17 de dezembro de 2009

Morgan Freeman, omnipresente


São muitos anos de trabalho, muitos filmes e muitos papéis. Morgan Freeman já foi Deus, foi presidente, teve variados cargos no exército, foi polícia e criminoso. Aqui fica um resumo de tudo isso feito pela Maxim Online.

Pode não ser uma conceituada publicação de cinema - nem sequer refere "Million Dolar Baby" - mas é bastante curioso. Poucos tiveram a sorte, a honra e o talento para fazer tão variados papéis.

Sem comentários: