2 de janeiro de 2013

"The Double" por Nuno Reis

Todas as semanas surge um trailer demasiado revelador. Seja uma comédia onde antecipam todas as piadas, um filme de acção onde mostram todos os efeitos especiais, ou um thriller onde acabam com qualquer mistério. Um dos mais divertidos passatempos que se pode ter numa sala antes da projecção, é medir que percentagem do filme conhecido está a ser exposta. Ou a que ponto é esse teaser fiel à longa que representa. Pois mesmo quem não pratica essa actividade (só recomendável a quem vê tudo o que chega às salas) deve ter ficado chocado quando o trailer de "The Double" revelou que o protagonista Richard Gere, além de investigador, é o assassino que a CIA quer capturar. Zangados com o trailer por dizer isso? Zangados comigo por o revelar sem pré-aviso de spoiler? Foi de propósito, pois o filme é muito mais do que um banal twist.

No tempo da Guerra Fria, agentes como Paul Sheperdson travavam confrontos no dia-a-dia, eliminando de forma discreta alvos seleccionados e os agentes do inimigo. Sheperdson reformou-se com uma carreira exemplar, tendo como única mancha o fracasso na captura de alguém conhecido como Cassius. Se se reformou, foi por acreditar na morte do seu némesis, mas a CIA associa a morte de um senador ao Modus Operandi dessa figura. Chamado para analisar as provas, vai conhecer um jovem agente também obcecado por Cassius e juntos, um dizendo que Cassius morreu e outro dizendo que está vivo, vão tirar a limpo o que se passou.

É verdade que no trailer se vê Gere a matar impunemente. É um assassino. Mas será ele Cassius? Ao longo do filme vão surgindo várias provas que podem ser interpretadas como tal. No entanto sabemos que não podemos confiar ou acreditar em espiões. Nada é o que parece. Cassius ou não Cassius, a interpretação de Gere está muito boa e Grace (Ben Geary, o tal jovem da CIA) tem momentos bons.
É um filme com muita intriga, onde realização, música e edição jogam a favor da acção. Os momentos mortos da investigação, como a vida familiar de Geary, supostamente contribuiriam para mostrar uma faceta humana, mas depressa se revelam um remendo para compensar a falta de mais adrenalina. Essa é a maior falha.
É um filme interessante ao qual se deve dar uma oportunidade. Depois daquele tremendo spoiler as expectativas já devem estar baixas, por isso só pode impressionar positivamente.
The DoubleTítulo Original: "The Double" (EUA, 2011)
Realização: Michael Brandt
Argumento: Derek Haas, Michael Brandt
Intérpretes: Ricahrd Gere, Topher Grace, Martin Sheen, Odette Yustman
Música: John Debney
Fotografia: Jeffrey L. Kimball
Género: Acção, Crime, Drama, Mistério, Thriller
Duração: 98 min.
Sítio Oficial: http://www.thedoublemovie.com/

Sem comentários: