1 de maio de 2013

Avanca triunfa em Itália

"50 Pesos Argentinos", filme de curta-metragem realizado por Bernardo Cabral e produzida pela Cineact, Filmógrafo e Cineclube de Avanca, acaba de ser duplamente premiado no 8º Video Festival de Imperia - Festival Internazionale D'Arte Cinematogratica Digitale
Na Gala de Encerramento do Festival, que decorreu na noite do passado sábado na cidade costeira de Impéria, capital da Liguria italiana, Bernardo Cabral subiu ao palco para receber os prémios "Vincitore World Global Film” e “Vincitore Festival of Festivals".

"50 Pesos Argentinos" foi integralmente rodado na Ilha de S. Miguel nos Açores, numa produção que reinventa o início do século XX marcado pela extrema pobreza e com a emigração como quase única alternativa para a população das aldeias açorianas. Baseado num conto do escritor micaelense Ruy Guilherme Morais que o realizador adaptou, esta obra, protagonizada pelos actores Eduardo Almeida e Fátima Sousa, teve produção de Judite Barros, Fátima Cabral, A. Valente, Bernardo Cabral, música de Emanuel Paquete e Fernando Augusto Rocha, imagem de Paulo Medeiros, som de Tó Garcia e montagem de Paulo Medeiros e Carlos Silva.

Tendo sido exibido no AVANCA 2012 (festival de cinema finalista e vencedor da competição “Festival of Festivals”), o filme “50 Pesos Argentinos” tem sido objecto de vários prémios e selecções oficiais. Na Índia foi galardoado com o 2º Prémio da Competição Internacional do "Script 2013 - International Short Film Festival", na cidade de Kochi em Kerala. Anteriormente foi distinguido com os Prémios do Público e Melhor Filme Regional no Panazorean Festival de Cinema e no Festival de Cinema da Ribeira Grande.
Exibido na última edição do Fantasporto, foi objecto de recente selecção oficial em festivais de cinema em Espanha (Barcelona, Corunha), Índia (Nova Deli, Mumbai), para além de ter passado pelos ecrãs da capital da Argentina (Buenos Aires), cidade mítica para a narrativa do filme.

Bernardo Cabral, que na Itália recebeu pessoalmente o prémio, é também autor de outros filmes que abordam histórias açorianas. Tendo produzido e realizado a primeira longa-metragem de ficção dos Açores, os seus filmes têm alternado entre a ficção e o documentário. Licenciado em História, estudou cinema no Canadá e tem dividido a sua actividade entre a produção de cinema e televisão, a docência de audiovisuais e a dinamização do cinema na ilha de São Miguel.

O filme teve o apoio da Direcções Regionais da Cultura e da Juventude, das Câmaras Municipais de Ribeira Grande, Ponta Delgada e Povoação, Escolas Profissionais da Ribeira Grande e das Capelas, Polícia de Segurança Pública e diversas empresas e entidades da região.

Sem comentários: