30 de outubro de 2011

"If the Seed Doesn't Die" por Nuno Reis

O melhor de ir a um festival de cinema independente é que os títulos não só são desconhecidos do público, como por vezes também o são da crítica. Poucas sensações se parecerão com a de entrar numa sala sem fazer a mínima ideia do que se vai ver pelo que evito mesmo ler a sinopse no catálogo antes de ver a obra completa. E este “Daca Bobul Nu Moare” (Sérvia)/“Ako Zrno Ne Umre” (Roménia) foi sem dúvida o filme mais estranho que passou em Ourense.

No início parece um filme nornal passado numa província rural perdida nos Balcãs. Tudo começa a complicar num barco onde se cruzam estas personagens: um homem vai buscar o cadáver do filho, um militar desertor; outro leva uma mulher algemada para que ela não se desgrace mais; outro procura a filha, perdida para uma qualquer rede de prostituição. Estas histórias que se encontram acidentalmente num barco que cruza o Danúbio, seguirão caminhos separados ao longo do filme, intercaladas com o relato de uma igreja que há 200 anos também fez uma viagem.

Na primeira aventura temos uma comédia. Os Balcãs divertem-se muito com o tema da morte (relembro "Bal-Can-Can") e aqui também há algumas peripécias em busca do cadáver. A dupla das algemas é a primeira a desfazer-se pois Nora prefere divertir-se sem restrições físicas ou morais e fá-lo imediatamente com o jovem que acompanha o senhor da história anterior. Acabará por escapar com o homem da terceira história na sua cruzada nobre em busca da filha e por dar um toque de irreverência a uma aventura demasiado dramática. Finalmente há a história da igreja sobre rodas que mantém uma aura de mistério até ao final do filme. Explica também que a loucura não é contemporânea, provavelmente terá séculos.

No seu todo é um filme fácil de ver. Tem uma mensagem social e política muito forte, mas o toque de humor dado está muito bem feito (por exemplo Nora é interpretada por Simona Stoicescu do Teatro de Comédia de Bucareste). Será decerto uma experiência única para quem for ver. Mais um exemplo da criatividade das cinematografias sérvia e romena.

Após um ano pelo circuito dos festivais, estreará na Roménia dentro de dias.

Daca Bobul nu MoareTítulo Original: "Daca Bobul nu Moare" (Áustria, Roménia, Sérvia, 2010)
Realização: Sinisa Dragin
Argumento: Sinisa Dragin
Intérpretes: Bryan Jardine, Dan Condurache, Franz Buchrieser, Simona Stoicescu, Milos Tanaskovic, Ioana Barbu
Música:
Fotografia: Dusan Joksimovic
Género: Drama
Duração: 113 min.
Sítio Oficial: http://www.facebook.com/dacabobulnumoare.ro

Sem comentários: