10 de maio de 2010

"Assassination of a High School President" por Nuno Reis



Bobby: The name's Bobby Funke. I write for the paper.

Na tradução literal "Assassinato de um Presidente do Secundário"... O título diz tudo. Assassinato? Crime, mistério. Presidente? Intriga, escândalo. Secundário? Tem de ser comédia! E é tudo isso. Estamos perante uma comédia negra ao melhor estilo dos filmes de detectives de meados do século passado, mas o mistério está num local onde tudo é maximizado: o ensino secundário. Adolescentes com hormonas aos saltos, em busca de uma identidade, em luta por um futuro, vão ser confrontados com um escândalo que os afecta no que há de mais sagrado: os exames. Daí o tão diferente título português "O Mistério dos Exames Roubados".

Bobby Funke quer assumir-se como repórter no jornal da escola. Em causa está uma oportunidade de estagiar num jornal universitário que ninguém merece mais do que ele. Quando lhe dão como tema "quem é o presidente dos estudantes?" desespera pelo pouco interesse de tal peça. Felizmente a pedido da namorada desse mesmo presidente vai começar uma investigação paralela: quem terá roubado os exames? O escândalo político rebenta quando descobre que ambas as investigações vão dar ao mesmo resultado porque o presidente é o ladrão. Como resultado disso ganha o estágio, a namorada do derrotado e o respeito dos alunos, mas estará a investigação concluída ou terá sido usado para desviar os olhos de um escândalo maior? Quando Woodward e Bernstein investigaram Nixon as coisas pareceram mais fáceis...

Reece Thompson é o jornalista de serviço. Numa estreia como protagonista é bastante convincente. O actor secundário Bruce Willis é fenomenal. Num registo ligeiramente diferente do habitual dá um espectáculo único como o director da escola com rigor militar. E finalmente temos Mischa Barton que as palavras não bastam para descrever. Ninguém diria que dez anos depois ainda a escolhiam para fazer de estudante - em "St. Trinian" (2007) fez de ex-aluna - mas interpreta muito bem a "cabra" ao bom estilo estudantil . De destacar que é o segundo filme consecutivo em que faz de italiana despida depois de "Virgin Territory".

Está classificado como sendo para adultos devido às referências a sexo, drogas e álcool e ainda bem porque não é para adolescentes. É preciso já ter passado por isso para encarar com diversão o mundo do secundário. Quem ainda lá estuda não reconhecerá as situações e por isso não achará grande piada.
Mais uma homenagem do que uma paródia ao género do mistério, esta investigação estudantil é previsível, mas uma divertida variação ao cada vez mais saturado tema dos dramas juvenis.

Título Original: "Assassination of a High School President" (EUA, 2008)
Realização: Brett Simon
Argumento: Tim Calpin, Kevin Jakubowski
Intérpretes: Mischa Barton, Reece Thompson, Bruce Willis
Fotografia: M. David Mullen
Música: Daniele Luppi
Género: Comédia, Crime
Duração: 93 min.
Sítio Oficial:

2 comentários:

Nekas disse...

Sinceramente, não me nutre nenhum interesse, embora eu goste de humor negro como evidencias na tua crítica.

Abraço
Cinema as my World

mademoisellejoanne disse...

Sinceramente tambem? Estava farta do filme ao fim de cinco minutos! E saí a chorar o meu dinheiro...costumo concordar com quase todas as criticas e avaliações, mas desta vez nem uma estrela lhe dava =/

Bons filmes!