17 de outubro de 2011

"Le Moine" por António Reis

O diabo anda à solta

O fantástico e lendário popular têm sido subaproveitados para o cinema de terror e de fantástico. Nos casos em que serve de inspiração, os resultados não têm sido brilhantes, excepção feita a “Ladyhawke”. A mistura de misticismo, feitiçaria e religião com ambientes da Idade Média, apesar de todo o potencial que encerrariam só por si, acabam por ser desperdiçados de forma inglória. O cinema europeu não consegue construir narrativas eficientes e visualmente atraentes. “The Monk” é o exemplo perfeito deste desleixo no tratamento do fantástico. Esta história de um diabo ansioso por almas e capaz de usar de todos os artifícios para fazer cair na tentação os homens e mulheres enclausurados nos conventos, arrasta-se de forma indolente e muito previsível, com uma aridez de alternativas para manter o espectador preso à história.

Uma criança é abandonada à porta do convento capuchinho. Salva de ser devorada por um corvo, é educada pelos monges e torna-se o melhor dentre eles. Os seus sermões atraem multidões, a sua fama granjeia-lhe admiração e inveja. Mas o diabo vai tecendo as teias da sedução e a luxúria do pecado torna-se irresistível para Ambrósio. O diabo acabou de ganhar mais uma alma.

Desaproveitando o património arquitectónico disponível, insistindo de forma redundante e pouco criativa nas sequências oníricas, cuidando muito da oratória, mas desprezando os rituais de religiosidade medieval que poderiam dar conteúdo ao filme, “The Monk” é um filme onde até o sexo é entediante. O diabo pode dar-se ao luxo de ser preguiçoso.

Exibido na sessão de gala do Méliès em Sitges 2011, sessão que pretende promover o cinema europeu, é um exemplo típico de que a publicidade saiu gorada. Este cinema europeu não convence, nem do ponto de vista cinéfilo, nem do ponto de vista de atracção de públicos. Apesar da idade revejam “LadyHawke” as vezes que for preciso para se perceber como se constrói e se filma uma história.


Le MoineTítulo Original: "Le Moine" (Espanha, França, 2011)
Realização: Dominik Moll
Argumento: Anne-Louise Trividic. Dominik Moll (adaptando a novela de Matthew Lewis)
Intérpretes: Vincent Cassel, Déborah François, Joséphine Japy, Sergi López
Música: Alberto Iglesias
Fotografia: Patrick Blossier
Género: Thriller
Duração: 101 min.
Sítio Oficial: http://diaphana.fr/film/le-moine

Sem comentários: