17 de outubro de 2010

"Mutant Girls Squad" por Nuno Reis

Filmes de terror costumam ser relegados para sessões muito nocturnas como aconteceu a "Drag Me To Hell" em Cannes ou "Encarnação do Demônio" em Veneza. Um festival de terror não tem problemas em mostrar muito sangue a qualquer hora do dia, mas não fica completo sem algumas noites de extremas violência ou palhaçada gore. O cinema asiático costuma ser o favorito pela sua invulgar combinação de sexo, monstros, jorros de sangue e história sem nexo. O MotelX e Sitges apostaram num filme asiático em comum para uma das suas noites.

"Mutant Girls Squad" feito a seis mãos, conta as aventuras de uma adolescente que descobre ser descendente de um clã com poderes especiais. Ao longo de três capítulos, cada um feito por um diferente realizador de culto desta corrente cinematográfica, vamos ver como lida com a escola e o bullying, como ela e a sociedade descobrem os seus poderes, e finalmente como os vai usar para enfrentar os seus novos inimigos.

De todos os posters disponíveis o abaixo é o mais fiel. Todos os outros prometem três jovens sedutoras em roupas justas e imagina-se combates entre elas e algum opositor ao melhor estilo japonês. Pois só a primeira cena corresponde ao imaginado. Aí o trio tem um combate semi-espectacular contra um exército de mascarados hilariantes. O resto do filme é um drama com elementos cómicos, com um argumento nem suficientemente mau nem suficientemente bom, um frágil fio condutor entre os capítulos, um único combate digno do esperado. O ridículo das mutações é muito mal utilizado.

O primeiro capítulo ainda permite alguma expectativa. Após o preview justifica-se a introdução e parece seguir um rumo comum: uma rapariga com uma vida quase normal, um segredo, algumas coisas estranhas em torno dela. O pai é um elemento fabuloso que em muito valoriza a história. No segundo capítulo há muita acção, mas pouca adrenalina. A intriga toma lugar, tenta ser sério quando já não há volta a dar. Segue o rumo de todos os filmes de mutantes, ou seja, um combate derradeiro contra a humanidade. No terceiro a desgraça é confirmada e consumada com uma colagem de clichés de fazer chorar.

Pouco entretém, raramente diverte, tem boa produção, mas como gore é uma grande desilusão. Marginal entre os filmes marginais, não parece mais do que um erro de casting destes festivais.


Título Original: "Mutant Girls Squad" (Japão, 2010)
Realização: Noboru Iguchi, Yoshihiro Nishimura, Tak Sakaguchi
Argumento: Noboru Iguchi, Jun Tsugita
Intérpretes: Yumi Sugimoto, Suzuka Morita, Yûko Takayama, Tak Sakaguchi
Música: Takashi Nakagawa , Kou Nakagawa
Fotografia: Shu G. Momose
Género: Acção
Duração: 90 min.
Sítio Oficial: http://www.sentoshojo.jp/

Sem comentários: