6 de outubro de 2010

Portugal invadiu Ourense

Segunda-feira a Galiza ficou ainda mais portuguesa. Logo pelo meio-dia (11h em Portugal continental) uma conferência de imprensa re-apresentou o Fantasporto aos media galegos.
Enquanto António Reis falou do festival e do passado que Fantas e OUFF construiram em conjunto nos últimos cinco anos, coube a este vosso escriba fazer a apresentação dos filmes seleccionados para o certame.

"Fish Tank" como duplo vencedor da Semana dos Realizadores (e Cannes, e BAFTA...) foi o mais comentado pelos presentes. "One" por ser um conto de Stanislaw Lem foi encarado como o aguardado representante do cinema fantástico que os galegos esperavam do Fantas. Para terminar o trio da cinematografia europeia, "Ward Nr. 6" da Rússia traz o peso da responsabilidade de ser uma adaptação de Anton Chekhov. Finalmente destaquei ainda a presença do português "Embargo", adaptação do luso-espanhol José Saramago, numa secção retrospectiva do festival. Quatro filmes que estiveram no Fantas, quatro filmes que os galegos terão oportunidade de ver nos próximos dias. Porque não também os portugeses passarem por aqui para os (re)verem?

A breve sessão de apresentação terminou com uma oferta de material promocional do principal patrocinador do festival portuense. Além de uma distribuição de cervejas e postais do festival de 2010, também foram deixados estrategicamente distribuidos aqueles magníficos postais publicitários que desde 2009 fazem parte das memórias do festival.

Ontem de manhã foi a vez de Costa Valente falar em nome do seu festival de Avanca. Como vê a função dos festivais no mundo do cinema, as actividades paralelas de formação que Avanca desenvolve melhor do que qualquer outro festival, a sua obrigação perante o mundo, a cultura e os espectadores.

Hoje os directores de festivais portugueses e galegos terão uma grande conferência/masterclass sobre o papel dos festivais e como podem ser feitos de forma sustentável (não obrigatoriamente rentável). Aconselho essa sessão a todos os que gostam desse universo misterioso. Não farei um resumo no blog porque não se consegue transcrever tanta sabedoria, mas estarei disponível para aconselhar quem queira fazer um festival.

Sem comentários: