26 de setembro de 2011

Avanca nos Açores


Em vésperas da exibição de um filme de Avanca no festival de Sitges, eis que o festival marca presença nos Açores com um grande conjunto de obras.

O Teatro Ribeiragrandense, na Ilha de S. Miguel nos Açores, acolhe pela segunda vez 0 Festival de Cinema de Curtas-Metragens da Ribeira Grande, exibindo uma extensão do Festival Internacional de Cinema de AVANCA.

A partir da próxima quarta-feira, dia 28 e até dia 2 de Outubro, o segundo Festival de Curtas-metragens da Ribeira Grande (Açores), exibe cinema, quer nos auditórios das Escolas Básica Integrada da Maia e Básica Integrada de Rabo de Peixe, quer no Teatro Ribeiragrandense, no centro da cidade.

A realização desta mostra de cinema alternativo tem por principais objectivos, como justificou o presidente da autarquia açoriana Ricardo Silva, “diversificar a oferta cultural da Ribeira Grande, e reforçar o gosto pela sétima arte, principalmente pelos mais jovens”.

O evento dá particular relevo ao cinema português de curta-metragem, exibindo filmes como é o caso de «O Conto do Vento», de Cláudio Jordão e Nelson Martins, «Noite gélida em Castelo Branco», de Luís Diogo, «1111», de M.F. Costa e Silva e «O Voo da Papoila», de Nuno Portugal.

Ribeirinho, actor e realizador de uma época de ouro do cinema português, será homenageado neste festival, onde estará presente Maria Manuela Ribeiro, sua filha.

Ribeira Grande exibirá ainda o filme de Goran Radovanovic “A ambulância” vencedor do Prémio Cinema Longa-Metragem em Avanca. Sendo um filme de ficção a abordar a história contemporânea, reflecte o drama das profundas mudanças sociais que a sociedade sérvia sofreu na virada deste século.

O festival irá encerrar com a exibição do documentário açoriano “Romeiros-Passos para a Remissão” de Humberto Resendes e Paulo Medeiros, com produção de Bernardo Cabral, director do festival.

Tal como o festival do continente, também o evento da Ribeira Grande será marcado por um workshop que pretende estimular o contacto dos jovens locais com a prática do cinema.

O festival de Avanca, que este ano comemorou a sua 15ª edição, reúne anualmente filmes em estreia nacional e vários em estreia mundial (originários dos cinco continentes), cineastas e investigadores das áreas dos estudos fílmicos e da comunicação audiovisual. Este é ainda um espaço único na Europa, onde acontecem workshops internacionais com nomes cimeiros do cinema e do audiovisual mundial, de onde saíram obras exibidas e distinguidas em diversas manifestações internacionais.

Sem comentários: