélgica, 2003

    Prémio Curtíssima:
    O FABRICANTE DE BRINQUEDOS
    (TOYMAKER)
    de Tomas Leach
    Reino Unido, 2003



    Ciclo de cinema japonês na Culturgest


    Começa hoje, no Pequeno Auditório da Culturgest, o Nippon Koma, um festival de cinema japonês documental e de animação, o festival prolonga-se até dia 6 (sábado).
    As obras apresentadas são:
  • "The New God", de Yutaka Tsuchiya
  • "Millenium Actress", de Satoshi Kon
  • "A" e "A2", de Mori Tatsuya
  • "J-Star 3", vários realizadores(produção onedotzero)
  • "Parasite Dolls", de Naoyuki Yoshinaga e Kasuto Nakazawa
  • diversas curtas-metragens de animação

    Para mais informações visite o sítio http://www.cgd.pt/culturgest/koma.html.