12 de julho de 2010

Dos cinquenta aos cinco, só muda um zero

Leram o JN hoje? Um curioso artigo relata que o Porto em tempos teve cinquenta salas de cinema.

Há duas coisas que me chocam nesse trabalho. Uma é o pouco cuidado na escrita do texto, com ideias misturadas como se o objectivo fosse despachar informação em vez de informar. Um trabalho desta natureza merecia muito mais tempo de pesquisa, mais tempo de escrita e mais espaço de impressão. A outra é que por muito que me esforce não consigo lembrar-me de mais de cinco salas em funcionamento desde o fecho dos Medeia. Talvez por isso seja tão agradável ver festivais e ciclos a levarem o cinema para sítios menos convencionais.

A propósito, há um ciclo à beira-Douro todos os sábados até 13 de Agosto e dia 17 deste mês um encontro de blogs no Café Progresso.

Sem comentários: