31 de maio de 2011

"Don't Drink the Water" por Nuno Reis

Em 1969 uma peça escrita por Allen foi levada ao cinema. Era uma comédia da Guerra Fria sobre problemas diplomáticos. O filme não foi memorável e Allen deve ter ficado descontente, porque em 1994 o refez. Os remakes raramente são aplaudidos, mas um argumento pródigo que volta para o pai deve ser celebrado.
Don’t Drink the Water 1994

O Embaixador Magee foi chamado de volta aos EUA devido às eminentes eleições. Quando vai nomear o seu substituto temporário decide arriscar e em vez de deixar a tarefa ao competente Mr. Kilroy, vai confiar no seu irresponsável filho Axel que tem boas intenções, mas nenhum jeito. A única tarefa que teria em mãos seria a recepção a um Emir. Até que os Hollander, uma estranha família americana, causam um incidente internacional ao tirarem inocentes fotografias turísticas e se refugiam na embaixada. À medida que o Embaixador prolonga a ausência, os Hollander vão entrando em desespero e levando a paciência dos outros para mínimos históricos. Na eminência de uma catástrofe diplomática que se poderá tornar bélica, Axel terá de usar toda a sua imaginação para os tirar do país vivos.
Don’t Drink the Water 1994

Independentemente do insucesso da primeira versão, esta tinha tudo para funcionar. Como Axel tem um célebre Alex, Michael J. Fox, e os Hollander são Woody Allen e Julie Kavner, uma dupla que para fazer de casal cómico não tem paralelo. Mayim Bialik é a filha deles e a parte mais séria do filme. O eminente casamento a que poderá não chegar a tempo é uma preocupação, mas tirando isso consegue pensar nos outros e estar atenta ao que a rodeia.
Don’t Drink the Water 1994

A trama desenvolve-se com um bom ritmo e tem o equilíbrio certo entre comédia e intriga. O humor é rápido e arrojado, tornando a faceta política um mero detalhe contextual. Um quarto de século depois da peça a história continuava emocionante e muito mais interessante do que a maioria dos thrillers políticos que as pipocas trariam na década seguinte.
De forma resumida é "mais do mesmo" de Allen, com um grande Michael J. Fox a fazer o que faz melhor e antecipando o papel político-humorístico de "Spin City".

Don't Drink the WaterTítulo Original: "Don't Drink the Water" (EUA, 1994)
Realização: Woody Allen
Argumento: Woody Allen (baseado numa peça do próprio)
Intérpretes: Michael J. Fox, Woody Allen, Julie Kavner, Mayim Bialik, Edward Herrmann, Dom DeLuise
Fotografia: Carlo Di Palma
Género: Comédia
Duração: 100 min.

Sem comentários: