1 de março de 2011

Fantasporto 2011 - Dia 8

Após um fim-de-semana de enorme actividade, chegava um dia útil onde os filmes teriam de ser suficientemente apelativos. Durante a tarde "Red Nights" pareceu a melhor proposta, deixando "Two Staring Eyes" mais negligenciado. À noite duas obras complicadas tiveram as honras.

"9:06" é um filme que admito, não percebi. A história acompanha um polícia que, desiludido com a sua própria vida, começa a viver a de um homem que se suicidou. É sobre existência, sobre continuidade e sobre o lugar de cada um no mundo. Não posso dizer que seja mau ou bom sem antes o rever.

À noite "The Tempest", o segundo derrotado dos Oscares presentes no festival, foi igualmente perturbador. A adaptação de Shakespeare com uma realizadora competente e um elenco de primeira, era de compreensão algo difícil o que se percebeu pelas pessoas que desistiram da sessão. Fosse por desconhecimento do original ou pela dificuldade linguística, não é filme que tenha convencido o público apesar da enorme produção. A mim convenceu, mas não é para rever.

Sem comentários: