30 de julho de 2012

Vencedores do Avanca 2012

Terminaram os “Encontros Internacionais de Cinema, Televisão, Vídeo e Multimédia – AVANCA 2012”, encerrando 10 dias de festival e 5 dias de competições, conferências e workshops internacionais.
Comemorando a décima sexta edição, o AVANCA 2012 contou com mais participantes e atribuiu prémios a filmes de 4 continentes.

“Something good out of life”, do realizado Romeno Dan Pita, arrebatou o Prémio Cinema para a Melhor Longa-metragem, tendo ainda recebido ex-aequo o Prémio para o Melhor Ator, Corneliu Ulici.

Foram ainda distinguidas com Menções Especiais as longas–metragens “Macau stories, love in the city” de Jordan Cheng, Fernando Eloy, Ao leong Weng-Fong, Tou Kin Hong, Elisabela Larrea, Harriet Wong (Macau, China) e “The forest is red” de David Jakubovic (EUA).

Os atores americanos Nicole Sudhaus e Devin Harjes (em ex-aequo com o actor romeno), do filme “The Forest is Red” foram os vencedores dos prémios atribuídos aos actores.

“The Forest is Red” foi ainda distinguido com o Prémio Cinematografia, atribuído a John Schmidt.

A curta-metragem belga “Kéroxène”, de Joachim Weissmann, ganhou o Prémio Curta-Metragem e o Prémio Montagem.

O júri atribuiu ainda uma Menção Honrosa à curta-metragem "X e Y" de João Costa (Portugal).

O Prémio Animação distinguiu o filme alemão “Loom” de Jan Bitzer, Ilija Brunck, Csaba Letay, atribuindo ainda uma Menção Especial a “Bordeline” de Dustin Rees (Suiça).

Entre as categorias mais esperadas deste ano, a “Competição Avanca” reunia uma selecção de obras produzidas na região.
O Prémio foi atribuído á longa-metragem documental “Nós na rua” de Luís Margalhau e a curta-metragem “Ruga” de Miguel Serra e Sofia Barata, ganharam uma Menção Especial.

O Júri, presidido por Paulo Trancoso (produtor e presidente da Academia Portuguesa de Cinema), foi constituído pelos cineastas Goran Radovanovic (Sérvia), Niels Ostenfeld (Dinamarca), Stéphane Xhrouet (França) e pelas programadoras Flávia Vargas (Brasil) e Karin Bleiweiss (Áustria).

Um outro júri constituído pela professora Isabelle Serra (Portugal/França), pelos cineastas Nuno Portugal, Joe Bender (EUA), Maxim Pozdorovkin (Rússia), pelo escritor António Souto, pelo programador João Paulo Macedo e pelo artista plástico Acácio Rodrigues, atribuiu os prémios da categorias Televisão e Vídeo.

O Prémio Televisão foi atribuído e ao documentário “Objection VI” do suiço Rolando Colla, tendo recebido Menções especiais "Dark side of the lens" do irlandês Mickey Smith e “So closer” do iraniano Ostad Ali Makhmalbaf.

O filme “Rivière au tonnerre”, do realizador canadiano Pierre Hébert, venceu o Prémio Vídeo. “US” do catalão Alex Lora foi nesta categoria distinguido com uma Menção Especial.

O Prémio Estreia Mundial foi atribuído ao filme bulgaro “A movie about…” de Georgi Krastev, por um júri constituido pelo argumentista Henrique Vaz Duarte, pelo crítico de cinema Nuno Reis e pelos cineastas Rui Nunes, Luís Diogo, Manuel Matos Barbosa e Bernardo Cabral.

O trailer do filme francês "It is miracul'house” de Stéphane Freiss venceu o Prémio Trailer in Motion, atribuído pelo jornalista e crítico de cinema Germano Campos, pela produtora Maria Judite Costa e pelo cineasta Acácio Carreira.

Os filmes de animação feitos por jovens, que este ano tiveram a sua primeira participação no Festival AVANCA, viram o filme “Os monstros da Rita”, de alunos da Escola EB do 2º e 3º ciclo de Aguiar da Beira, receber o Prémio “Eu no Meio dos Outros”. O Júri, constituído pela professora Cláudia Vaz e pelos cineastas Joana Imaginário e Sérgio Nogueira, atribuiu ainda uma Menção Honrosa a “Felicidade”, de alunos da Escola Básica de Vilar do Andorinho.

Entretanto, na “AVANCA|CINEMA, Conferência Internacional Cinema – Arte, Tecnologia, Comunicação”, o Prémio Eng. Fernando Gonçalves Lavrador, em homenagem póstuma a um dos mais relevantes investigadores portugueses na área da Semiótica, Estética e Teoria do Cinema, distinguiu em ex-aequo os investigadores gregos Spiros Papadopoulos, Angeliki Malakasioti, Giorgos Loukakis e o brasileiro Gustavo Ferreira.

A organização científica internacional “IAMS – International Association for Media in Science” atribuiu ainda um prémio ao investigador turco Ersan Ocak, numa declaração apresentada pelo professor Jan Goldschmeding (Holanda).

Sete júris constituídos por 32 individualidades de 12 países atribuíram 15 prémios e 9 menções honrosas.

O AVANCA 2012 foi ainda marcado pelos 6 workshops internacionais que decorreram ao longo de todo o festival, orientados por personalidades da Sérvia, França, Brasil e Portugal.
Entre estes, um trabalho conjunto entre professores e jovens resultou numa experiência inédita na forma de trabalhar o cinema de animação na sala de aulas.

O AVANCA acontece todos os anos em Avanca no Distrito de Aveiro e é uma organização do Cine-Clube de Avanca e Câmara Municipal de Estarreja com o apoio do ICA/Secretaria de Estado da Cultura, Instituto Português do Desporto e da Juventude, Academia Portuguesa de Cinema, APEVT, DeCA / Universidade de Aveiro, ESAP, ESAD, Teatro Aveirense, Junta de Freguesia, Agrupamento de Escolas e Paróquia de Avanca, para além de várias entidades locais.

Sem comentários: