20 de outubro de 2011

Programação do Filminho 2011


Aqui está na versão bilingue e com dois horários, o programa do Filminho que começa dentro de poucos dias.

Sábado, dia 22

Cerveira

……….


Local: Porta XIII

Dia: 22 de Outubro


Hora: 16h00 (hora portuguesa)

Sessão de Poesia dedicada a Eliseo Alonso

A propósito da inauguração da exposição de fotografia é dedicada a sessão de poesia na Porta XIII desta semana à obra poética de Eliseo Alonso. Tal como acontece em relação à fotografia, é propósito do Filminho examinar outras vertentes da obra de Eliseo Alonso para além da prosa, visível sobretudo nos Contos do Miño, e permitir ao público redescobrir este grande autor da fronteira em toda a sua riqueza transdiciplinar.


Local: Porta XIII

Inauguração: Dia 22 | Hora: 17h30 (hora portuguesa)

Exposição: de 22 a 30 de Outubro, no horário normal da Porta XIII


O Pai Miño – As miradas sobre o rio Miño de Eliseo Alonso

exposição de fotografia

O escritor de Goián, Eliseo Alonso, é sobretudo conhecido pela obra Contos do Miño. No entanto, ao longo da sua vida, desenvolveu também um trabalho fotográfico pouco divulgado mas muito valioso. São fotos da vida no rio Minho, onde os pescadores aparecerem retratados com enorme cumplicidade e talento. O Filminho pretende recuperar para o público a obra fotográfica de Eliseo Alonso e mostrar a complexidade artística do autor.


 


Local: Cineteatro dos Bombeiros


Dia: 22 de Outubro


Hora: 21h30 (hora portuguesa) 


Lanzo das Imaxes


Documentário,  estreia



Estreia do documentário Lanzo das Imaxens. Este filme, apoiado pelo Filminho através do Fórum de Criadores é o resultado de 12 meses de rodagem sobre o evento do Lanzo da Crus celebrado entre as localidades de Torrón, em Tomiño e Cristelo Covo, em Valença. Nesta tradição da Páscoa, os padres e a população atravessam o rio abençoando os barcos e as redes e visitando a outra margem. No regresso uma lampreia é pescada e entregue ao padre, como símbolo daquela que era a recompensa real antigamente atribuída pela benção das redes: os peixes colhidos ao longo dessa mesma benção.


 


Local: Cafetaria do Musgo Azul


Dia: 22 de Outubro


Hora: 0h00 (hora portuguesa)


Benshi no Musgo


Performance


O Benshi era uma figura fundamental nos primórdios do Cinema Japonês. Como parte da população era analfabeta as legendas nos filmes estrangeiros eram inúteis surgia então esta figura que, ao vivo, durante o filme, o explicava à plateia. Colhendo a inspiração nesta técnica o nosso projecto consiste dar a liberdade a um grupo de actores de escolherem as suas cenas preferidas de cinema e sobre elas improvisarem uma nova interpretação, tenha ela um efeito cómico, dramático ou poético.


 


————————————–



Domingo, dia 23


Cerveira


………….


 


Local: Cine-Teatro dos Bombeiros


Hora: 16h00 (hora portuguesa)


Chakall na fronteira


documentário


O famoso chef Chakall e a sua companheira Pulga visitam a fronteira: um passeio informativo e bem-humorado pelas tradições gastronómicas de Cerveira e Tomiño.



De Porta En Porta


documentário


Documentário de Lisi González sobre a tradição dos bombos, chamados de Zés Preiras em Portugal e de Troboadas na Galiza. Com especial incidência na fronteira, o documentário analisa os grupos de Tomiño e de Vila Nova de Cerveira.


 


 


—————————–


Sexta-feira, dia 28


Goián


…………….


 



Local: Auditório de Goián


Hora: 22h00 (hora galega)


Outras fronteiras: Brasil, Peru e Bolívia


O Filminho já não olha apenas para a sua fronteira, mas também para outras fronteiras mais distantes e para os ecos que se escutam. Neste caso, Brasil, Peru, Bolívia


PACHAMAMA


documentário


O filme Pachamama – título que significa para os indígenas andinos mãe-terra e designa a deusa agrária dos camponeses narra a viagem do diretor pela floresta brasileira em direção ao Peru e à Bolívia, onde encontra a realidade de povos historicamente excluídos do processo político de seus países e que, pela primeira vez na história, buscam uma participação efetiva na construção do seu próprio destino. É uma pequena odisséia de trinta dias pela realidade amazônica e andina, que revela uma América Latina em ebulição, perpassada pela cultura milenar dos Andes, que irradia pelo continente substância primordial na constituição de novos paradigmas políticos.


 


——————————



Sábado, dia 29


Goián


O Nosso Tempo: Manual de Instruções


Selecção de filmes e espectáculos que se debruçam sobre as instabilidades sociais que vivemos actualmente, analisando questões distintas como o da igualdade social ainda não conseguida ou o da crise económica actual que vivemos, aqui revista no papel da Grécia. O tempo que vivemos não é apenas complicado, é também um desafio.


……….


 


Local: Auditório de Goián


Hora: 17h00 (hora galega)


Digna Rabia



documentário


Un conxunto de mulleres reflexionan sobre o impacto que o franquismo tivo nas súas vidas. Repasan a soidade das mulleres na posguerra, a súa reclusión no mundo doméstico, a ideoloxía da muller falanxista, a responsabilidade da Igrexa Católica na submisión da muller, a violencia de xénero, as dificultades para instruírense, o Servizo Social e o seu infatigábel compromiso co traballo malia non contar co recoñecemento do que gozaban os homes. Son mulleres que nos contan a súa experiencia co contrabando, co traballo irregular, coas tarefas do campo, como canteiras, como traballadoras asalariadas, como mozas de servir, como esmoleiras, como costureiras, como mariscadoras… En todas esas historias resoan a desigualdade e a invisibilidade das mulleres nun mundo gobernado por homes.


Contra esa violencia permanente vanse rebelar as primeiras mulleres antifranquistas con conciencia feminista. Organizadas dentro dos partidos e sindicatos de esquerda, crean novos espazos cívicos onde cuestionar o status de control, xerarquía e dominio masculino. Van construír os alicerces do ideario feminista democrático contemporáneo. Non sen problemas. Aínda no inicio da segunda década do século XXI, os avances conseguidos na igualdade social entre homes e mulleres están sen completar. Un grupo de mulleres libres e concienciadas formulan algunhas solucións.


 


Local: Auditório de Goián


Hora: 19h00 (hora galega)


Deudocracia


documentário


Aris Hatzistefanou e Katerina Kitidi, jornalistas e realizadores, juntaram-se a Leonidas Vatikiotis, jornalista e economistas especializados em crises económicas, e montaram uma campanha de recolha de donativos nas redes sociais para recolherem dinheiro suficiente para produzir “Debtocracy”. O filme apresenta uma explicação detalhada sobre as causas da crise financeira que a Grécia atravessa neste momento, relacionando-a com toda a complexa situação mundial e apontando soluções possíveis para uma saída.



 


Local: Centro Cultural Goianês


Hora: 22h00 (hora galega)


Manipulieren Mich 3.0


Performance por Colectivo Enfarte


Esta performance é mais uma exploração à volta da manipulação mediática e dos jogos económicos explorando o cruzamento entre o vídeo, o desenho, a dança e o movimento.


 


Fausto, de Murnau


Filme-Concerto por La La La Ressonance


Os La La La Ressonance regressam ao Filminho com mais um filme-concerto, desta vez criando uma banda-sonora para uma das obras-primas do expressionismo alemão, o filme Fausto, do realizador Murnau.



Sinopse do filme: Deus e o Diabo estão em guerra pelas almas da Terra. Para equilibrar a disputa, decidem aliciar a alma de Fausto, um brilhante alquimista. Durante uma praga, Fausto desespera e queima todos os livros, depois de não conseguir parar a Morte. O Diabo envia à Terra Mephisto para aliciar Fausto, primeiro com o tratamento para a praga, depois com a promessa de juventude eterna. Fausto vende a alma ao Diabo, em troca dessa juventude.


O mito de Fausto adaptado da obra de Goethe. Fausto é o apogeu do expressionismo alemão, num magistral “combate” entre a luz e as trevas, o anjo do bem e do mal. Jannings é um inesquecível Mefistófeles e o filme de Murnau a quintessência do cinema fantástico.


 


————————————


Domingo, dia 30


Goián


………….


Local: Centro Cultural Goianês



Hora: 16h00 (hora galega)


Reciñeira


+ filmes do obradoiro “às voltas com Rosiña, Miña Gamela”


espectáculo musical de Esperanza Vázquez


O principal obxectivo é o de dar a coñecer a figura literaria e a obra infantil de Eliseo Alonso, escritor goianés que tanto fixo por difundir a cultura propia no seu país e alén das nosas fronteiras.


A montaxe de “REICIÑEIRA”, son os contos que aparecen no libro do mesmo título, publicado por Edicións do Castro no ano 1981, adaptados para ser cantados e musicados por Esperanza Vázquez López.


Son persoaxes tenras, actuais, que defenden a importancia da inocencia, a solidariedade, o respecto pola natureza e outros tantos sentimentos que non poden nin deben esmorecer se non ir a máis para que comprendamos a importancia dun mundo sostible.


Por este motivo os bonecos que dan vida as persoaxes do conto e o atrezzo que forman parte do espectáculo, están feitos a man ou son obxectos reciclados que se daban por perdidos, porque…Que mellor xeito de conservar que non destruir?


 


Sem comentários: