11 de maio de 2010

"The Answer Man" por Nuno Reis


Carteiro: Mr. Faber, is there such a place a hell?
Arlen Faber: Yes, there is. I think it was Sartre that said it best really when he said, and I quote, "hell is other people".

Num mundo cada vez mais acelerado e onde o conhecimento prova que afinal ocupa lugar, é preciso alguém que saiba as respostas. Para a maioria do mundo Arlen Faber é esse homem. Autor do livro "Eu e Deus", publicado há 20 anos, apresentou uma enorme quantidade de perguntas que lhe ocorreram e as respostas de Deus. O sucesso desse questionário foi brutal tendo sido traduzido para 100 línguas e controlando 10% do mercado livreiro religioso. Ainda hoje vive escondido e em anonimato, rabugento e descontente, procurando o significado da vida, do universo e tudo mais.
Arlen Faber como tantos outros génios sofre de Asperger (pouca capacidade para interacção social, hábitos repetitivos). Mas ao contrário dos outros também sofre de uma terrível dor de costas e, horror dos horrores, tem demasiados livros. Na livraria onde se tenta livrar dos livros e o consultório de quiropatia onde se quer livrar das dores vai estabelecer novas relações. Primeiro com o livreiro Kris, um alcoólico em recuperação que procura respostas, e depois de forma mais especial com Elizabeth, a quiropata que lhe conserta a coluna, mas ataca o coração. Será que finalmente alguém além da sua maternal editora vai conseguir falar com ele?

A personagem encarnada por Jeff Daniels é convincente se bem que um pouco forçada. O confronto que tem diariamente com o carteiro, o desprezo pela sociedade, é um choque com o convencional que satura, mas a doença dele vai-se revelando e portanto consegue compreensão. Os secundários em torno dele estão bem, em especial Lauren Graham que frequentemente rouba o espectáculo. Outro ponto a favor é o argumentista ter sabido quando parar evitando erros frequentes de estreantes: o carteiro sai de cena no momento certo, ficam coisas por contar, não entra no drama fácil. Tem clichés, mas daqueles que com um pouco de boa vontade são plausíveis.

Quem espera uma lavagem cerebral louvando a religião vai ficar surpreendido. Faber deve ser o maior agnóstico do filme. A todas as questões religiosas que lhe são colocadas responde com mera filosofia provando que na mente humana temos boas respostas. Quando termina fica a sensação de que queríamos mais respostas porque as poucas dadas durante o filme são realmente boas. O filme, tal como as perguntas, sabe a pouco.

Título Original: "The Answer Man" (EUA, 2009)
Realização: John Hindman
Argumento: John Hindman
Intérpretes: Jeff Daniels, Lauren Graham, Lou Taylor Pucci, Olivia Thirlby
Fotografia: Oliver Bokelberg
Música: Teddy Castellucci
Género: Comédia, Romance
Duração: 95 min.
Sítio Oficial: http://www.answermanmovie.com/

2 comentários:

Ricardo disse...

3,5 estrelas Nuno? Não vai mais vinho para essa mesa!! Eheh

Ricardo disse...

O comentário de cima é meu Nuno.

Ricardo Clara