1 de março de 2010

Fantasporto 2010 - Dia 7


Tantos filmes, tão pouco tempo

Ontem foi o primeiro dia complicado. As duas salas exibiam filmes competitivos em simultâneo e isso obriga a escolher. Orient Express ou Fantástico? Fantástico ou Realizadores? Depende dos gostos de cada um. Optei por um misto.

Para começar a tarde nada como um filme de vikings, obrigatoriamente com muitos gritos e machados sujos de sangue: "Valhalla Rising". Na sessão seguinte espíritos e desaparecimentos ao gosto coreano com "Possessed". Estas duas foram sessões sem grande história, agora vai mudar.

Às 19 horas foi feita uma sessão especial de "T.M.A." para aproveitar a presença do realizador. Como o filme hoje dará novamentemuito pouca gente apareceu, preferindo ir ver a alternativa. É que na sala pequena passava "Vampire Girl Vs. Frankenstein Girl". A sala estava cheia para ver um filme que prometia ser uma palhaçada. Começou pela betacam que não funcionava. Passou-se para o formato DVD. A multidão não se importou e começou os festejos antes de ver o filme. Quando começou a projecção já muito se riam e a diversão ficou até ao fim fazendo desta a sessão mais animada do festival.

Nas sessões da noite "Air Doll" teve alguma dificuldade em impor-se como filme de respeito. O público era demasiado jovem para compreender o contexto e a mensagem. Quando este acabou, já tinha começado outro na sala pequena. Na grande daria "Dolan's Cadillac", mas o realizador estava retido em Frankfurt pelo mau tempo por isso, como não haveria apresentação, fui mesmo ver o da sala de baixo. O meu último filme da noite foi portanto "The Human Centipede" sobre um cirurgião que cose pessoas pelo sistema digestivo de forma a criar um centípede. A multidão delirou com todo o humor e o nojo do filme.

Cinema sério, brincalhão, de tremer, de rir e de chorar a rir, foi um dia para todos os gostos. Começando a semana de trabalho iremos notar diferenças no estilo de público.

Sem comentários: