23 de fevereiro de 2011

Fantasporto 2011 - Dia 2



Depois de no primeiro dia ter revisto dois bons filmes já meus conhecidos, no segundo aproveitei o grande auditório ter um filme que não me interessava rever, para ver "Exodus", filme que tinha perdido noutra edição do festival. Foi bom para saber como tem estado o auditório pequeno, que vai tendo alguns espectadores apesar de até sexta só passar filmes que fizeram parte da selecção de 2008 a 2010.
No grande auditório continuavam a apresentar-se multidões. O sucesso não se equiparou ao do primeiro dia, mas "Reykjavik Whale Watching Massacre" também tirou muita gente de casa. O seu humor negro, combinado com muitos defeitos, fez com que fosse visto com um sorriso e por isso cumpriu o dever mínimo de entreter.
Na sessão seguinte a escolha era fácil. Quem tivesse estômago ia para o Grande Auditório ver "A Serbian Film". Os outros iam ver o terror mais suportável de "Summer Scars". Porque "A Serbian Film" não é para todos como o provam as várias pessoas que não estando juntas, sairam ao mesmo tempo devido a uma só cena. Todos os limites são testados e, se os espectadores do festival não tivessem já um estofo para violência e gore, muitos mais teriam saído. É um filme que vai dar que falar até ao fim do festival.

Para hoje sugiro uma nova sessão dupla. "The Chameleon" e "Bedevilled" são dos favoritos a prémios

Sem comentários: