7 de outubro de 2010

"[REC]2" por Nuno Reis

Se existe um título do cinema fantástico espanhol que convenceu igualmente público, críticos e indústria na última década foi o trabalho a quatro mãos de Paco Plaza e Jaume Balagueró "[REC]". A menina Medeiros espalhou muito medo pelos festivais do mundo fora tendo inclusivamente vencido dois prémios no Fantasporto, cinco em Sitges, um em Amsterdão e um dos dois Goyas a que foi nomeado. Até para melhor filme europeu (premio audiência) foi nomeado. O fenómeno durou mesmo muito e o remake americano - a imitação é a maior forma de elogio – falhou redondamente, dando ainda mais valor ao original (e um milhão aos argumentistas). Não tardou para que a própria Filmax quisesse triplicar o lucro. Para isso fez um "[REC] 2" e já anunciou um "[REC] 0" e "[REC] 3", com os títulos Genesis e Apocalypse respectivamente. Hoje estreia entre nós o segundo episódio desta saga aparentemente duradoura.

Quem vai ver "[REC] 2" viu "[REC]", não há como negar. Alguns, como eu, viram-no várias vezes, outros apenas uma, mas se vão ver o segundo de certeza que não esqueceram como terminou o primeiro. Quem precisar de ajuda só tem de espreitar o revelador trailer de "Quarantine".
Nesta segunda parte um grupo de jovens com uma câmara invade a casa através de uma passagem subterrânea. Em simultâneo os militares, também com material de gravação, entram pela porta principal. Duas câmaras, um padre, soldados, civis, muitos zombies, e uma niña mortífera ainda por descobrir. Sem a causa não há cura. Sem o veneno não há antídoto. Sem o Paciente Zero a humanidade está condenada e desistir é morrer.

As cenas de susto fácil continuam presentes, a adrenalina é uma constante, a multidão em cena faz com que os confrontos sejam mais frequentes e as câmaras oscilantes a passarem de mão em mão tornam-se numa novidade discreta. No primeiro filme a religião tinha lugar dominante. Aqui é dada uma reviravolta temática ao gosto dos argumentistas e permite alguma inovação. Não é do agrado dos mais puristas que ficaram presos à ideia original, mas foi uma mudança com cabimento pois em "[REC]" apenas se ouviu opiniões e não se podia tomar as aparências como verdade absoluta. No entanto isso não basta para atingir o nível do predecessor, nem sozinho chega para convencer a ver os próximos. Funciona como filme de terror ligeiro, mas todo o interesse da saga permanece num só filme, o original, e será ainda às custas do original que os capítulos em falta vão ser um sucesso.

Título Original: "[REC]2" (Espanha, 2009)
Realização: Jaume Balagueró, Paco Plaza
Argumento: Jaume Balagueró, Paco Plaza, Manu Díez
Intérpretes: Jonathan Mellor, Óscar Zafra, Manuela Velasco
Fotografia: Pablo Rosso
Género: Terror, Thriller
Duração: 85 min.
Sítio Oficial: http://www.rec2themovie.com/

Sem comentários: