7 de dezembro de 2017

Person of the Year 2017


A Person Of The Year para a revista Time é o movimento #MeToo.

Começado há mais de uma década por Tarana Burke num esforço para ajudar vítimas de assédio, foi abafado pela falta de mediatismo. Quase ensombrou Hollywood no distante ano de 1997 com acusações de Ashley Judd, mas a actriz também foi ignorada. Este ano as estrelas falaram sem medo e depois de Alyssa Milano, Rose McGowan e tantas outras pessoas darem a cara, o resto do mundo foi atrás numa revolução pacífica, mas nada silenciosa. A era do silêncio terminou de vez.
Enquanto alguns pussy grabbers são eleitos, outros vão sendo despedidos. Muitos dos acusados foram um choque inacreditável levando a várias alterações na produção cinematográfica e televisiva com efeitos imediatos. Esta purga também levará alguns inocentes por arrasto, mas no final talvez tenhamos um mundo melhor.

Podem ler mais sobre os Silence Breakers na Time.

Sem comentários: