28 de dezembro de 2008

"Bienvenue Chez Les Ch'tis" por Nuno Reis

O grande êxito europeu deste ano foi "Bienvenue Chez Les Ch'tis". Só em França teve 20,3 milhões de espectadores, mais que todas as salas portuguesas juntas desde o início do ano. Também em França bateu os recordes de melhor estreia, filme francês mais visto de sempre, e só não foi o filme mais visto de sempre porque "Titanic" teve mais 400000 espectadores. Foi três vezes mais visto que qualquer outra estreia da década em França, e bem mais lucrativo seguramente. Qual o segredo para tamanho sucesso? Ser uma despretensiosa e animada comédia, alternar situações plausíveis e mirabolantes, gozar com o sotaque e simultaneamente mostrar tudo aquilo que um povo tem de bom. Os americanos gostaram tanto que o remake dentro de dois anos já estará em exibição.

Philippe é um funcionário dos correios que tenta conseguir um destacamento para a solarenga Riviera. A mulher está deprimida com a confortável mas modesta situação em que vivem e isso afecta o casamento. Quando Philippe está quase a conseguir novo posto há sempre alguém a tirar-lhe o lugar. Farto disso decide influenciar os resultados e, ao ser apanhado, é destacado para uma distante aldeia no gélido norte. Tendo como alternativa o desemprego vê-se obrigado a partir para Berges, terra de bêbedos violentos com um sotaque horrível. Chegamos a Berges como o protagonista, numa noite escura de chuva. As pessoas estranhas e incompreensíveis esforçam-se sem sucesso para conseguir integrá-lo. Philippe está desterrado numa terra hostil entre selvagens e só de quinze em quinze dias pode ir a casa. Quando começa a conhecer as pessoas vai mudando de opinião, são apenas mais alegres e espontâneos do que a gente do sul. No fim vê-se apaixonado pela terra e pela gente e tem de aprender a gerir a sua vida dupla, tão melhor com a mulher longe.

Quem diz não gostar de comédias francesas tem de experimentar ver esta. Dez minutos são mais do que suficientes para perceber o estilo de humor francês. Sempre directo e mordaz, mas inteligente quando possível. "Bienvenue Chez Les Ch'tis" não foge às piadas fáceis, mas evita-as quando prejudicariam a história. Muitas vezes é previsível, mas é tão divertido que faz sempre rir.
Outro grande ponto a favor deste filme é ensinar o idioma ao espectador como mandam as regras, uma palavra de cada vez, com exemplos e um teste prático. É tão fácil e discreto que logo tudo fica mais compreensível. Especialmente por isso é preferível tentar perceber o que dizem a seguir o caminho fácil e ler as legendas. Foi feito para franceses e é preciso pensar como um para melhor apreciar. Mesmo assim é uma das comédias do ano e das que é fácil gostar.


Título Original: "Bienvenue Chez Les Ch'tis" (França, 2008)
Realização: Dany Boon
Argumento: Dany Boon, Alexandre Charlot e Franck Magnier
Intérpretes: Kad Merad, Dany Boon, Zoé Félix, Anne Marivin
Fotografia: Pierre Aïm
Música: Philippe Rombi
Género: Comédia
Duração: 106 min.
Sítio Oficial: http://www.chtinn.com/

1 comentários:

ArmPauloFer disse...

Eu vi o remake italiano e asseguro-te que também foi o máximo! De rir totalmente!
Sendo assim estou muito curioso por este e tenho de o obter e ver, pois esta critica demonstra muito bem que foi um enorme sucesso francês.