17 de março de 2011

"Tomorrow, When the War Began" por Nuno Reis

Quando acampar se torna extra-saudável

Se há uma garantia de sucesso para um filme juvenil, é vir depois de um livro de sucesso. "Tomorrow, When the War Began" como livro foi um fenómeno. Por cá passou meio despercebido, mas no mundo anglófono esteve em destaque por vários anos (já é de 1993). A passagem a filme teve um enorme apoio do governo australiano, desejoso de promover o seu grande trunfo na literatura e revitalizar uma indústria do cinema que começava a perder fulgor comparada com a vizinha Nova Zelândia.

Um grupo de jovens vai acampar no fim-de-semana. Acampam num sítio conhecido como Inferno (publicidade muito enganosa) e passam alguns dos melhores momentos da sua vida. No regresso só encontram estradas desertas e casas abandonadas. Um a um quase todos passam por casa para não encontrarem ninguém. Até que percebem o que se passou. Os aviões que viram passar durante a noite eram parte de uma invasão. O seu país foi conquistado e a maioria da população está reunida em campo de prisioneiros. Pelos pais, pela nação e por uma questão de orgulho eles vão sobreviver, e eles vão lutar, e eles vão provar que a Austrália pertence aos australianos. Ou morrer tentando.

Um grupo de jovens perdidos numa situação hostil. Se isto fosse um filme de terror morreriam um a um. Como é um filme/livro para adolescentes são mais cuidadosos nessa parte. E se fosse um livro de ficção-científica haveria muitas descobertas a fazer. Mas também não é isso, é o mundo real. Aqui há guerrilha, há nervos à flor da pele, há pessoas que cometem erros e procuram o seu verdadeiro valor. E é apenas um capítulo da série por isso não há grandes conclusões a tirar. O objectivo para este capítulo é derrubar a ponte que abastece o inimigo. Muitos tentaram, todos falharam.

Não é um filme muito cativante, nem particularmente bom, apenas se aguenta até ao fim. O casting foi uma surpresa, muito bem escolhido, ainda que apoiado em actores quase amadores em cinema (a excepção é Rachel Hurd-Wood que feito muitos filmes mediáticos).
Disse que o filme é mediano e fica abaixo das expectativas de quem leu o livro, mas o Goonie em mim gosta de ver aqueles momentos "it's our time". Desde que o filme seja credível, ver um grupo de jovens a fazer o que profissionais não conseguiram dá-me um gozo brutal. Neste cenário de guerra isso pode ser inacreditável, mas é Cinema e acreditar de vez em quando que a sorte protege os audazes faz parte da magia.
Os próximos capítulos - já há mais dois filmes confirmados e começam a filmar em meio ano - terão mais história e deverão correr melhor.

Tomorrow, When the War BeganTítulo Original: "Tomorrow, When the War Began" (Austrália, 2010)
Realização: Stuart Beattie (John Marsden)
Argumento: Stuart Beattie (baseado no livro de
Intérpretes: Caitlin Stasey, Rachel Hurd-Wood, Lincoln Lewis, Deniz Akdeniz, Phoebe Tonkin, Chris Pang, Ashleigh Cummings, Andrew Ryan
Música: Reinhold Heil, Johnny Klimek
Fotografia: Ben Nott
Género: Acção, Aventura, Drama, Guerra, Romance
Duração: 103 min.
Sítio Oficial: http://www.twtwb.com/

Sem comentários: