10 de julho de 2012

Pirataria? Nem se sente!


Boas notícias que chegam do país vizinho. A pirataria é um mito urbano.
Para perceber vejam o seguinte trailer.

O filme chama-se “Carmina o Revienta”. É um falso documentário sobre Carmina, uma mulher a caminho dos 60 anos que, após sofrer vários roubos, inventa uma forma de recuperar o prejuízo de 80 presuntos. Enquanto espera pela conclusão do plano, pensa sobre a vida, a morte, o marido e a gordura.

Pagariam para ver este filme em cinema? E em DVD? E online? Pois o realizador conseguiu fazê-lo de todas as formas.
1º Nos primeiros 4 dias foi vista em 15000 sessões online num total de cinco plataformas pagas como iTunes, Google Play, a espanhola Filmin e outras. O Ministério da Cultura para estes casos estima 2 pessoas por visionamento por isso teve cerca de 30000 espectadores. O preço mínimo de aluguer foi 2€.
2º Em simultâneo foi exibido em 20 salas que chegaram aos 4000 espectadores e cerca de 28000 euros. Já posso dizer que o filme custou 40000 euros?
3º Foram feitos 15000 DVD e 80% foram vendidos. O realizador esteve a dar autógrafos na FNAC de Sevilha e o stock da loja esgotou.




Nas palavras de Paco León “Estava certo que seria um êxito. Não me importa que seja a recordista de downloads, mas sim que tenha demonstrado que o público está preparado para estes lançamentos. É o lançamento perfeito para um filme desta dimensão. […] Esta forma de promover reduz a despesa. Porque quando funciona, ocorre um fenómeno avalanche: se gostam em cinema, revês na internet a um preço inferior ou compras o DVD para guardar. Quando se separa as vendas da distribuição – como ocorre actualmente – essa rapidez é impossível. Quando as pessoas ouvirem falar do filme não a pode ver porque já saiu dos cinemas, ainda não saiu em DVD, não está a ser emitida nas televisões..."

E termina com alguma ironia dirigida aos grandes estúdios: "Ver este filme tornou-se uma militância, uma declaração de princípios". A pirataria é minúscula pois quem apoia e quer ver o filme, paga por ele.

A confiança no modelo não é cega. Balaguerò twitou
Digo yo q el éxito de ‪#carminaorevienta‬ tendrá también algo q ver con la tormenta mediática q ha despertado el asunto. No nos engañemos.

Este comentário teve algumas respostas negativas, vozes esperançosas no modelo que me fazem acreditar no seu potencial. Só o tempo dirá qual o futuro da distribuição, mas é muito motivador ver que estas pequenas acções funcionam.

Fonte: El País

Sem comentários: