18 de setembro de 2011

As famosas fotografias...

Enquanto algumas informações podem justificar o leak (refiro-me apenas ao wiki original e não às variações), é preciso ver até que ponto não comprometem situações críticas. Veja-se o exemplo do filme baseado em factos reais Fair Game onde o estado americano revela a identidade de uma agente de topo condenando à morte centenas de pessoas.

A grande notícia cinematográfica da semana foi a divulgação de umas fotografias privadas de determinadas estrelas. Dias antes foi anunciado um site leaks sobre Hollywood onde ao abrigo do direito de acesso à informação divulgam fotos privadas, moradas e contactos pessoais dos actores assim como argumentos por filmar.
Quanto aos argumentos se cairem nas mãos de pessoas demasiado curiosas (ou de jornalistas incompetentes) vão permitir estragar muitas surpresas, reduzir as idas ao cinema e afectar uma indústria que está declaradamente em guerra contra a Internet. Bem jogado!
Quanto às pessoas que eu saiba se se vão guiar pelas Emendas Americanas ou sequer pelos Direitos do Homem para exigir direito à informação, também lá é referido que o direito à privacidade e segurança assiste os visados pelo que têm o direito de manter as suas moradas a salvo de qualquer stalker. Portanto revelar moradas no limite faz com que se tenha de gastar mais dinheiros públicos a proteger pessoas que antes estavam seguras.
Já as fotos o máximo que farão será satisfazer a curiosidade e talvez mostrar que os efeitos de Hollywood fazem mesmo magia.

Ninguém se sentirá mais feliz apenas por ter visto uma foto desfocada ou por poder ser preso por rondar uma casa. Na prática as únicas pessoas com algo a ganhar no meio disto tudo são as que alojarem essa informação e facturarem com publicidade, mas visto que o FBI está a actuar contra eles talvez esse dinheiro não chegue. Lembrem-se por quanto as actrizes costumam processar (e ganhar) as revistas que referem distúrbios alimentares...

Nem todos merecem, mas a única forma de combater este flagelo é resistindo à tentação e dar um sinal claro de insatisfação com as supostas liberdades que cada um afirma ter. Porque os direitos de um indivíduo terminam quando invadem os de outro.


Se mesmo assim quiserem ver, cliquem aqui

Sem comentários: