10 de junho de 2011

Leicester não tem defesas anti-zombie

Toda a gente se preocupa com problemas frequentes das cidades. Exigem água canalizada, corrente eléctrica, espectáculos culturais, estradas pavimentadas, segurança, internet rápida e essas coisas normais. Mas já alguém se queixou de uma possível invasão zombie?
Uma questão que o município de Leicester em Inglaterra recebeu de um habitante foi quais os mecanismos prevists para defesa contra um surto zombie.
Dear Leicester City Council,

Can you please let us know what provisions you have in place in the event of a zombie invasion? Having watched several films it is clear that preparation for such an event is poor and one that councils throughout the kingdom must prepare for.

Please provide any information you may have.

Yours faithfully,

Concerned Citizen


A administração local na pessoa Lynn Wyeth do gabinete de informação teve de admitir que não estava minimamente preparada. O plano de emergência da cidade não tinha referência a nenhum cenário de invasão por mortos-vivos. No entanto justificou-se dizendo que algumas das medidas previstas para outros problemas podiam ser aplicadas nesse.
Entre outros requerimentos também chegaram pedidos para listas de actividades paranormais e edifícios assombrados na cidade.

Segundo os especialistas em zombies consultados (Terror4Fun) a probabilidade de Leicester ser invadida é muito baixa e portanto podem-se focar noutras prioridades.

Fonte: BBC


Se já estão a rir à custa deste cidadão preocupado, quado acabarem pensem nessa eventualidade. A vossa cidade sobreviveria a um ataque zombie? Pensem como um zombie e façam o plano de invasão. E se a praga começasse no interior da cidade?

E depois pensem como o exército para os repelir. Ou num cenário em que dependeria de pessoas vulgares eliminar a ameaça. Quem é o zombie? Qual a vossa arma, onde seria a vosa base de operações, quem quereriam na equipa, quem dariam como alimento e quem salvariam?

Agora escrevam tudo isso e vendam o argumento.

Sem comentários: