30 de junho de 2004

Shrek 2


Ele é feio, cheira mal, e arma-se em mau mas... ningúem lhe resiste. É Shrek e está de volta para fazer as delícias de todos.

A estreia da semana é indubitavelmente "Shrek 2" que nos traz novamente as vozes de Mike Meyers, Cameron Diaz, Eddie Murphy, e vários novos actores que surgiram para destruir todas as regras dos contos de fadas.

Este segundo filme (está já um terceiro prometido e um quarto a ser estudado) conta-nos as desaventuras de Shrek e Fiona quando regressam da lua-de-mel e têm de ir visitar os pais da princesa ao Reino Muito Muito Distante. Claro que nenhuma viagem estaria completa sem o seu parceiro Donkey que mais do que nunca quer ser o animal mais chato da história , algo que foi fácil no primeiro filme mas é agora claramente complicado com o aparecimento do Gato das Botas.

Deixo algumas das imagens do press kit para aguçar a curiosidade.
Shrek e Fiona passam uma encantadora lua-de-mel sozinhos.
No regresso a casa, encontram o burro à sua espera e uma carta dos pais de Fiona (John Cleese e Julie Andrews) para visitarem o reino.
Mas será que alguma família real está preparada para estes dois?
É óbvio que não!
Enquanto isso, um príncipe fica surpreso por não encontrar a princesa à sua espera na torre mais alta do castelo protegido por um feroz dragão...
Shrek não é a pessoa que esperavam e todos, incluindo o Rei, o tentam afastar.
Para eliminar Shrek foi contratado um valente guerreiro, Puss in Boots (Antonio Banderas), que se junta aos visitantes.
Os velhos amigos...
...e os novos inimigos, prometem divertir-nos num filme onde apenas se respeita uma regra dos contos, o final feliz.

Mais uma dezena de milhar


Muitas datas podem parecer insignificantes mas, procurando bem, encontra-se sempre algo de importante.
Posso indicar três dias no ano de 2004 que nos trouxeram um sentimento especial, são elas 20 de Janeiro, 7 de Maio e 29 de Junho, os dias em que o número de visitas do nosso (e vosso) Antestreia, teve quatro zeros.

Demoramos sete meses a atingir as dez mil, quase outros quatro meses para as vinte mil e menos de dois meses depois, as trinta mil! O aumento do número de visitas, muito superior ao alguma vez imaginado, deve-se sobretudo aos links criados nos blogs a que estamos associados pela Academia de Blogs de Cinema e a cerca de setenta outros blogs. Aos nossos visitantes digo, pela terceira vez em apenas meio ano, obrigado.

"Never Was"


Há dias anunciei que se iria filmar no Canadá "Two For the Money", pois ainda no Canadá e também em Vancouver vai ser filmado em Setembro "Never Was" com Aaron Eckhart, Ian McKellen, Brittany Murphy, Nick Nolte e Alan Cumming são os nomes apontados. Aaron Eckhart interpreta um recém-licenciado que vai trabalhar para o hospital psiquiátrico onde o pai (Nolte) passou os últimos da sua vida. Lá encontra um paciente (McKellen) que conhece o trabalho do pai e Murphy será uma jornalista.
A produção está a cargo da empresa de Nick Nolte, Kingsgate Films.

Título do sexto Harry Potter anunciado


O segundo "Spider-Man" está a dias de estrear nos EUA, em Portugal vai estrear o segundo "Shrek", e J.K. Rowlings anunciou o título do sexto livro da saga do pequeno Harry Potter. O nome escolhido foi "Harry Potter And The Half Blood Prince" (será também o título do sexto filme, a estrear em 2007 ou 2008). Por cá, ainda esperamos pelo terceiro que só estreia no fim do mês.

28 de junho de 2004

Elenco de luxo em "Two for the Money"


D.J. Caruso, o realizador de "Taking Lives", está a preparar-se para filmar o drama "Two for the Money". A história é acerca de um jogador de futebol americano que vê a sua carreira ser terminada por uma grave lesão que o força a procurar uma nova profissão. Ele continua ligado ao desporto numa casa de apostas.
No elenco já está confirmado Matthew McConaughey como o desportista e em princípio o patrão dele será Al Pacino. A esposa de Pacino será interpretada por Rene Russo.
As filmagens irão decorrer no Canadá a partir de Agosto, custarão mais 20 milhões de dólares e será produzido pela Morgan Creek ("The Last of the Mohicans", "The Pledge", "Ace Ventura") e distribuído pela Universal.

27 de junho de 2004

Trailer "Sky Captain and the World of Tomorrow"



Já se encontra online o trailer do novo filme de Kerry Conran, "Sky Captain and the World of Tomorrow", com Angelina Jolie, Jude Law e Gwyneth Paltrow nos principais papéis. Basta clicar na imagem.


26 de junho de 2004

New look


Em plenos festejos pelo primeiro ano de vida, decidimos mudar o visual, e dar um novo (e melhor, esperamos) aspecto a este blog. Inicialmente com o tradicional fundo branco e título a laranja, aproveitamos os novos templates da Blogger para fazer este lifting visual e, penso eu, menos cansativo. Ao contrário do anterior formato, agora o sistema de comentários é disponibilizado pelo host do Antestreia, e obriga a um registo para fazer comentários, a não ser que o leitor queira fazê-los de forma anónima. Agradecemos, então, que façam o respectivo registo para continuarem a colocar as vossas opiniões. Terá ficado melhor?


24 de junho de 2004

Posters "Alexander"




Título Original: "Alexander" (EUA, 2004)
Realizador: Oliver Stone
Intérpretes: Colin Farrell, Angelina Jolie, Val Kilmer, Anthony Hopkins, Jared Leto e Rosario Dawson
Argumento: Oliver Stone
Fotografia: Rodrigo Prieto
Música: Evangelos Papathanassiou (Vangelis)
Género: Drama / Guerra
Duração: n/d
Sítio Oficial: http://alexanderthemovie.warnerbros.com
Data de Estreia: 5 de Novembro 2004 (EUA)


23 de junho de 2004

"Starsky & Hutch" terá sequela



Vários são os filmes feitos baseados em séries bem sucedidas. Depois de "Charlie's Angels" ter feito uma sequela e antes de "A-Team" "Knight Rider" serem filmados, é a vez de "Starsky & Hutch" terem o seu segundo filme. Tendo sido o primeiro uma desilusão, uma das ideias que Owen Wilson e Ben Stiller tiveram foi pedir aos Anjos que dessem uma ajudinha, fazendo um cameo. Devido a diversos compromissos das outras actrizes, apenas Cameron Diaz aparecerá no filme.
Diaz e Stiller fizeram juntos um dos maiores êxitos da comédia dos últimos anos, "There's Something About Mary". Com Owen Wilson a actriz nunca trabalhou mas é com o irmão dele, Luke Wilson, que faz par romântico nos "Charlie's Angels".
Para Ben Stiller e Owen Wilson será o oitavo filme juntos. O primeiro foi "The Cable Guy" realizado por Stiller, a que se seguiram "Permanent Midnight" de David Veloz, a tentativa de série "Heat Vision and Jack" que seria realizada por Stiller, em "Meet the Parents" e "Zoolander" foram rivais, em "The Royal Tenenbaums" foram irmãos, e finalmente ressuscitaram a série "Starsky & Hutch".

22 de junho de 2004

Breves


Woody Allen já prepara o seu novo filme. Ele irá ser rodado em Londres, nos próximos meses de Julho e Agosto e contará com os nomes de Kate Winslet ("The Eternal Sunshine of the Spotless Mind" - 2004), Emily Mortimer ("The 51st State" - 2001) e Jonathan Rhys Meyers ("Bend It Like Beckham" - 2002) nos principais papéis. É a primeira incursão do realizador norte-americano fora de Nova Iorque em terras de Sua Majestade.


Scott Kosar, argumentista de filmes de terror, e que re-escreveu "The Texas Chainsaw Massacre" (ainda recentemente passou pelas nossas salas) vai assinar o remake de outro clássico de terror, "The Crazies", o original do mestre do género George Romero. Neste filme, um grupo de habitantes de uma pequena cidade da Pennsylvania são assolados por morte e insanidade depois da queda de um avião que libertou um produto toxicológico o qual foi contaminar as reservas de água daquele local. Depois da nova adaptação de "Dawn of the Dead" (1978), desta vez por Zack Snyder, mais um filme a ter uma nova versão dos originais de Romero.


Correm rumores nos bastidores de Hollywood que a Fox Searchlight prepara-se para fazer a sequela de "28 Days Later" realizado por Danny Boyle (que Portugal teve o prazer de conhecer no Fantasporto 2002). Chamar-se-ia "28 Weeks Later", e Boyle seria o produtor, enquanto que o nome mais aventado para suceder o norte-americano na realização seria Rowan Joffé, filho de Roland Joffé, este último nomeado para Óscar duas vezes ("The Killing Fields!" (1984) e "The Mission" (1986). O regresso de Cilian Murphy (que neste momento se encontra a rodar "Batman Begins") será uma forte hipótese para o principal papel.


20 de junho de 2004

South Park is back


Estão de regresso Stan Marsh, Eric Cartman, Kyle Broslofski e Kenny McCormick, um quarteto que faz furor na série de animação televisiva "South Park", e que deu que falar na longa metragem "South Park: Bigger, Longer & Uncut". Segundo a Paramount, os seus criadores, Trey Parker e Matt Stone já estão a preparar um novo filme dos habitantes de South
Park em "Team America", onde irão lutar contra o terrorismo e resgatar celebridades americanas da miséria. Previsto para estrear em 2005, os produtores tudo estão a fazer para lançar o filme ainda este ano, mais precisamente dia 22 de Outubro, data das presidenciais norte-americanas. Para quem gosta do humor cáustico da dupla Parker e Stone, certamente não perderá certamente este segundo filme.


Posters





19 de junho de 2004

Sequelas


Ainda estamos em 2004 mas algumas sequelas que estrearão em 2005 já estão a ser preparadas. Aqui fica um resumo das principais.

Be Cool

"Be Cool", a sequela do popular "Get Shorty" baseado num livro de Elmore Leonard, estreia em Fevereiro e já promete estar ao nível do seu predecessor.No primeiro filme tínhamos John Travolta, Gene Hackman, Rene Russo, Danny DeVito, Delroy Lindo e ainda James Gandolfini. A história girava em torno de Chili (Travolta) que tinha sido enviado pela Mafia para o mundo do cinema onde descobre que afinal não mudou de profissão e também aí só vence quem for mafioso.

Neste segundo filme o realizador Barry Sonnenfeld ("The Adams Family", "MIB" e respectivas sequelas) foi substituido por Gary Gray ("A Man Apart", "The Italian Job") e nota-se algumas diferenças no elenco.Travolta continua com Gandolfini e DeVito ao seu lado mas também aparecem outros nomes sonantes como Uma Thurman, Harvey Keitel e Vince Vaughn, e uma das mais recentes revelações do cinema, Dwayne "The Rock" Johnson. Alguns outros actores do filme são André 3000 ("Hollywood Homicide"), Cedric the Entertainer ("Intolerable Cruelty", "Big Momma's House") e Kimberly Brown.
Kimberly Brown dará neste filme mais um passo para a fama com um papel secundário onde interpreta uma secretária bastante louca. Nomeada aos 11 para um Emmy pela seu desempenho na série "Guiding Light", aos 9 anos já tinha estado em três peças teatrais da Broadway, já fez diversos telefilmes Disney como "Quints" e os dois "Halloweentown" que brevemente será uma trilogia. No ano passado interpretou a filha de Steve Martin em "Bringing Down the House", também para este filme se fala de sequela.
A história do filme passa-se num meio semelhante ao cinematográfico, o musical. Chili Plamer decide afastar-se de Hollywood e dedicar-se à música, o resultado são diversas peripécias ao nível que Travolta nos acostumou no primeiro filme. Se para Kimberly Brown é apenas o início, para Travolta é uma hipótese de recomeçar depois dos diversos maus filmes que fez, além do regresso de Chili Palmer também o de Vincent Vega (personagem do actor em "Pulp Fiction") já foi referido por Tarantino como muito desejado.

Elektra

Também para o início de 2005 vem o spin-off de "Daredevil", "Elektra" que nos contará novas aventuras da parceira de Daredevil. Quando Kirigi, o líder da Ordem da Mão a manda matar um homem não imagina tudo o que acontecerá... Elektra apaixona-se por esse homem e toma por missão protegê-lo e à filha dos perigosos ninjas assassinos que Kirigi enviou para cumprir a missão. Só que esses dois também se desenrascam com as artes marciais e não precisam de defesa, Elektra é que precisa porque depois de ter traído a Ordem é ela o alvo a abater.
Alguns dos inimigos que se deparam com Elektra são Typhoid Mary interpretada pela modelo Natassia Malthe, Kirigi será interpretado por Will Yun Lee ("Die Another Day", "Torque"), o campeão de artes marciais Bob Sapp terá em mãos a personagem Stone.
Jennifer Garner volta a vestir a roupa justa de Elektra, Goran Visnjic ("The Deep End", "The Peacemaker", "Practical Magic", "Rounders" e a série "ER") será Mark Miller, o amor dela e Kirsten Prout será a sua filha, Abby Miller, Terence Stamp ("Red Planet", "Bowfinger") será Stick, o mentor do trio. Jason Isaacs foi ontem anunciado para um cameo.

Son of the Mask

Exactamente, aquela máscara que Jim Carrey atirou da ponte antes de beijar Cameron Diaz voltou à superfície...
Nesta sequela um cartoonista vê-se a braços com uma missão muito complicada, impedir que o seu filho bebé, acidentalmente caído sobre a máscara de Loki, cause muita destruição.
O papel principal ficou para Jamie Kennedy e o seu filho é interpretado por dois gémeos de um ano de idade, o resto do elenco tem bastantes desconhecidos mas o grande Alan Cumming é que está responsável por fazer a voz de Loki. O realizador responsável por este filme é Lawrence Guterman que já nos trouxe a comédia familiar "Cats & Dogs".

M:I-3

Em relação a "Mission Impossible 3" (previsto para Maio) a única novidade ainda não anunciada no Antestreia é que tentaram que Thandie Newton voltasse a encarnar Nyah, a sua personagem de "M:I-2" mas a actriz recusou por se encontrar a escrever um argumento juntamente com o marido. O mais recente trabalho da actriz foi "The Chronicles of Riddick" que estreou a semana passada nos EUA.
O filme será feito apenas com Tom Cruise e Ving Rhames do elenco original, a eles juntam-se Kenneth Branagh, Scarlett Johansson e Carrie-Anne Moss, um elenco muito interessante e o suficiente para que Joe Carnahan nos apresente um bom blockbuster no próximo verão.

18 de junho de 2004

Posters







17 de junho de 2004

Os caçadores de vampiros ressuscitam


A popular série "Buffy, the Vampire Slayer" terminou para infelicidade de milhares. Circularam vários boatos relacionados com um novo filme sobre a caçadora (Kirsty Swanson fez de Buffy em 1992) que desta vez contaria com o elenco da série mas com Sarah Michelle Gellar a fazer os "Scooby-Doo" e Alyson Hannigan nos "American Pie" seria difícil conseguir reunir o elenco. Também se falou de fazer um ressurgimento da personagem na série "Angel" que nasceu desta (roubando actores) mas Gellar não se mostrou interessada.
Depois de ter sido feito um segundo jogo de computador com quase todas as vozes originais (faltou novamente Gellar) o próximo projecto é uma série de animação. Nesta nova série Josh Whedon (autor do filme, e de vários episódios das séries) continuará a ser o responsável e já estão confirmadas as vozes de Nicholas Brendon (Xander), Anthony Head (Rupert) e Alyson Hannigan (Willow). Para voz de Buffy a escolhida foi, à semelhança dos jogos, Giselle Loren.
Nos bastidores afirma-se que a série recomeçará no ponto em que a outra terminou, e se baseará em vários novos caçadores a combater The First que ressurgiu para dominar o mundo com os seus vampiros. Sem dúvida imperdível para os fãs mais jovens da série mas facilmente dispensável para a maioria dos outros.

14 de junho de 2004

E por falar em animação...


ZAGREB 2004


E por falar em festivais de cinema de animação, começa hoje a 16ª Edição do Festival Internacional de Cinema de Animação de Zagreb. A decorrer de 14 a 19 de Junho, este festival croata conta com a mesma participação portuguesa que Annecy teve: "As Coisas Lá de Casa" de José Miguel Ribeiro concorre na categoria Filmes para Crianças. Também nos júris se faz sentir a
presença lusitana, com Fernando Galrito a integrar o Júri Internacional para filmes realizados por estudantes. São 167 filmes distribuídos por três categorias que irão certamente revelar novas propostas do cinema de animação internacional. Para álem dos filmes a exibição, o certame deste ano apresenta óptimas propostas, como uma série de filmes escolhidos pelo mestre de animação holandês Michael Dudok de Wit (realizador do brilhante "Father and Daughter", vencedor do Óscar da Academia para Melhor Filme de Animação, do Cartoon d'Or e do Melhor Filme para os festivais de Annecy e Cinanima em 2000, e que este ano é Presidente Honorário), e também retrospectivas da animação cubana, eslovena e russa. No final do festival, o Antestreia divulgará os premiados, bem como as principais incidências desta 16ª edição.


Annecy 2004 terminou


Terminou o Festival de Cinema de Animação de Annecy, que decorreu desde o passado dia 7. Algumas supresas no palmarés e a nota de "As Coisas Lá De Casa" de José Miguel Ribeiro não ter vencido na categoria Séries de Televisão. Aqui ficam os premiados:


CURTAS METRAGENS

"Birthday Boy" - Prémio Jean-Lux Xiberas

"Gjennom mine tykke briller" - Menção Especial

"Hello" - Prémio FIPRESCI

"L'inventaire fantôme" - Prémio do Júri Junior Canal J / Annecy 2004 para uma curta metragem

"La révolution des crabes" - Prémio do público

"Lorenzo" - Le Cristal d'Annecy

"Ryan" - Prémio Especial do Júri

LONGAS METRAGENS

"Oseam" - Le Cristal du long métrage

SÉRIE TELEVISÃO

"Creature Comforts "Cats or Dogs?" - Prémio Le Cristal para uma produção televisiva

"The Delta State (Épisode 1)" - Prémio Especial para uma série de Televisão

FILMES EDUCATIVOS, CIENTÍFICOS OU DE EMPRESAS

"Daughter, a Story of Incest" Prémio de melhor filme educativo, científico ou empresarial

"Daughter, a Story of Incest" - Prémio Unicef

FILMES PUBLICITÁRIOS

"Caisse d'Épargne "Les triplés"" - Prémio para melhor filme publicitário ou promocional

VIDEOCLIPS

"Deewana" - Prémio para melhor videoclip

FILMES DE ESCOLAS OU DE FIM DE CURSO

"Allerleirauh" - Prémio de melhor filme de escola ou de fim de curso

"Dahucapra Rupidahu" - Prémio especial do júri

"No Limits" - Prémio da Organização Mundial do Trabalho

"Poor God" - Menção Honrosa

"Quarks" - Prémio do Júri Junior Canal J / Annecy 2004 para o melhor filme de escola ou de fim de curso

CURTAS METRAGENS PARA INTERNET

"Il Branco" - Prémio para melhor curta metragem

"The Meatrix" - Prémio dos internautas

Fica também aqui o cartaz da edição de 2005, a decorrer entre 8 e 11 de Junho do próximo ano.


Poster "The Manchurian Candidate"


O poster do remake de "The Manchurian Candidate" já foi divulgado. O original de 1962, com John Frankenheimer ao leme e com Frank Sinatra, Laurence Harvey, Janet Leigh e Angela Lansbury nos principais papéis, surge agora pela mão de Jonathan Demme ("The Silence of the Lambs" - 1991, "Philadelphia" - 1993) e com Denzel Washington e Meryl Streep nos papéis de destaque. Acrescente-se que já circulam rumores em Hollywood de que este é o pior remake alguma vez feito (opinião claramente subjectiva) e que estreia a 30 de Julho, nos EUA.


13 de junho de 2004

Um ano


"Bem vindos à ANTESTREIA. Tópicos de cinema, análises, notícias, tudo relacionado com a sétima arte." Eram 16:24, faz hoje exactamente 1 ano, que nascia o Antestreia. E para um blog com o cinema como pano de fundo, a data não podia ser outra: Sexta-Feira 13! E um ano na blogosfera é diferente do que um ano nos sites: a blogosfera tem uma menor população de visitantes, logo ainda fico mais feliz por ter conseguido arranjar motivação para manter este projecto. Na altura, quando criei este blog, e no mesmo dia convidei o Nuno, só existia um blog de cinema, mas esse de referência: o Espigas ao Vento, do Nuno Centeio. Um blog que começou pela Blogger norte-americana, depois pela brasileira e terminou Novembro passado, já em solo lusitano, nos Blogs do Sapo. Mas ver e recordar os primeiros posts deixa-me... enternecido. Posts sem imagens, o texto sem estar justificado, sem bold ou itálico, tudo muito rudimentar. A pequena alegria de ser linkado em blogs como o Espigas, O Projecto, o Fumaças, o Tempestade Cerebral ou o Incongruências entre muitos outros. O Antestreia começou com várias notícias, e a primeira crítica lá colocada foi a do "Phone Boot", como podem comprovar nos arquivos. Os primeiros comentários, colocados no sistema próprio anexado aos posts e alguns e-mails de incentivo deixaram-nos muito satisfeitos por comprovar que o nosso trabalho estava a ser seguido. Durante um ano, falamos de tudo ligado ao meio audiovisual: demos notícias, publicamos crónicas e críticas, anunciamos eventos, analisamos e estivemos em alguns festivais de cinema, respondemos a comentários, a perguntas e aceitamos críticas. Colocamos imagens e os textos começaram a sair elaborados e agradáveis (penso eu!), e tentamos postar todos os dias. Ficamos radiantes quando a Premère indicou o nosso blog na rubrica Os Dias de Criswell. E de mês para mês o número de visitas aumentavam, os comentários também e o gosto de fazer o blog (como todos o fazem), de o fazer por gosto não cessou. Contratamos o César Nóbrega para colocar algumas das suas críticas aqui, até que surge o dia em que o Cineblog me contacta para convidar a fazer parte de uma Comunidade de Blogs de Cinema. E eu parei e reparei, que à um ano atrás, não chegavamos para ter uma mão inteira. Hoje, somos mais de vinte, alguns juntaram-se e o gosto continua. E espero que continue. Com mais de 27 000 visitas neste primeiro ano, o meu desejo, para este Antestreia, é estar daqui a um ano a dizer: faz hoje exactamente dois anos...

12 de junho de 2004

"Hellboy" por Ricardo Clara


Chegou esta semana às nossas salas mais uma adaptação vinda directamente da banda desenhada. "Hellboy", realizado pelo mexicano Guillermo del Toro ("Mimic" (1997), "Blade II" (2002)), dado a conhecer a Portugal em 1993 com "Cronos", através do Fantasporto, tendo vencido dois prémios na edição desse ano, é adaptado dos livros de banda desenhada da Dark Horse Comics, e das ideias do seu criador Mike Mignola, conta a história de um pequeno demónio que entra na
Terra depois da abertura de um portal por parte dos nazis, em plena Segunda Guerra Mundial. Este monstro demoníaco é adoptado pelo Professor Trevor Bruttenholm (John Hurt), que acompanhou as tropas norte-americanas à Escócia, país onde foi aberto o dito portal. Esta criatura (Ron Perlman) cresce para tornar-se um investigador do paranormal, ao lado do seu pai adoptivo, e de outra estranha criatura, Abe Sapien (Doug Jones), bem como da sua paixão quase terrena, Liz Sherman (Selma Blair). Até que um dia, as forças da escuridão surgem para o vir buscar...

"X-Men", "Blade", "The Punisher", "Superman", "Batman", entre muitos outros, surge mais uma vez uma adaptação que começa a tornar banal o que antes era visto com curiosidade. E eu esperei com curiosidade este filme. Não que fosse um seguidor do personagem (não sou grande fã dos heróis norte-americanos de banda desenhada), mas porque sigo com interesse o trabalho de Guillermo del Toro, pois surpreendeu-me com "Cronos" (onde o conheci), bem como "Mimic" e "El Espinazo del Diablo". Ora este "Hellboy" iludiu-me e desiludiu-me. Iludiu-me porque talvez seja o filme adaptado da BD que me convenceu de forma mais sólida, desde o ambiente cómico que rodeia a película, até à interpretação de Ron Perlman, que é a mais-valia deste filme (desde Michael Keaton no "Batman" de 1989 que não via um actor a dar um timbre tão pessoal à personagem). Desiludiu-me porque não tem consistência no argumento. Existem hiatos de tempo no decorrer da narrativa que tornam o filme inconsistente e, por vezes, absurdo (e dou um exemplo, o da sequência da explosão após Liz utilizar os seus poderes para salvar o Hellboy dos Sammael, o filme sofre um corte e a sequência seguinte já apresenta John Myers (Rupert Evans) preso, bem como o herói acorrentado e Liz deitada numa espécie de altar que não se entende de onde surgiu). Também os tempos em que assentam o filme não são perfeitos ( o espectador conhece os personagens, vê o desenrolar da acção e, repentinamente, surge o clímax e o filme termina abruptamente). Para álem desta aparente falta de coesão argumentativa, o filme tem aspectos bastante engraçados. Desde os momentos de comédia de situação proporcionados pelos heróis, passando pela interpretação de Ron Perlman, até à intensidade sombria que del Toro imprime ao filme, o filme oferece alguns bons momentos a quem o assiste. Infelizmente, só mesmo a personagem de Hellboy e, a espaços, a do aquático Abe Sapien é que estão devidamente construídas. Uma interpretação pobre de Selma Blair e um transparente Rupert Evans (que raio de escolha para o papel do agente Meyers!) acentuam a referida incosistência do filme. Para terminar, e para variar, já está em marcha a sequela de "Hellboy", repetindo realizador e actor principal. Mas só lá para 2006.


Título Original: "Hellboy" (EUA, 2004)
Realizador: Guillermo del Toro
Intérpretes: Ron Perlman, John Hurt, Selma Blair e Rupert Evans
Argumento: Guillermo del Toro (baseado no argumento de Mike Mignola)
Fotografia: Guillermo Navarro
Música: Marco Beltrami
Género: Aventura / Terror / Ficção Científica
Duração: 122 minutos
Sítio Oficial: http://www.sonypictures.com/movies/hellboy


10 de junho de 2004

Virão aí os Gremlins?





Agora que as sequelas de clássicos estão na moda ,Stallone foi proibido de fazer novamente de "Rocky" ou "Rambo", e se fala novamente em "Batman", "Super-Man", "Indiana Jones", e mesmo de "The Goonies", porque não um novo "Gremlins"?

Joe Dante ("Looney Tunes: Back in Action", "Small Soldiers") foi o realizador dos dois filmes e garantiu em entrevista à Empire que neste momento não pensa fazer uma sequela de "Gremlins". Apesar de isso ter sido pensado durante vários anos o avanço da tecnologia obrigaria a fazer a animação das divertidas personagens por computador o que fugiria à ideia original do filme. Dante garante que quem pegasse na história teria que reformular totalmente o conceito de Gremlin, tarefa demasiado arriscada.

O que se passa neste momento com a equipa original?
O primeiro "Gremlins" foi escrito por Chris Columbus (na sua fase mais criativa) auxiliado por Spielberg e o segundo episódio saiu das mãos do desconhecido Charles Haas que antes de Michael J. Fox se reformar estaria a preparar duas sequelas de "Back to the Future".
Zach Galligan interpretava Billy, o dono do Mogwai causador de todas as desgraças, e neste momento está livre. Phoebe Cates que interpretava Kate, a sua noiva, desde 2001 que não actua por escolha própria para se dedicar à família, é casada com o actor Kevin Kline de quem tem dois filhos.
Nos secundários o casal Futterman também apareceu nos dois filmes, Jackie Joseph (Sheila Futterman) está retirada mas Dick Miller (Murray Futterman) ainda apareceu recentemente em "Looney Tunes: Back in Action". Christopher Lee, um nome incontornável do cinema de terror colaborou no segundo filme deste hilariante clássico mas com um papel muito pequeno. Do resto do elenco alguns já morreram e muitos outros reformaram-se. Com indicações destas não admira que o conceito de Gremlin tivesse de ser reformulado, as adversidades são demasiadas para um filme bem sucedido.

Fiquei curioso, será que Chris Columbus depois de ter realizado dois "Harry Potter"s quer voltar aos filmes que escreveu nos anos 80?
Fazer um segundo "The Goonies" seria um bocado dificil pois apesar de ser com Josh Brolin e Sean Astin e ter tido Richard Donner a realizar, foi antes de atigirem a fama. Um terceiro "Gremlins" parece ser muito mais apelativo e sem dúvida que milhões iriam ver, no mínimo pela nostalgia.

Associação de Blogs de Cinema




É hoje inaugurada a ABCine - Academia de Blogs de Cinema, com 20 membros fundadores, de entre os quais o Antestreia, que se orgulha de fazer parte. São blogs de cinema portugueses e brasileiros, o que possui deste modo um carácter mais global ao evento. Aproveito assim para convidar todos a visitarem a página oficial da academia, a inscreverem-se e opinarem no fórum criado para o efeito. Através de um simples registo todos podem dar a sua opinião, publicar notícias, criticarem ou publicitarem iniciativas, tudo no campo da 7ª Arte. Como primeira iniciativa, foram eleitos os 100 melhores filmes, para os membros da academia, os quais ficam desde já divulgados:


1. Citizen Kane
2. Apocalipse Now
3. Pulp Ficiton
4. The Godfather : Part I
5. Casablanca
6. 2001 : A Space Odissey
7. Schindler's List
8. Se7en
9. Vertigo
10. Star Wars
11. The Lord of the Rings
12. The Shawshank Redemption
13. La Vita è Bella
14. Taxi Driver
15. The African Queen
16. Eyes Wide Shut
17. Amores Perros
18. Rear Window
19. Modern Times
20. Almoust Famous
21. Goodfellas
22. It's a Wonderful Life
23. Limelight
24. Matrix
25. Gone With the Wind
26. Hable con Ella
27. Singing in the Rain
28. Some Like it Hot
29. E.T. the Extra-Terrestrial
30. Y tu Mamá También
31. Forrest Gump
32. Nuovo Cinema Paradiso
33. The Cabinet of Dr. Caligari
34. 21 Grams
35. Blade Runner
36. The Battleship Potemkin
37. A Clockwork Orange
38. Fallen
39. Metropolis
40. Mullholand Drive
41. Seven Samurai
42. American Beauty
43. Les Invasions Barbares
44. The Godfather : Part II
45. The Great Dictator
46. The Wild Bunch
47. Fight Club
48. Kill Bill
49. Il Gattopardo
50. Midnight Cowboy
51. Once Upon a Time in the West
52. The Pianist
53. Sunset Boulevard
54. The Lion King
55. The Searchers
56. The Untouchables
57. Gattaca
58. Black Cat, White Cat
59. Jules et Jim
60. Lawrence of Arabia
61. Out of Africa
62. Room With a View
63. The Grapes of Wrath
64. Waking the Dead
65. Dead Poets Society
66. Fanny and Alexander
67. Frankie and Johnny
68. Lost Highway
69. Magnolia
70. One Flew Over a Cuckoo's Nest
71. The Sixth Sense
72. The Shinning
73. 25th Hour
74. Central do Brasil
75. Cidade de Deus
76. Dead Ringers
77. La Règle du Jeu
78. Moonflet
79. Splendor in the Grass
80. Roma, città aperta
81. The Apartment
82. The Good, the Bad and the Ugly
83. The Nightmare Before Christmas
84. The Thin Red Line
85. Transpotting
86. Veneno de Cobra
87. American History X
88. Annie Hall
89. Boogie Nights
90. Bowling for Columbine
91. Cat on a Hot Thin Roof
92. I Cento Passi
93. Heat
94. Rio Bravo
95. Shine
96. The Gold Rush
97. Underground
98. The Birth of a Nation
99. Dogville
100. Mr Smith Goes to Washington


Reitero a todos o convite para se inscreverem no fórum e aproveitarem todas as iniciativas que iremos promover.


9 de junho de 2004

"Superman 5" - começam os rumores


Segundo o site Superman-V.com, são já 3 os nomes que se encontram em fase de casting para interpretar o super-homem em "Superman 5". Henry Cavill, Jason Behr e Jared Padalecki são 3 dos 6 homens que numa primeira fase poderão interpretar este papel mítico. Confiram no site quem são estes desconhecidos.


Happy Birthday Donald Duck


Faz hoje 70 anos que "nasceu" Donald Duck (Pato Donald). Coloco a palavra nasceu entre aspas porque não existem indícios quanto ao dia em que nasceu, mas sabe-se o dia exacto em que ele apareceu pela primeira vez: foi no dia 9 de Junho de 1934, num cartoon intitulado "The Wise Little Hen", uma fábula sobre uma mãe que necessita de ajuda para as suas culturas. Surge então Donald Duck e o seu amigo Peter Pig, que se recusam a
dar o seu apoio, tendo esta mãe que recorrer à ajuda dos seus filhos, e quando terminaram a mesa encheu-se de petiscos, e Donald e o seu amigo, agora par gastronómico interessado, não foram convidados. A 7 de Fevereiro de 1938 já possuía uma tira diária num jornal, e em meados de 1940 ultrapassava o até então grande personagem Disney que é Mickey Mouse (Rato Mickey). Depois de uma jornada pela América do Sul, Walt Disney decidiu produzir duas médias metragens, "Saludos Amigos" e "The Three Caballeros", que combinou imagem real (com a presença de Dora Luz ou o próprio Walt Disney) e imagem animada, onde a voz de Donald Duck era interpretada pelo inesquecível Clarence Nash. Ambas as obras, apesar de feitas com propósitos políticos, tiveram uma enorme aceitação nos EUA. Acrescente-se que este tour sul-americano decorreu no início dos anos 40. Mas a influência política não ficou por aqui. Em "Der Fuehrer's Face", Donald tem um pesadelo onde se encontra em plena Alemanha nazi, prestando vassalagem ao füehrer e trabalhando numa fábrica de munições, acabando por acordar à sombra da Estátua da Liberdade, feliz por ser cidadão americano. Depois de inúmeros filmes com o pato como protagonista (mais de 150), tendo como pano de fundo inúmeros cenários (desde o Velho Oeste, passando por tribunais ou paisagens idílicas), este simpático personagem tornou-se mundialmente famoso, girando á sua volta (e das outras criações Disney) uma panafernália de merchandising, tendo sido criados inclusive parques temáticos em alguns pontos do globo (as Disneylândias). Em 1984, o conhecido apresentador Dick Van Dyke dirigiu uma homenagem aos 50 anos do aniversariante, com uma emissão especial na CBS.







Um temperamento difícil ou Uma família de paciência

Donald Duck, um pato com coração de ouro que desiste facilmente dos seus objectivos, mas nunca recusa uma boa luta. O seu nome do meio é Fauntleroy, e só por uma vez é que apareceu referido num cartoon. Vive com os seus três sobrinhos, Huguinho, Zezinho e Luisinho e namora com a pata Margarida. Tem o tio mais sovina do mundo - Tio Patinhas, e ainda uma avó, Vovó Donalda. Teve incompatibilidades com o seu vizinho Silva e com o seu primo Gastão, o sortudo, e nas bandas desenhadas italianas ainda se mascarou de Super-Pato. Só por uma vez se referiu à mãe, num dos imensos cartoons de Carl Barks, onde exclamou: "My own mother wouldn't know me now!". Quase sempre vestido de marinheiro, esta personagem que povoou o imaginário de milhões de pessoas de todo o mundo celebra hoje 70 anos de existência.


Para saber mais sobre a Disney: http://disney.go.com

"The Ladykillers" por Nuno Reis



Mais uma vez os irmãos Coen surpreendem tudo e todos com um grande remake de um filme britânico dos anos 50 com Alec Guiness e Peter Sellers. As diferenças entre os filmes são imensas, aliás, em comum quase só encontramos a ideia e o título. A história gira em torno de um professor que aproveita a licença sabática para descansar numa pacata aldeia. Ele aluga um quarto na casa de uma velha viúva que de bom grado recebe um homem educado e culto, com amor pela literatura e que ainda por cima ensaia com um grupo de música religiosa.
O que ela não sabe é que essa banda na realidade é um bando, um bando de ladrões dispostos a tudo para assaltar o casino através de um túnel que escavam na cave dela. Depois de variadas peripécias para conseguir o dinheiro, eles terão de eliminar todos os que se atravessem no caminho, o que lhesdará mais trabalho do que todo o assalto!

Os Coen estão de volta com uma comédia que ao contrário da anterior ("Intolerable Cruelty") é negra, ironicamente negra. Em termos de som o filme passa-se em New Orleans e portanto está totalmente em gospel, com uma banda sonora muito apelativa que quase chega ao nível da de "Oh Brother, Where Art Thou" que, convém recordar, venceu um Grammy e esteve duplamente nomeada para os prémios MTV. Em termos de fotografia está ao nível que nos habituaram e os cenários, por mais estranhos que sejam (como a lixeira no genérico inicial) ficam excelentes no filme. A realização é simplesmente Coen, sempre única e agradável, permite um bom desenrolar da história em todas as situações, vemos com calma um casal de idade apaixonado, uma pessoa a cair das escadas...

O elenco do filme não é tão sonante como nos habituaram, não aparece Frances McDormand, nem George Clooney, nos cartazes que circulam nos nossos autocarros apenas se lê Tom Hanks.
A mulher que colabora inadvertidamente com os ladrões é Marva Munson, considerada por muitos como estando senil, e é interpretada por Irma P. Hall que tem feito diversos papeís desde que deixou a carreira no ensino. Entre os mais célebres estão "Midnight in the Garden of Good and Evil", "Patch Adams", "Bad Company" e brevemente "Collateral". O papel acaba por ser pequeno mas não deixa de ser uma personagem fulcral e cativante, complementada pelo retrato do marido.
Tom Hanks interpreta o Professor G.H.Dorr, a mente criminosa que elaborou o astucioso plano e líder do grupo. A personagem está bem conseguida pois Hanks consegue dar-lhe o olhar, os movimentos e as atitudes por trás de um génio (um pouco) louco. Hanks é incontornável no cinema dos anos 80, nos 90 a fama e os prémios aumentaram, com o sucesso obtido por "Catch Me If You Can" e "Road to Perdition" e "The Terminal" para estrear, esta década poderá ser ainda mais promissora.
O resto da equipa é um grande aglomerado de actores medianamente conhecidos: Marlon Wayans (Shorty nos "Scary Movie" 1 e 2) é Gawain, J.K. Simmons (Jameson nos "Spider-Man") é Garth, Tzi Ma (cônsul em "Rush Hour") é o General e Ryan Hurst (Bertier em "Remember the Titans") é Lump. Wayans tem o papel habitual de homem de cor demasiado nervoso e bastante ridículo, Simmons é o fornecedor de material, está mais cómico do que qualquer outro papel que tenha feito, Ma basicamente passa o tempo a esconder cigarros acesos na boca e Hurst ou carrega sacos ou simplesmente fica quieto a babar-se. Estão bastante longe de serem "os maiores criminosos de todos os tempos" anunciados pelos cartazes. No conjunto a equipa é interessante e funcional e exceptuando uma zanga entre Gawain e Garth não surgem problemas antes de terem de matar a senhora Munson. Os actores não têm culpa dos seus papeís e esforçam-se para melhorar o filme. As suas atitudes nunca surpreendem pois ao longo do filme vamos conhecendo bem a mentalidade de cada indivíduo e acabamos por sentir pena do Professor por ter aqueles infelizes cúmplices.

Mesmo que os fãs dos Coen facilmente fiquem desiludidos por não ser um grande regresso eles estão a voltar ao seu melhor nível, muito acima de "Intolerable Cruelty". As outras duas razões para ver o filme é Tom Hanks que está quase ao seu melhor e não haver nenhuma outra grande comédia nos cinemas até "Shrek 2" estrear.




Título Original: "The Ladykillers" (EUA, 2004)
Realizador: Joel e Ethan Coen
Intérpretes: Tom Hanks, Irma P. Hall, Marlon Wayans, J.K. Simmons, Tzi Ma e Ryan Hurst
Argumento: Joel e Ethan Coen (baseados no argumento escrito por William Rose)
Fotografia: Roger Deakins
Música: Carter Burwell
Género: Comédia, Crime
Duração: 104 minutos
Sítio Oficial: http://ladykillers.movies.com

8 de junho de 2004

Annecy 2004


Cartaz Annecy 2004ANNECY 2004

Deu-se ontem o arranque do maior festival de cinema de animação do mundo: Annecy. Com centenas de filmes a competição, o festival premeia curtas e longas metragens, séries de televisão, filmes ("A"
Noite) produzidos por escolas, bem como séries realizadas para internet. Na competição oficial, de realçar nomes como Bruno Collet, Carl Stevenson, Philipp Hirsch ou Christopher Hinton, que dão um toque de qualidade à selecção, que, diga-se, contou com a presença da portuguesa Regina Pessoa no Júri de Selecção. Quanto a presença de material nacional, só mesmo na Secção Séries de Televisão, com "As Coisas Lá De Casa" a concurso, animado por José Miguel Ribeiro ("A Suspeita"), quase de certeza o maior animador português da actualidade (recorde-se que "A Suspeita" venceu o Cartoon D'Or em 2002). Continua então a verificar-se a chocante falta de trabalhos portugueses nos certames internacionais de animação, e não há aqui nenhuma cabala contra a animação portuguesa: ela simplesmente, e na generalidade (exceptuam-se os trabalhos, claro está, de José Miguel Ribeiro, Abi Feijó, Regina Pessoa ou os ateliers de Fernando Galrito, entre outros) não presta. Basta atentar nas projecções que o CINANIMA todos os anos efectua em Espinho, na Secção Jovem Cineasta Português, onde se assistem a obras no mínimo estranhas. Com este propósito, se pode afirmar que, por agora, o cinema de animação português não tem futuro.
Ray Harryhausen
Mas voltemos ao festival. De 7 a 12 de Junho serão exibidas as melhores propostas de cinema animado mundial, com alguns dos melhores nomes da animação a (re)ver (casos de Phill Mulloy, Emily Mantell ou Taruto Fuyama, ou mesmo "Subway Salvation" de Carolyn London, que deu que falar no CINANIMA 2003, todos eles na Secção Panorama do festival (ou seja, aqueles filmes que não integram a competição, mas que merecem ser vistos pelo "
público). O certame homenageia este ano o cinema de animação coreano, com a exibição de filmes desse país ("Wonderful Days", "Empress Chung") e um olhar para a produção vinda do outro lado do mundo (de relembrar, aliás, que o oriente cada vez mais apresenta as melhores propostas deste tipo de cinema, como o Japão em 2001 com "Final Fantasy: The Spirits Within", através de animação computorizada, ou do mestre de animação japonês Hayao Miyazaki, com inúmeras séries de televisão e filmes, como "Spirited Away" (2002), que recentemente foi editado em Portugal em DVD, e que prepara agora "Howl's Moving Castle, concerteza mais uma obra-prima do realizador. Serão também exibidos os créditos de vários filmes (a minha proposta seria para os crédito iniciais de "Catch Me If You Can", realizado por Steven Spielberg, cuja sequência introdutória foi realizada pela genial dupla Kuntzel + Deygas, os mesmos do videoclip de Rouse Rouge, dos Saint Germain) bem como uma homenagem a Ub Iwerks, o principal realizador de filmes para a Disney nos anos 20, e não Walt Disney, como erradamente se conta e a Ray Harryhausen, fabuloso realizador e escultor de modelos, que participou, entre outros trabalhos, em "King Kong", no original de 1933. No final do festival daremos, obviamente, conta dos vencedores e das revelações.


7 de junho de 2004

Trailer "I, Robot"


Novo trailer de "I, Robot", um filme que concerteza se tornará num blockbuster. Basta clicar no poster:


Título Original: "I, Robot" (EUA, 2004)
Realizador: Alex Proyas
Intérpretes: Will Smith, Bridget Moynahan e Bruce Greenwood
Argumento: Isaac Asimov e Jeff Vintar
Fotografia: Simon Duggan
Música: Marco Beltrami
Género: Ficção Científica / Acção / Thriller
Sítio Oficial: http://www.irobotnow.com
Data de estreia (EUA): 16 de Julho 2004


Fotos "Ocean's Twelve"


Aqui ficam duas fotos do set de "Ocean's Twelve", a sequela de "Ocean's Eleven", realizados por Steven Soderbergh. As fotos são disponibilizadas pela Hello Magazine:



1. George Clooney


2. Brad Pitt e Steven Soderbergh


Sam Raimi explica-se


Sam Raimi, realizador de "Spiderman 2", explicou, em entrevista à Sci-Fi Wire, o porquê da escolha de Dr. Octopus para vilão desta segunda parte do homem aranha, de entre tantos vilões possíveis:" well, there were a lot of different iterations of the story, and at times there was more than one villain, and at times there were more than two villains" explicou Raimi, "but it all came down to trying to focus on what I felt was the strongest aspect of the film and diminishing everything else so that it could live". Explicou então o realizador norte-americano que "the strongest aspect of the film is Peter Parker [Maguire] and his journey to becoming a responsible young man. So after we had one villain to test his mettle against and to be in conflict with Spider-Man, I found that there were diminishing returns for the second and third villains, since our real story was an interior story, this journey to be a human hero, how Peter Parker battles the problems of being a hero, how he copes. The more villains that we added into the mix didn't seem to make the story richer and stronger. It seemed to diminish, in fact".


"X Files 2" em marcha


David Duchovny, o Fox Mulder da série "X Files", divulgou que já se encontra em fase de pré-produção a sequela do filme "X-Files", que contará com Gillian Anderson no papel da colega Dana Scully. O filme será escrito por Chris Carter, não havendo por enquanto indicações quanto ao seu realizador, e deverá estrear lá para 2006. Depois de uma série que arrecadou prémios e concentrou uma enorme legião de fãs, e de um filme que em muito decepcionou essa massa adepta do oculto, surge o anúncio da sequela seis anos depois da estreia do primeiro filme, na altura realizado por Rob Bowman.


Poster "Fahrenheit 9/11"


Aqui fica o poster da Palma de Ouro de Cannes 2004, acabado de divulgar pela dupla Weinstein, fundadores da Miramax, que irá distribuir este "Fahrenheit 9/11", o polémico documentário do não menos polémico Michael Moore.


6 de junho de 2004

O actor que chegou mais longe




Este sábado faleceu Ronald Reagan, um actor conhecido por ser dos melhores presidentes na história recente dos Estados Unidos. Entre os títulos do actor os mais célebres serão possivelmente "Roger & Me", feito no final da sua carreira presidencial por Michael Moore, e "Dark Victory" nos anos 30 onde contracena com Bette Davis e Humphrey Bogart, também em westerns o actor conseguiu prestígio. Apesar da sua discreta carreira como actor chegou a presidente do Screen Actors Guild em 1947, cargo que manteve por cinco anos, em 1966 tornou-se governador da Califórnia por dois mandatos e em 1981 tornou-se o 40º presidente dos EUA.
O seu maior feito como presidente foi terminar a Guerra Fria que se vivia entre os EUA e a URSS, um importante passo para a globalização.
Reagan voluntariou-se para a Segunda Guerra Mundial (foi recusado pela visão),sobreviveu a atentados e a um Razzie de carreira mas depois de vários anos perdeu a batalha contra a doença de Alzheimer.
Nos Globos de Ouro foi-lhe dado um troféu de Cidadania e conseguiu uma estrela na Walk of Fame da televisão, também o Congresso lhe deu uma medalha de ouro pelo fim da Guerra Fria.
Morreu aos 93 anos, sendo assim o mais velho ex-presidente na história dos EUA.