15 de setembro de 2010

Novo comunicado do Filminho 2010

O Filminho 2010 – Festa do Cinema Galego e Português, que animará as localidades fronteiriças de Vila Nova de Cerveira e Tomiño entre 19 e 26 de Setembro, promete constituir um espaço de promoção, reflexão e criação de conteúdos cinematográficos da região transfronteiriça.

O evento cinematográfico, promovido pela Associação Morraceira com os apoios dos municípios de Vila Nova de Cerveira e Tomiño, tem como finalidade promover o sector do audiovisual no alto minho português e no baixo minho galego, não se limitando à exibição de filmes mas procurando incentivar a criação e produção cinematográfica.

Tendo como principais espaços o Cine Teatro de Vila Nova de Cerveira e o Auditório de Goyan, em Tomiño, locais onde serão projectados filmes, curtas metragens, animações e documentários, o Filminho 2010 engloba duas categorias competitivas: grande prémio e cinema minhoto.

Ao grande prémio foram admitidos todos os géneros de filmes com produção galega ou lusófona, devendo o júri de premiação privilegiar os trabalhos de jovens criadores e os filmes que apresentem um carácter mais inovador.
Por sua vez, a secção destinada ao cinema minhoto está direccionada para todos os filmes que abordem a realidade da região minhota ou que tenham uma evidente vocação transfronteiriça. Estas produções podem competir na categoria do grande prémio.

Além das projecções, o evento engloba ainda uma retrospectiva do cineasta Carlos Velo, homenagem a Noémia Delgado, concerto de Victor Coyote e uma oficina de trabalho para crianças de 7 e 8 anos de ambos os concelhos que será orientada por Henrique Espirito Santo.

Decorrendo nos dias 20, 21, 22 e 23, terá duas vertentes: de manhã, serão transmitidos às crianças conhecimentos teóricos e práticos de cinema. À tarde, além de uma sessão de cinema infantil, serão visionados os “filmes” produzidos no período da manhã.



Estas actividades de valorização e aproximação à sétima arte serão complementadas com o “Fórum de Criadores” que consiste na realização de três formações práticas coordenadas por Pedro Sena (pensar o local), Tiago Pereira (escutar o local) e Manolo González/Rodrigo Areias (intervir no local).

Este curso, onde participarão alunos das escolas profissionais desta região transfronteiriza, será o ponto de partida de uma iniciativa mais alargada, envolvendo professores e alunos na procura e concepção de projectos cinematográficos ao longo do ano lectivo.

Os melhores projectos poderão vir a ser apoiadas pelo Filminho 2010, à semelhança do que aconteceu com “De Porta en Porta”, de Lisi Gonzalez, curta-metragem documental que será apresentada na gala de abertura do certame no Auditório de Goyan, Tomiño, pelas 18h00 portuguesas.

Sem comentários: