22 de março de 2011

"The Next Three Days" por Nuno Reis

Uma noite Paul Haggis acordou com suores frios. Tinha tido um pesadelo em que a sua lápide dizia «Paul Haggis, criador de "Walker, Texas Ranger"». Decidido a fazer algo maior do que essa série começou a escrever para cinema. Excepto por um filme nos anos 90, a sua carreira cinematográfica arrancou em 2004 com "Crash" que acabou por vencer Oscar de filme e argumento. Enquanto filmava "Crash", tinha outro argumento em mãos para o qual convidou Clint Eastwood para ser o protagonista. Eastwood pediu para realizar e "Million Dollar Baby" venceu o Oscar para Melhor Filme. Colaboraram juntos no díptico filme de "Iwo Jima", entretanto Haggis revitalizou a saga James Bond e fez "In the Valey of Elah" entre outros filmes menores. Num espaço de 7 anos conseguiu um lugar cativo entre os grandes do cinema. Por isso as expectativas eram grandes para este "The Next Three Days".

Russell Crowe volta a caminhar no limiar da criminalidade. John, um professor casado e com um filho, tinha a vida perfeitamente normal até a polícia lhe entrar pela casa dentro e levar a mulher presa como suspeita de homicídio. O filme foca-se no equilíbrio precário entre a vida caseira, a vida profissional e a vontade de tirar a mulher da prisão. Seja legalmente, ou doutra forma qualquer. E isso, claro, sem incomodar a criança.

Que se desengane quem for ver o filme pela acção, isso é apenas um detalhe na história. Quem quiser aprender a planear uma evasão deve voltar a ver "Prison Break" porque aqui finalmente tratam o espectador como uma pessoa com miolos e simplesmente dizem "o que é preciso saber está online". Aos anos que esperava esse respeito vindo de um filme!
A parte mais importante é a evolução da personagem que Crowe interpreta. John nunca deixou de cumprir os seus deveres de pai e marido, mas criou na sua mente e na sua sala um espaço para a estratégia criminal. A sua dificuldade em praticar o mal é tão grande que dá pena e por isso é tão realista. Já o pequeno Luke é deixado em paz, a crescer numa infância problemática sem mãe. As restantes personagens que orbitam em torno destes dois são meras marionetes de uma vida simulada, à espera de um dia em que tudo volte a ser como dantes.

Esta é uma história sobre amor, confiança e desespero, que resiste equilibrada entre a plausabilidade de um crime e a criatividade de um filme. São duas horas muito bem passadas ao som de Elfman, com um elenco de luxo e onde nem tudo é previsível. Exactamente o que andava à procura.

The Next Three DaysTítulo Original: "The Next Three Days" (EUA. França, 2010)
Realização: Paul Haggis
Argumento: Paul Haggis, Fred Cavayé, Guillaume Lemans
Intérpretes: Russell Crowe, Elizabeth Banks, Ty Simpkins, Olivia Wilde, Brian Dennehy, Liam Neeson
Música: Danny Elfman
Fotografia: Stéphane Fontaine
Género: Crime, Drama, Romance, Thriller
Duração: 122 min.
Sítio Oficial: http://www.thenextthreedaysmovie.com/

Sem comentários: