26 de maio de 2012

"Dupa Dealuri" por Nuno Reis


Cristian Mungiu venceu Cannes há uns anos com uma história verídica do quotidiano romeno. Em "4 Luni, 3 Saptamâni si 2 Zile" falava dos abortos clandestinos e dos seus impactos em duas mulheres que recorreram a eles, uma estando grávida e a outra para lhe dar apoio. Em 2012 volta a Cannes com novo drama de duas amigas numa situação um pouco diferente. Agora não se está no meio urbano, mas no meio rural, onde os conventos são a única possibilidade de vida para os órfãos.

Voichita é uma freira num convento ortodoxo algures no meio das colinas. Alina, sua amiga do orfanato, partiu para a Alemanha em busca de trabalho e agora voltou para buscar Voichita e a salvar dessa vida de sacrifício. Só que não só há um choque cultural entre Roménia e Alemanha, como entre religiosos e ateia, e um momento de fraqueza de Alina faz com que tudo tenha segundas interpretações. Enquanto Alina repousa, Voichita vai seguindo com a sua vida, fazendo as tarefas do convento, tratando da documentação para a Alemanha. É assim que vamos conhecendo a realidade que a rodeia, aquilo por que passou, e percebemos que aquela vida da qual Alina a quer salvar, é uma situação relativamente privilegiada que os orfãos desejam simplesmente por não terem outro local onde morar.

Será talvez um filme muito demorado pois a narrativa lenta, acompanhada de longos planos-sequência fazem com a história se alongue mais do que o necessário. No entanto é uma forma eficaz de serenar os espectadores para que passem do acelerado ritmo urbano para o modo meditativo do convento e percebam as diferenças entre esses mundos. Esta experiência de duas horas e meia é quase transcendente. Pode ser devido aos inúmeros filmes temáticos que tenho visto, mas acho difícil ver um filme religioso sem começar a imaginar possessões e exorcismos. E mesmo que Alina se esforce para não destoar, para quem está no convento parece que precisaria de um. Pois, o truque de Mungiu funciona, leva-nos a pensar como aquela gente. Só assim os compreenderiamos.

É uma interessante forma de mostrar outro lado de uma realidade que só vamos conhecemos por notícias isoladas de acidentes em situações extremas. De conhecer pessoas que julgamos preconceituosamente sem dispor de todos os factos. Não é de consumo fácil, mas a sua discussão será muito interessante como experiência social.

Dupa DealuriTítulo Original: "Dupa Dealuri" (Roménia, 2012)
Realização: Cristian Mungiu
Argumento: Cristian Mungiu, Tatiana Niculescu Bran
Intérpretes: Cosmina Stratan, Cristina Flutur, Valeriu Andriuta, Dana Tapalaga
Fotografia: Oleg Mutu
Género: Drama
Duração: 150 min.

Sem comentários: