2 de março de 2010

Fantasporto 2010 - Dia 8


Primeiro dia de competição no Fantas em dias úteis. As multidões chegam apenas ao final do dia, mas até lá há muitos filmes para ver. A primeira escolha recaiu sobre as curtas suíças escolhidas pelo festival de Neuchatel. Um total de quinze filmes a assistir numa sessão! Excelente forma de descobrir uma cinematografia que corresponde à fama do seu grande festival.
Na sessão seguinte, para variar, um pouco da retrospectiva Luís Galvão Teles: "A Confederação" é um dos poucos filmes portugueses de ficção-científica. O Pequeno Auditório continuaria em grande pela noite dentro com a retrospectiva francesa, mas o Grande tinha cinema espanhol.

"Hierro" manteve o público quietinho. Este thriller infiltrado na semana dos realizadores apanhou desprevenidos os espectadores que fugiam do fantástico. É um belo filme em quase tudo, o argumento é o ponto fraco.
"[REC]2" foi mais um dos filmes que esgotou os bilhetes. O sucesso do primeiro filme no festival ainda se sentiu. Este é menos assustador, mas o simples facto de a sequela alterar o sub-género história mudando tão pouco na informação que dá... Faz pensar que estava tudo previsto de início.
O público adorou e não estranhava se repetisse o prémio do público.

1 comentário:

Pedro Potter disse...

REC2 destroça o mito "REC"...

Paródia ou filme fraquito? Gosto de pensar que é uma paródia. :) Pelas imensas palmas, que se ouviram durante a sessão, o medo não apareceu.