29 de junho de 2010

A Internet e o cinema

Parece ser moda levar o cinema para as redes sociais.

Falemos então de novidades. A Columbia TriStar Warner separou as páginas Facebook da Sony e da Warner. Os novos grupos são Sony Pictures Portugal e Warner Bros Portugal respectivamente.

"Contraluz" de Fernando Fragata

Nessa mesma rede Fernando Fragata, o realizador de "Contraluz", está a promover o filme numa antestreia paga (5€) que só será feita se tiver 250 amigos a mostrarem-se interessados em ir. A sessão especial terá lugar em Lisboa e no Porto. 250 interessados num deles e haverá cinema nacional. 500 interessados e ambas as cidades receberão a projecção. É só inscreverem-se no tópico da cidade pretendida em Fernando Fragata no Facebook.
Imdb


Para terminar dois posters e trailers. Um sobre o criador dessa mesma rede social, o tão falado "Social Network" de Fincher, outro sobre os homens que - adoro esta frase - colocaram o XXX na WWW.
O fenómeno do momento e os primórdios da rede, brevemente nos cinemas.





28 de junho de 2010

Resultados da sondagem

A Cinema Novo perguntou se se deveria candidatar a administrar o esquecido cinema Batalha (er aqui).
Após mais uma sondagem eis o que os nossos leitores sugerem que seja feito na mítica sala portuense.



É curioso que o Fantasporto é a única actividade quase unânime e absolutamente todos acham que o cinema (sala) deve continuar ao serviço do Cinema (arte). Pedem cinema mais frequente (ciclos, antestreias, a Cinemateca), no entanto uma concentração de entidades como Casa da Animação e Cineclube não é de agrado generalizado.

27 de junho de 2010

Poster do Fantasporto 2011


Se fossem membros da página Fantasporto no Facebook já teriam visto um poster provisório da próxima edição...


26 de junho de 2010

Galeria de posters "Scott Pilgrim vs.the World"


25 de junho de 2010

Posters de "Alpha and Omega"

Mais uma produção animada em 3D: "Alpha and Omega". Os cartazes individuais podem ser combinados numa paisagem.

24 de junho de 2010

Pares de posters


22 de junho de 2010

Posters

Depois de uma pausa nas imagens cinematográficas, voltaram os posters.
Amanhã há mais!






21 de junho de 2010

Vá para fora cá dentro


Ontem foi um dia estranho de festival. Com os filmes todos exibidos e os prémios todos decididos, restou aos convidados do Porto7 fazerem o percurso turístico pela cidade. O Antestreia juntou-se à festa fora de portas numa experiência única a ver o Porto pelos olhos do turista.

Durante quatro horas fazer o percurso considerado como fundamental pelos barcos e autocarros. Visitar as caves, ouvir a história de cada igreja, forte, ponte ou casa como se não a soubesse de cor...

A última vez que vi o Porto que se vê nos postais foi há dois anos e meio, então como guia turístico. Visitá-lo agora como visitante, livre de responsabilidades e preocupações é uma sensação que nunca tinha sentido. O Porto7 está de parabéns por ter a coragem de reservar um dia para o não-cinema. Pelo menos para mim foi uma experiência tão enriquecedora como as sessões, para os de fora espero que tenha sido melhor.

Não admira que nasçam festivais e ciclos no Porto todas as décadas. É uma cidade que conquista quem por aqui passa.

20 de junho de 2010

Palmarés do Porto7 2010

Terminou hoje mais uma edição do Porto7. Depois de quatro dias de filmes o júri decidiu-se pelos seguintes filmes:

Ficção Internacional


Melhor Filme

"Zand" de Joost van Ginkel
Menção Honrosa

"Abyss" de Ilya Severov
Melhor Interpretação

Jack Wouterse em "Zand"

Ficção Nacional


Melhor Filme

"O Encontro" de Osvaldo Pinto
Menção Honrosa

"Sobre Vivência" de Luis Lobo e João Azevedo

Animação


Melhor Filme

"Il Planeta Perfetto" de Astutillo Smeriglia
Menção Honrosa

"Homeland" de Juan de Dios Marfil

E devo acrescentar que concordo completamente com as decisões.


No encontro de blogs reuniram-se:
Antestreia
C7nema
Cinema Is My Life
Portal Cinema
Laxante Cultural
Um Dia Fui Ao Cinema

E claro, festival Fantasporto, anfitrião Porto7, revista Take.

19 de junho de 2010

Memorial de Saramago


Na morte de José Saramago é normal que se reflicta sobre a forma como o cinema foi até agora capaz de transpor o seu universo literário para imagens cinematográficas. COmvenhamos que o resultado é ainda muito pouco animador dado que apenas existem quatro adaptações: duas de romances e duas de novelas. Talvez que Saramago tenha sido sempre muito renitente a permitir que outros adaptassem ao cinema a sua obra, até porque ele sabia bem que qualquer adaptação é sempre uma traição. Numa visão panorâmica das quatro adaptações é natural que a de Fernando Meirelles tenha sido a mais referida e celebrada. Mas convém não esquecermos a especificidade da adaptação de George Sluizer de "Jangada de Pedra" - premiado no Fantas por "The Vanishing" - "Embargo" de António Ferreira (vencedor de uma menção especial do júri do Fantas 2010) e "A Flor Máis Grande do Mundo" de Juan Pablo Etcheverry.

O risco maior reside agora em haver adaptações oportunistas da imensa obra legada por Saramago tanto no domínio do romance como das pequenas histórias, sem que para isso haja a capacidade de controlar o produto final como até agora tinha sido uma exigência do próprio Saramago. Se é verdade que a obra de Fernando Meirelles é aquela que do ponto de vista ficcional melhor concretizou a relação com um vasto público e beneficiou do nome do realizador e da promoção que o próprio Saramago aceitou fazer do filme até porque se reviu no resultado final, não é menos verdade que todos os quatro filmes são merecedores, cada um na sua dimensão e nos seus objectivos, homenagens adequadas ao génio da literatura.

Talvez não seja por acaso que "Memorial do Convento", ainda que adaptado a obra não tenha sido adaptado a cinema, o universo narrativo e imaginário de Saramago é demasiado opulento e deslumbrante para permitir adaptações frágeis. Os efeitos especiais poderão ser uma saída interessante para esta e outras obras. Desde que a adaptação perceba que a literatura de Saramago não é passível de transcrições literais, mas também não é aceitável que se traia a dimensão transgressora, provocadora e única que o fizeram Nobel.

Um ciclo que inclua todas estas obras e que permita uma discussão aberta e culta sobre as relações da literatura e do cinema será talvez a melhor homenagem que podemos fazer a José Saramago no ano da sua morte.







18 de junho de 2010

Vai no Batalha?

Grande inquérito à população.


Gostavam de contribuir para a cultura do Porto? Poderem dizer que a vossa voz foi ouvida e trouxeram uma nova vida para a cidade? Então aproveitem este inquérito.

De momento só não vê cinema quem não quiser. A cidade tem a decorrer o Porto7, a Feira do livro (com filmes do Cineclube) e o ciclo 8 1/2 de cinema italiano em Serralves. O resto do ano só esperando pelos outros dois festivais ou a festa do cinema francês.

Lembram-se de 2005 quando havia ciclos de cinema no Passos Manuel organizados pela Cinema Novo? E se o fenómeno se repetisse? A cooperativa que anualmente nos presenta com o Fantasporto está a perguntar no Facebook do festival o que acham de ficarem com o Batalha. O Fantas seria lá, teríamos ciclos todo o ano, eventos culturais de relevo teriam uma sala de braços abertos no coração do Porto.


Por isso pergunto-vos o que têm a dizer acerca disso. Uma compilação das respostas será apresentada à organização. Apresento algumas opções mais ou menos viáveis, outras impossíveis mesmo, mas o importante é saber o que a cidade, a região e o país pensa que vai bem no Batalha.

Fantas vai no Batalha?
Outros festivais vão no Batalha?
Ciclos todo o ano vão no Batalha?
Antestreias de cinema fantástico vão no Batalha?

Cineclube vai no Batalha?
Cinemateca portuense vai no Batalha?
Museu do cinema vai no Batalha?

Encontro de blogs vão no Batalha?

Votem na sondagem e deixem os vossos comentários por favor.

17 de junho de 2010

Cinema e a memória histórica

Espanha recusa-se a esquecer as vítimas da guerra e agora são os cineastas que assumem a missão de manter a memória viva, e inclusivamente o papel.


16 de junho de 2010

Porto7 2010 - começa hoje



Tem hoje início a terceira edição do Porto7. Por coincidência esta edição terá também o terceiro encontro regional de blogs de cinema, sábado de tarde. Até lá poderão ver os bloggers em constante azáfama pelo Rivoli assistindo a curtas-metragens.

As sessões do festival são gratuitas e a festa entra pela noite dentro. Só até domingo!

15 de junho de 2010

Filmes de culto


Aqui fica um clássico.




14 de junho de 2010

Posters maternais


Depois da Páscoa, foi o dia da Mãe a inspirar uma campanha de posters de "Despicable Me".

Inspirado numa história real

Tantas vezes a vida imita a arte que nem nos lembrámos quando a arte imita a vida. Afinal o surreal "50 First Dates" foi inspirado numa história real! Michelle Philpots há 16 que perde a memória ao adormecer e o marido tem de a reconquistar a cada dia.

13 de junho de 2010

Sete - o número do cinema (IX)

E para terminar em grande... Sete são os selos.

Um daqueles filmes que concede a imortalidade, pois é impensável morrer sem ter visto.



Sete - o número do cinema (VIII)

Sete são os anões.


Sete - o número do cinema (VII)


Falando de Brad Pitt...

Sete são os pecados.


Sete são os anos que passou no Tibete.


E sete são os seus filmes com média para top 250 no IMDb (apenas a curta-metragem "Beyond All Boundaries" está fora).

Sete - o número do cinema (VI)



Sete são os samurais de Kurosawa...


... e sete são os magníficos no remake americano.

Sete - o número do cinema (V)

Falando de Naomi Watts...

Sete são os dias que vives depois de ver o anel.


3x7 gramas é o peso da alma.


Se quiserem ser mais rebuscados, sete é o número de vezes que é preciso ver "Mulholland Dr." para perceber o filme.

Sete - o número do cinema (IV)

Sete anos dura a comichão quando a Marilyn está por perto.



Sete - o número do cinema (III)

Sete são as cores do arco-iris.



Sete - o número do cinema (II)


Sete são as notas musicais.

Sete - o número do cinema (I)

Sete são os dias da semana.

A propósito disso, que tal ver o clássico que lançou Buster Keaton para a fama?


Grandes publicações

Em Junho 1949 Eric Arthur Blair publicou um livro. Este livro futurologista de título "1984" previu a mudança a sociedade e ainda hoje é chamado de ficção...
O ideal é lerem o livro, mas como este blog trata de cinema, tenho de referir os filmes.
Se tiverem tempo vejam a aqui versão BBC.

Ou então procurem a versão de Michael Radford com o sempre magnífico John Hurt.



Em Junho de 1997 J. K. Rowling publicou o primeiro livro de uma saga de feitiçaria criando uma legião de fãs instantânea.


Em Junho de 2003 Ricardo Clara publicou um post dizendo
"Bem vindos à ANTESTREIA. Tópicos de cinema, análises, notícias, tudo relacionado com a sétima arte."

O mundo nunca mais foi o mesmo.

Space - the final fontier


A 13 de Junho de 1983 a sonda americana Pioneer 10 tornou-se a primeira construção humana a ultrapassar o sistema solar. A sua missão?


Vinte anos depois a Internet - também um novo universo por explorar - foi visitada por uma nave de nome Antestreia. De forma regular (com algumas pausas para reparações) tem permanecido em missão, recebendo frequentes comentários de formas de vida inteligentes.

Celebrando as uniões


A 13 de Junho...



Em 1373 foi assinado um tratado entre Portugal e Inglaterra. Esta é a mais antiga aliança de nações ainda em vigor. Em Portugal é um dia conhecido por outras alianças: os casamentos de Santo António. Talvez por isso em 2003 Ricardo Clara convidou Nuno Reis para uma aliança na escrita. Comparando com a longevidade de outros blogs também parece ter sido há séculos.