2 de junho de 2012

A nova Lei do Cinema e do Audiovisual

No final do mês passado foi aprovada a nova proposta de Lei do Cinema. O que importa retirar daquilo é que o orçamento do ICA quase triplica às custas das receitas de publicidade em televisão e uma nova taxa sobre os clientes da televisão por cabo. O que a lei diz é que haverá uma taxa de 3,5€ a aplicar aos operadores por cada cliente (2,5 milhões), mas havendo pacotes a apenas 10€, dificilmente não será pretexto justificado para um ajuste.

Quanto a objectivos pretende "conceder incentivos financeiros à escrita e desenvolvimento, à produção, à coprodução, à exibição e à distribuição de obras cinematográficas nacionais." Resumidamente, mais dinheiro para fazer o mesmo.

Veremos os resultados práticos de todo este dinheiro. Depois de um ano em que ganhamos os maiores festivais do mundo, as expectativas estão muito altas. Além disso, estando a estrutura do ICA já montada e com custos fixos, os quase 18 milhões que chegaram serão directamente investidos no cinema. O país está atento.

Sem comentários: